segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Massa X Hamilton até quando vai essa novela ?

Os episódios da rivalidade entre o inglês Lewis Hamilton e o brasileiro Felipe Massa mais parece aquela brincadeira de parque de diversões com carrinhos de bate e bate, ora é um ora é o outro que acaba provocando um toque durante as corridas e treinos da temporada 2011 da F1, só este ano foram 8 vezes, com isso ambos os pilotos foram prejudicados.

Neste final de semana no GP da Índia, na 24ª volta aconteceu mais um toque, desta vez os comissários acabaram punindo Felipe Massa com um drive-through e o brasileiro como sempre disse que não teve culpa, em entrevista após a prova o piloto da Ferrari disse : “Hamilton tocou minha roda traseira. Então, para ser honesto, eu não entendo porque levei a penalidade, realmente não é compreenssível” - concluiu. Massa acredita que todos os problemas que teve este ano com Hamilton foi culpa do piloto da McLaren.

Por outro lado Hamilton admitiu que não tem mais falado com o brasileiro faz um tempo e antes da corrida colocou seu braço sobre o ombro de Felipe e lhe deu boa sorte na corrida, sobre mais este incidente o inglês disse : “eu tentei uma ultrapassagem e tentei voltar porque pareceu que ele não ia me dar espaço quando nos acabamos nos tocando” - concluiu.


Tudo isso é o reflexo de dois pilotos que estão passando por uma fase ruim em suas carreiras e não conseguem superar seus próprios companheiros de equipe. Lewis Hamilton, campeão mundial de F1 em 2008 é um piloto extremamente rápido e capaz de fazer corridas de recuperação como poucos pilotos, porém problemas extra “pista” tem refletido em suas atuações dentro das pistas e essa “briga” com Massa poderá acabar em um acidente grave, caso os dois continuem agindo como crianças em parque de diversões.

Felipe Massa, após o grave acidente que quase tirou sua vida no treino de classificação no circuito de  Hungaroring em 2009, não conseguiu voltar a apresentar aquele desempenho que levou a conquistar o vice-campeonato em 2008, sua última vitória na F1 foi justamente na final de 2008 no GP do Brasil, quase três anos atrás. Os rumores de uma possível saída da Ferrari no final de seu contrato em 2012 aumentam a cada dia, alguns críticos dizem que o piloto brasileiro poderia perder sua vaga já no final de 2011, mesmo com o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, afirmando que manterá Felipe na escuderia até o final de seu contrato.


Até quando Whitmarsh, chefe da McLaren irá passar a mão na cabeça de Hamilton ? Um dia a paciência acaba, sem contar os prejuízos financeiros com os danos nos carros de ambos. Pela Ferrari, o chefão Stefano Domenicalli, disse que os dois deverão resolver os problemas sozinhos, acho complicado resolver tais problemas sem ajuda.

Pois bem, até quando essa novela irá ? Pelo que os dois pilotos tem apresentado dentro e fora das pistas isso não deverá terminar tão cedo, não estou aqui para dizer quem é o culpado nesta história, até porque creio que ambos tem uma parcela de culpa nos episódios e cabe talvez as equipes, Ferrari e McLaren aconselhar melhor seus pilotos para que tenham mais cautela. Espero que para o bem do esporte essa rivalidade termine e os dois jovens pilotos possam voltar aos seus melhores dias na F1...

domingo, 30 de outubro de 2011

Sebastian Vettel vence o GP da Índia...

No primeiro GP da história da Índia, o alemão Sebastian Vettel venceu com extrema facilidade e de ponta a ponta, o domínio do piloto da RBR desde os treinos de sábado já dava para se ter uma ideia de como seria a prova deste domingo. Ontem após a classificação, Vettel disse que lutaria pela vitória e se tivesse a oportunidade de “ajudar” seu companheiro de equipe na briga pelo vice-campeonato faria. Porém Mark Webber além de largar mal como sempre, não teve um ritmo de corrida para lutar pela vitória e nem pelo pódio.

Jenson Button, novamente voltou a fazer uma bela corrida, logo na largada ganhou duas posições e partiu pra cima de Vettel no final da prova, mas não conseguiu tirar a diferença e chegou na 2ª posição seguido pelo espanhol Fernando Alonso, com a Ferrari. No pódio do GP da Índia novamente com méritos os três melhores pilotos da temporada 2011.

Em mais um capítulo da “briga” entre o brasileiro Felipe Massa e o inglês Lewis Hamilton, os dois travaram mais uma batalha por posições que acabou em um toque, Hamilton tentou uma ultrapassagem e Massa fechou a porta cedo demais, a direção de prova acabou punindo o piloto da Ferrari com um drive-through. Massa precisou trocar a asa dianteira do carro, o mesmo aconteceu com Hamilton.

Massa voltou a prova tentando recuperar as posições perdidas, mas como no treino de sábado acabou forçando em uma das curvas do circuito de Buddh e acertou uma parte externa na zebra e quebrou a suspensão abandonando a prova. Felipe Massa, continua em sua “maré de azar” na F1 e essa briga com Hamilton ainda terá novos capítulos, aguardem as próximas cenas...

A corrida começou complicada logo na largada, o piloto brasileiro Rubens Barrichello, que largava no pelotão intermediário ficou espremido entres seus adversários e acabou tocando no carro do japonês Kamui Kobayashi que abandonou a corrida. Jarno Trulli, foi outro piloto envolvido na confusão e terminou a corrida 4 voltas atrás de Vettel.


Bruno Senna que fez um boa largada ganhando 4 posições, teve problemas com o KERS e não conseguia manter um bom ritmo de prova, a equipe precisou mudar a estratégia e Bruno ficou na zona de pontuação até a penúltima volta quando teve que fazer a troca obrigatória dos pneus terminando a corrida na 12ª posição. Barrichello, que luta para renovar seu contrato com a equipe Williams, chegou na 15ª posição, 2 voltas atrás de Vettel.

Entre as equipes médias a Toro Rosso voltou a fazer uma boa corrida e, o espanhol Jaime Alguersuari marcou mais alguns pontos com a oitava colocação, a equipe da casa Force Índia conseguiu 2 pontos com a 9ª posição do alemão Adrian Sutil.

Na disputa pelo vice-campeonato Jenson Button abriu 13 pontos de vantagem sobre o terceiro colocado Fernando Alonso. Mark Webber e Lewis Hamilton praticamente estão fora da disputa. Hamilton apesar dos problemas chegou na 7ª posição. A próxima corrida será em Abu Dhabi e depois o GP do Brasil em Interlagos encerrará a temporada da F1.

Confira o resultado final do GP da Índia :

1 - Sebastian Vettel (RBR) 60 voltas
2 - Jenson Button (McLaren) a 8s433
3 - Fernando Alonso (Ferrari) a 24s301
4 - Mark Webber (RBR) a 25s529
5 - Michael Schumacher (Mercedes) a 1:05s421
6 - Nico Rosberg (Mercedes) a 1:06s851
7 - Lewis Hamilton (McLaren) a 1:24s183
8 - Jaime Alguersuari (Toro Rosso) a 1 volta
9 - Adrian Sutil (Force Índia) a 1 volta
10 Sergio Perez (Sauber) a 1 volta
11 Vitaly Petrov (Renault) a 1 volta
12 Bruno Senna (Renault) a 1 volta
13 Paul di Resta (Force Índia) a 1 volta
14 Heikki Kovalainen (Team-Lotus) a 2 voltas
15 Rubens Barrichello (Williams) a 2 voltas
16 Jérome d'Ambrosio (Marussia Virgin) a 2 voltas
17 Narain Karthikeyan (Hispania) a 3 voltas
18 Daniel Ricciardo (Hispania) a 3 voltas
19 Jarno Trulli (Team-Lotus) a 4 voltas

Jenson Button's life in Japan...


sábado, 29 de outubro de 2011

Narain Karthikeyan é o 5º piloto punido na Índia...

O piloto indiano Narain Karthikeyan, que conseguiu uma “chance” para voltar ao cockpit da equipe Hispania apenas no GP da Índia, foi punido pelos comissários da FIA após o treino de classificação, correndo em casa Karthikeyan tinha conseguido a 21ª posição mas por ter bloqueado a passagem do piloto Michael Schumacher no (Q1) perdeu 5 posições e largará na 23ª, à frente apenas do alemão Timo Glock, da Marussia Virgin que não marcou um tempo dentro dos 107 % do limite do (Q1).

Karthikeyan entra para a lista dos 5 pilotos punidos para o 1º GP da Índia, antes dele Lewis Hamilton e Sergio Perez já haviam perdido 3 posições, além de Vitaly Petrov e Daniel Ricciardo que perderam 5 posições. O Grande Prêmio da Índia será realizado neste domingo a partir das 18:30 horas horário do Japão.  

Sebastian Vettel é pole para o GP da Índia...

Vettel continua seu passeio na F1, pela 13ª vez na temporada o alemão garantiu mais uma pole position e, logo na estreia do GP da Índia. Por ser um circuito novo a pista de Buddh ainda continua com os problemas de sujeira com isso a aderência dos pneus Pirelli tem dado trabalho para pilotos e equipes, porém as três grandes RBR, McLaren e Ferrari permanecem na frente das demais como em toda a temporada de 2011.

O inglês Lewis Hamilton, da (McLaren), conseguiu a 2ª posição mas como ele foi punido por não ter respeitado bandeiras amarelas na sessão de treino livre na sexta-feira, perderá 3 posições no grid e largará na 5ª posição. Na briga pelo vice-campeonato Mark Webber, da (RBR), sai na frente pois vai largar ao lado de Vettel e à frente de Fernando Alonso, na 3ª posição e de Jenson Button, com a outra McLaren em quarto.


Felipe Massa, que liderou a 2ª sessão de treinos livres na Índia, vai largar na sua posição “tradicional”, o brasileiro largará na 6ª posição e para piorar sua situação na F1 ainda perdeu o controle do carro no final do treino de classificação e bateu forte. Massa, atacou forte uma das zebras do circuito e quebrou a suspensão antes de bater no muro.

Correndo em casa, a Force Índia colocou o piloto alemão Adrian Sutil na oitava posição, na parte final do treino o (Q3), a equipe optou por não marcar tempo e economizar pneus para a corrida, o mesmo aconteceu com a Toro Rosso que conseguiu colocar seus dois carros no (Q3), o suíço Sébastien Buemi largará na 9ª e seu companheiro de equipe o espanhol Jaime Alguersuari na 10ª posição.


Os brasileiros Bruno Senna, da (Lotus-Renault), largará apenas na 14ª posição e Rubens Barrichello, da (Williams), ainda sem contrato para a temporada 2012 conseguiu apenas a 15ª e irá precisar de muita sorte para sair da Índia com um bom resultado. E a Sauber continua em uma fase ruim, o carro vem sofrendo com a falta de aderência dos pneus e o desgaste excessivo atrapalhou e muito a classificação, o japonês Kamui Kobayashi não conseguiu se classificar no (Q1) e largará na 17ª posição.

O piloto da casa Narain Karthikeyan, que ficou fora das pista este ano quando perdeu sua vaga na equipe HRT para o australiano Daniel Ricciardo, conseguiu uma nova chance na HRT e fez um bom treino superando os dois carros da Virgin, o indiano largará na 21ª posição.

A corrida promete ser bastante equilibrada, na entrevista coletiva após o treino, Vettel disse que estava feliz com mais essa pole e, espera fazer uma boa prova, o bicampeão ressaltou que por ser um circuito novo não dá para prever suas chances na corrida. Com mais uma pole a RBR conseguiu bater um recorde histórico na F1 conquistando 16 poles em 17 disputadas. Vitaly Petrov e Daniel Ricciardo perderam 5 posições no grid e Lewis Hamilton e Sergio Perez, 3.


Confira o grid de largada para o GP da Índia :

1 - Sebastian Vettel (RBR) 1:24s178
2 - Mark Webber (RBR) 1:24s508
3 - Fernando Alonso (Ferrari) 1:24s519
4 - Jenson Button (McLaren) 1:24s950
5 - Lewis Hamilton (McLaren) 1:24s474 (punido)
6 - Felipe Massa (Ferrari) 1:25s122
7 - Nico Rosberg (Mercedes) 1:25s451
8 - Adrian Sutil (Force Índia) sem tempo
9 - Sébastien Buemi (Toro Rosso) sem tempo
10 Jaime Alguersuari (Toro Rosso) sem tempo

Eliminados na segunda parte do treino : (Q2)

11 Michael Schumacher (Mercedes) 1:26s337
12 Paul di Resta (Force Índia) 1:26s503
13 Pastor Maldonado (Williams) 1:26s537
14 Bruno Senna (Renault) 1:26s651
15 Rubens Barrichello (Williams) 1:27s247
16 Vitaly Petrov (Renault) 1:26s319 (punido)

Eliminados na segunda parte do treino : (Q1)

17 Kamui Kobayashi (Sauber) 1:27s876
18 Heikki Kovalainen (Team-Lotus) 1:28s565
19 Jarno Trulli (Team-Lotus) 1:28s752
20 Sergio Perez (Sauber) 1:27s562 (punido)
21 Narain Karthikeyan (Hispania) 1:30s238
22 Jérome d'Ambrosio (Marussia Virgin) 1:30s866
23 Timo Glock (Marussia Virgin) 1:34s046
24 Daniel Ricciardo (Hispania) 1:30s216 (punido)

Fotos Getty e Sutton 

Romain Grosjean pilotará em Abu Dhabi e Brasil pela Lotus-Renault...


O atual campeão da GP2 e piloto reserva da equipe Lotus-Renault, voltará ao cockpit da equipe da qual já foi titular em 2009, o francês é candidato a uma possível “vaga” na equipe para a temporada de 2012, caso o polonês Robert Kubica não possa mesmo voltar. Neste sábado a equipe anunciou oficialmente que Grosjean pilotará em duas oportunidades, sendo na primeira sessão de treinos livres em Abu Dhabi quando substituirá o brasileiro Bruno Senna e no Brasil no lugar do russo Vitaly Petrov.

Grosjean que neste final de semana esta na Índia para acompanhar a prova disse “Estou ansioso para pilotar o R31 pela primeira vez em um fim de semana de corrida. Será uma grande responsabilidade para mim e tentarei fazer o melhor para a equipe. Conheço todos os mecânicos e engenheiros, além da metodologia e os processos nestas duas pistas. As corridas da GP2 neste ano me deixaram em forma, quero aproveitar esta chance”, concluiu.

Será que Grosjean vai mesmo impressionar a equipe ao ponto de conseguir a “vaga” em 2012 ? Acho difícil, pois serão apenas 3 horas somadas nas duas sessões, o francês em sua passagem pela F1 disputou sete corridas e seu melhor resultado foi um 13ª posição no GP do Brasil de 2009. O título da temporada 2011 da GP2 foi conquistado com grande vantagem, foram 45 pontos à frente do italiano Luca Filipi.  

sábado, 22 de outubro de 2011

RBR faz exibição no Circuito de Buddh, na Índia...

No próximo dia 30, a Fórmula 1 fará sua primeira corrida na Índia, no circuito de Buddh International Circuit que está quase pronto para sediar a prova, nesta terça-feira o piloto suíço Neel Jani, participou de uma exibição com um carro da RBR, o evento fez parte da inauguração oficial do circuito indiano. Confira as imagens divulgadas pela equipe austríaca RBR : 

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Nico Hulkenberg na Force Índia em 2012 ?

Segundo o site alemão “Motorsport-total.com” o piloto Nico Hulkenberg de 24 anos, atual reserva da equipe Force Índia, poderá substituir o compatriota Adrian Sutil, na equipe de Vijay Mallya em 2012. Os “rumores” indicam que o piloto alemão já teria assinado um contrato para a próxima temporada com a extensão de mais um ano na equipe indiana. A informação não foi confirmada oficialmente pela equipe e nem pelo empresário do piloto, até porque Mallya já havia anunciado que não falaria sobre o nome da dupla de pilotos pra 2012 antes de Dezembro.

O alemão Nico Hulkenberg, fez sua estreia na F1 em 2010 pela equipe Williams, como companheiro do brasileiro Rubens Barrichello, porém mesmo conseguindo bons resultados como a inesperada pole position no GP do Brasil, o jovem piloto não conseguiu dinheiro suficiente para continuar na categoria na posição de titular e perdeu a vaga na Williams para o venezuelano Pastor Maldonado.

Hulkenberg, vem participando das sessões de treinos livres pela equipe Force Índia nas sextas-feiras, substituindo o escocês Paul di Resta ou o próprio Sutil, demonstrando ótimos resultados e em certas ocasiões ficando à frente de seus companheiros titulares. Caso a notícia se confirme, Sutil poderá ir para a equipe Lotus-Renault, na vaga do polonês Robert Kubica, que segundo seu médico precisará de mais alguns meses para se recuperar e voltar a pilotar na F1.

Outra possibilidade é Hulkenberg, ir para essa possível vaga de Kubica, que é disputada com o brasileiro Bruno Senna e mais uma serie de pilotos pagantes. Na Williams, os dois pilotos ainda não tem contrato assinado para 2012, no caso de Maldonado a renovação deverá ser mais fácil por causa de seu grande apoio da companhia petrolífera PDVSA, já o veterano piloto brasileiro Rubens Barrichello, não há previsões.

Foto Getty

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Robert Kubica ainda sem data para o retorno...

O polonês Robert Kubica que sofreu um grave acidente no início do ano durante o rali “Ronda di Andora” precisará de mais tempo para se recuperar e voltar ao cockpit de um F1. Segundo o médico Dr.Riccardo Ceccarelli, o piloto da equipe Lotus-Renault deverá iniciar os testes somente em 2012.

Eric Boullier, chefe da Lotus-Renault, havia estipulado um prazo para decidir o futuro do polonês na equipe, entre final de Outubro e início de Novembro, mas com a notícia nada “otimista” divulgada pelo médico, o chefão da equipe deverá resolver se poderá ou não contar com o trabalho de Kubica para a próxima temporada.

Após o acidente Kubica passou por várias cirurgias principalmente no braço e na mão, alguns médicos diziam que o retorno de Kubica as competições estava descartado, no entanto o polonês já se recuperou de outros acidentes graves e voltou em grande estilo.

Robert Kubica, é uma das grandes promessas da atual F1 e a equipe Lotus-Renault, durante a pré-temporada trabalhava especialmente para ele, porém com o acidente tudo mudou, o alemão Nick Heidfeld foi contratado para substituir Kubica e não conseguiu bons resultados e foi demitido, no lugar dele entrou no início do mês de Agosto, o brasileiro Bruno Senna, que briga por uma vaga em 2012 no time.  

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Super GT Motegi GT500 Rod 8 – Final


Neste último domingo (16) foi realizada a etapa final da temporada 2011 da Super GT no circuito de Motegi Twin, pela categoria GT500, o japonês Masataka Yanagida e o italiano Ronnie Quintarelli, da estreante equipe (S Road Mola) com um Nissan GT-R foram os campeões, a dupla que tinha 20 pontos de vantagem e precisava de apenas 4 pontos para levar o título chegou na 2ª posição e somou mais 15 pontos. Com uma temporada com destaque para a regularidade, a equipe (S Road) marcou pontos em todas as provas e venceu apenas o (Rod 4), porém, com mais 4 segundos lugares o título veio para coroar as boas atuações.


A vitória na etapa (Rod 8), após as 53 voltas ficou com a equipe Motul Autech, com outro Nissan GT-R, do japonês Satoshi Motoyama e o francês Benoit Treluyer, que com os resultados foram os vice-campeões da categoria GT500, a equipe Motul foi a maior vencedora deste ano conquistando 3 vitórias, só que os problemas mecânicos em duas provas onde não conseguiram marcar pontos fizeram a diferença na final. O modelo Nissan GT-R é utilizado por 4 equipes e venceu 5 etapas das 8 disputadas, superando os rivais Honda HSV-010 com 2 vitórias e o Toyota Lexus SC430 com apenas uma.

Em terceiro lugar chegaram a dupla Hiroaki Ishiura e Takuto Iguchi, da equipe Denso pilotando um Toyota Lexus SC430, na 4ª posição o Honda HSV-010 da dupla Takuya Izawa e Naoki Yamamoto. O brasileiro João Paulo de Oliveira parceiro do japonês Tsugio Matsuda, da equipe Calsonic Impul terminou a prova na 9ª posição e na classificação final da temporada a dupla ficou na 5ª colocação.


JP de Oliveira, campeão da F-Nippon em 2010, começou a temporada 2011 da Super GT em uma equipe nova, a Calsonic Impul e logo na estreia venceu a etapa de Okayama, depois foram três corridas sem marcar pontos, voltando ao pódio na etapa Pokka GT em Suzuka no mês de Agosto, na etapa seguinte disputada no circuito de Fuji Speedway, novamente um ótimo resultado chegando na posição.

A All Japan Super GT irá realizar nos dias 11/12 e 13 de novembro o tradicional Fuji Sprint Cup, a festa de encerramento da temporada 2011 da Super GT e Fórmula Nippon, no circuito de Fuji Speedway, o evento é bem interessante pois vários pilotos correm nas duas categorias e é um show ver o corre e corre nos bastidores e na pista.

                         
Segue o Resultado Final da categoria GT500 :

1 - Masataka Yanagida e Ronnie Quintarelli 53 voltas
2 - Satoshi Motoyama e Benoit Treluyer a 1s803
3 - Hiroaki Ishiura e Takuto Iguchi a 2s452
4 - Takuya Izawa e Naoki Yamamoto a 2s703
5 - Ryo Michigami e Yuhki Nakayama a 3s019
6 - Takashi Kogure e Loic Duval a 3s435
7 - Toshihiro Kaneishi e Koudai Tsukakoshi a 20s326
8 - Andre Lotterer e Kazuki Nakajima a 31s726
9 - João Paulo de Oliveira e Tsugio Matsuda a 41s688
10 Yuji Tachikawa e Kohei Hirate a 43s992
11 Tatsuya Kataoka e Seiji Ara a 48s476
12 Hironobu Yasuda e Bjorn Wirdheim a 50s665
13 Hideki Mutoh e Takashi Kobayashi a 1:27s903
14 Juichi Wakisaka e Andre Couto a 1 volta
15 Daisuke Ito e Kazuya Oshima a 1 volta

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Sebastian Vettel vence o GP da Coreia...

O alemão Sebastian Vettel, “carimbou” a faixa de bicampeão mundial de F1 com a vitória no GP da Coreia do Sul neste domingo (16), largando na 2ª posição o piloto da RBR não teve muito trabalho para superar o inglês Lewis Hamilton, da (McLaren) que largou na pole pela 1ª vez na temporada. No ano passado Vettel era o líder da prova e dominava com facilidades mas faltando 10 voltas para o fim, o motor da RBR quebrou.

A corrida no circuito de Yeongam deste ano não teve muitas surpresas, Vettel na frente o tempo todo e briga por posições apenas entre McLaren,RBR e Ferrari, as demais equipes fizeram o papel de coadjuvante. Hamilton, chegou em segundo e o australiano Mark Webber, da (RBR), voltando a fazer uma corrida “média” completou o pódio. Jenson Button, vencedor do GP do Japão chegou na 4ª posição e abriu 10 pontos sobre Fernando Alonso, na briga pelo vice-campeonato.


Felipe Massa, fez uma boa corrida no início e queimou minha língua quando eu disse no sábado que ele ficaria apenas 4 voltas atrás do companheiro de equipe Fernando Alonso, o brasileiro conseguiu manter-se a frente do espanhol por várias voltas, só que um erro no pit-stop da Ferrari no carro de Massa, deu a chance de Alonso supera-lo novamente e Massa chegou na 6ª posição, lugar cativo nesta temporada. Para o pessoal que gosta de jogar em bolões da F1, apostar em que posição Massa vai chegar ficou muito “fácil”.

Na 17ª volta o russo Vitaly Petrov, da (Lotus-Renault), perdeu o controle do carro e acertou em cheio a Mercedes do alemão Michael Schumacher, os dois abandonaram a prova e o safety car precisou entrar em ação, 5 voltas depois foi dada a relargada e as posições no pelotão principal não tiveram alterações. No final da corrida a disputa por posições entre Hamilton e Webber, foi talvez um dos melhores momentos da corrida.


O espanhol Jaime Alguersuari, da (Toro Rosso), fez uma ótima corrida chegando na 7ª posição, ficando à frente de Nico Rosberg, da (Mercedes) e o suíço Sébastien Buemi com a outra Toro Rosso foi o oitavo. Rubens Barrichello, chegou na 12ª posição com sua “ferrada” Williams, que anda brigando por posições apenas com Hispania, Marussia Virgin e Team-Lotus. Bruno Senna, da (Lotus-Renault), chegou na 13ª posição, o brasileiro admitiu que sofreu com a falta de experiência neste circuito de Yeongam.

Já a Sauber que foi a sensação do início da temporada, fez mais uma péssima corrida e o japonês Kamui Kobayashi, chegou apenas na 15ª posição e o mexicano Sergio Perez, na 16ª, 1 volta atrás do líder. Com os resultados a equipe RBR também conquistou por antecipação o campeonato de construtores. A Fórmula 1 segue agora para o inédito GP da Índia, que será realizado no dia 30 de Outubro.


Confira o resultado do GP da Coreia do Sul :

1 - Sebastian Vettel (RBR) 55 voltas
2 - Lewis Hamilton (McLaren) a 12s019
3 - Mark Webber (RBR) a 12s477
4 - Jenson Button (McLaren) a 14s694
5 - Fernando Alonso (Ferrari) a 15s689
6 - Felipe Massa (Ferrari) a 25s133
7 - Jaime Alguersuari (Toro Rosso) a 49s538
8 - Nico Rosberg (Mercedes) a 54s053
9 - Sébastien Buemi (Toro Rosso) a 1:02s762
10 Paul di Resta (Force Índia) a 1:08s602
11 Adrian Sutil (Force Índia) a 1:11s229
12 Rubens Barrichello (Williams) a 1:33s068
13 Bruno Senna (Renault) a 1 volta
14 Heikki Kovalainen (Team-Lotus) a 1 volta
15 Kamui Kobayashi (Sauber) a 1 volta
16 Sergio Perez (Sauber) a 1 volta
17 Jarno Trulli (Team-Lotus) a 1 volta
18 Timo Glock (Marussia Virgin) a 1 volta
19 Daniel Ricciardo (Hispania) a 1 volta

Fórmula Indy acidente fatal no GP de Las Vegas...

Hoje pela manhã quando acordei para assistir a última etapa da Fórmula Indy que estava sendo disputada na tarde de domingo nos EUA, levei um susto ao ver a prova interrompida e, o motivo era um grave acidente envolvendo 15 carros na 12ª volta onde o piloto inglês Dan Wheldon, acabou morrendo em decorrência do choque.

Infelizmente essa não é uma boa notícia para os amantes do automobilismo mundial, apesar de ser um esporte de risco a segurança dos carros da Indy Car é muito boa, porém fatos como esse acontecem e creio que foi uma fatalidade. O piloto chegou a ser levado de helicóptero para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos causados pela batida no GP de Las Vegas.

Após a interrupção da corrida e da notícia da morte de Dan Wheldon, a direção de prova decidiu cancelar a etapa e os pilotos voltaram a pista para dar mais 5 voltas em homenagem ao companheiro. Em uma temporada dominada pelo escocês Dario Franchitti e o australiano Will Power, com o cancelamento da prova o escocês Dario Franchitti sagrou-se tetra-campeão e Power que também se envolveu no acidente mas sem gravidade ficou com o vice-campeonato.


Dan Wheldon, disputava sua terceira corrida nesta temporada, apesar de já ter sido campeão da Indy em 2005, o piloto inglês não tinha uma equipe fixa este ano e mesmo assim conseguiu vencer a famosa prova das 500 Milhas de Indianápolis, na ocasião um acidente na última volta com o líder da prova deu a vitória de “bandeja” para Wheldon, que era um dos pilotos convidados da etapa. Em sua carreia ele venceu 16 corridas nos 9 anos em que correu na Indy Car.

Os pilotos brasileiros na prova estavam muito tristes com o ocorrido e não tinham palavras para descrever o acontecido. Tony Kanaan, da equipe (Lotus KV) era o líder da prova quando a corrida foi cancelada. O Las Vegas Motor Speedway é um oval médio de uma milha e meia e por mais que os críticos falem que “não havia segurança” para correr carros de fórmula, eu particularmente não concordo, mas essa é uma opinião pessoal.



A Fórmula Indy não é mais uma categoria tão prestigiada nos EUA como era nos anos 90, os especialistas que acompanham à anos dizem que o esporte vem perdendo espectadores a cada ano e se nada for feito para mudar isso, a tendência é perder ainda mais. Em 2012 a Indy terá grandes mudanças nos carros e a expectativa é boa, vamos aguardar para conferir. Dan Wheldon, tinha 33 anos e era casado com Susie Behm, ele deixou dois filhos, Sebastian (2 anos) e Oliver de apenas 6 meses.


Fotos Getty 

domingo, 16 de outubro de 2011

RBR apresenta um vídeo da nova pista do GP da Índia...

A equipe austríaca RBR, sempre disponibiliza em seu site oficial vídeos de suas apresentações dos eventos durante o ano e desta vez foi lançado uma bela demonstração em animação gráfica do circuito de Buddh International, palco do primeiro GP da Índia, que será disputado no dia 30 de Outubro em Nova Délhi. Confira as imagens :  

sábado, 15 de outubro de 2011

Bruno Senna com nova pintura no capacete para o GP da Coreia...


Neste final de semana do Grande Prêmio da Coreia do Sul, o piloto brasileiro Bruno Senna, da (Lotus-Renault), esta utilizando uma nova pintura no capacete, nas laterais mantém as cores verde e amarelo tradicionais do piloto e no top está estampado a logomarca da campanha “SennaTri” em comemoração aos três títulos mundiais de Ayrton Senna, tio de Bruno e os 20 anos de sua última conquista.


Na semana passada aqui no Japão, Bruno Senna já havia falado sobre esta campanha da fundação Ayrton Senna, com o tema : “SennaTri 20 anos uma conquista inspira outra”. Neste sábado antes do treino de classificação a equipe Lotus-Renault deu um bolo de presente ao piloto que comemorou 28 anos, porém sua atuação na sessão não foi boa e Bruno largará apenas em 15º.

Fotos Sutton 

Lewis Hamilton é pole para o GP da Coreia...

E pela 1ª vez na temporada o domínio da RBR foi quebrado nas sessões de classificação, o inglês Lewis Hamilton, da (McLaren), conquistou a pole para o GP da Coreia, no treino desta tarde no circuito Yeongam a equipe conseguiu repetir o bom desempenho apresentado em todo final de semana e ficou à frente do bicampeão Sebastian Vettel, da (RBR), que largará na 2ª posição. Jenson Button em ótima fase na F1 e vencedor do GP do Japão garantiu a 3ª posição.

Parecia impossível quebrar essa sequência de poles de Vettel e da RBR, mas Hamilton enfim não cometeu erros e cravou a pole em 1:35s820, quase dois décimos melhor que Vettel. Mark Webber, com a outra RBR foi apagado em todas as sessões e largará na 4ª posição e o brasileiro Felipe Massa, novamente superou o companheiro de equipe Fernando Alonso e vai largar em quinto, caso consiga permanecer nesta posição será um grande resultado, coisa que duvido muito, pois Alonso dificilmente fica mais de 4 voltas atrás do destemido “Sancho Pança”.

Bruno Senna, que disputará sua 5ª corrida pela equipe Lotus-Renault foi eliminado ainda no (Q2) e vai largar em 15º, o russo Vitaly Petrov companheiro de equipe de Bruno foi o oitavo. Pela Williams, o brasileiro Rubens Barrichello, foi eliminado na primeira parte do treino o (Q1), e largará apenas em 18º, é triste ver o veterano piloto nas últimas filas do grid e o carro ficando pior a cada prova.

O japonês Kamui Kobayashi, da (Sauber) não fez um boa classificação, largando em 14º pouco poderá fazer para conseguir chegar na zona de pontuação, já que a Force Índia colocou seu dois carros no (Q3). Daniel Ricciardo, da (HRT), não marcou tempo e com isso estaria de fora do grid, mas os comissários deverão autorizar a participação do piloto australiano no GP da Coreia do Sul.


Confira o grid de largada para o GP da Coreia do Sul :

1 - Lewis Hamilton (McLaren) 1:35s820
2 - Sebastian Vettel (RBR) 1:36s042
3 - Jenson Button (McLaren) 1:36s126
4 - Mark Webber (RBR) 1:36s468
5 - Felipe Massa (Ferrari) 1:36s831
6 - Fernando Alonso (Ferrari) 1:36s980
7 - Nico Rosberg (Mercedes) 1:37s754
8 - Vitaly Petrov (Renault) 1:38s124
9 - Paul di Resta (Force Índia) sem tempo
10 Adrian Sutil (Force Índia) sem tempo

Eliminados na segunda parte do treino : (Q2)

11 Jaime Alguersuari (Toro Rosso) 1:38s315
12 Michael Schumacher (Mercedes) 1:38s354
13 Sébastien Buemi (Toro Rosso) 1:38s508
14 Kamui Kobayashi (Sauber) 1:38s775
15 Bruno Senna (Renault) 1:38s791
16 Pastor Maldonado (Williams) 1:39s189
17 Sergio Perez (Sauber) 1:39s443

Eliminados na primeira parte do treino : (Q1)

18 Rubens Barrichello (Williams) 1:39s538
19 Heikki Kovalainen (Team-Lotus) 1:40s522
20 Jarno Trulli (Team-Lotus) 1:41s101
21 Timo Glock (Marussia Virgin) 1:42s091
22 Jérome d'Ambrosio (Marussia Virgin) 1:43s483
23 Vitantonio Liuzzi (Hispania) 1:43s758
24 Daniel Ricciardo (Hispania) sem tempo

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Vettel estreia 14º modelo de capacete...

O bicampeão Sebastian Vettel, fez a estreia nesta sexta-feira no segundo treino livre para o GP da Coreia do Sul que será disputado neste domingo o 14º modelo de capacete, o “novo” modelo faz referência as suas 19 vitórias na F1 e conta com duas estrelas douradas do topo, desta vez a cor predominante foi o azul-marinho.

Na primeira sessão de treinos livre no circuito de Yeongam, o alemão Michael Schumacher, da (Mercedes) fez o melhor tempo em 2:02s784 seguido do compatriota Vettel, com 2:02s840, o treino foi marcado pela forte chuva que dificultou o trabalho dos pilotos. Vettel, completou apenas 8 voltas, já na segunda sessão o bicampeão ficou com o terceiro tempo atrás das duas McLarens.

  Fotos Getty 

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Jenson Button vence o GP do Japão...

Jenson Button, da (McLaren), venceu pela 1ª vez o Grande Prêmio do Japão, a prova foi disputada no último domingo (9), no circuito de Suzuka, província de Mie-ken, o piloto inglês dominou os 3 treinos livres e só não largou na pole porque o alemão Sebastian Vettel, da (RBR), conseguiu uma volta perfeita no final da sessão de classificação onde superou o inglês.

Com uma estratégia diferente da equipe RBR, Button soube aproveitar melhor seus jogos de pneus e ficar mais tempo na pista, com isso ele conseguiu abrir uma diferença que, após sua segunda parada o colocou na 1ª posição. Fernando Alonso, da (Ferrari), que largou em quinto atrás do companheiro de equipe Felipe Massa, chegou na segunda posição e continua na briga pelo vice-campeonato.


Sebastian Vettel, da (RBR), chegou em terceiro e se tornou o mais jovem bicampeão mundial da história da F1, o recorde pertencia a Fernando Alonso. Vettel, sofreu com o desgaste excessivo dos pneus em Suzuka, no final da prova ainda tentou brigar pela 2ª posição com o piloto da Ferrari, mas foi orientado pela RBR para não envolver-se em riscos desnecessários e levar o carro até o final, pois mesmo com a vitória de Button ele precisava de apenas 1 ponto para o “bi” antecipado, tarefa fácil não ?


Este ano a corrida não teve grandes emoções como nas edições anteriores, até as atrações para o público foram poucas, o Japão que vem superando os problemas causados pelo terremoto e tsunami de Março, sediou mais uma etapa da F1 em Suzuka, prova que está confirmada no calendário de 2012, já para 2013 não há informações. O piloto da casa Kamui Kobayashi, que largou em sétimo não fez uma boa corrida e terminou a prova na 13ª posição.

Os brasileiros na prova não tiveram bons resultados; Felipe Massa, chegou na 7ª posição, Bruno Senna na 16ª e Rubens Barrichello, na 17ª. Restando quatro provas para o fim do campeonato a disputa pelo título do mundial de construtores e o vice-campeonato permanecem em aberto. Vettel, conquistou o título no palco onde os grandes nomes do automobilismo mundial foram campeões, desde 1987 o circuito de Suzuka foi o cenário de 11 decisões.


Nelson Piquet (1987), Ayrton Senna (1988,1990 e 1991), Alan Prost (1989), Mika Hakkinen (1998 e 1999) em 98 foi o ano em que fui pela 1ª vez assistir a F1 em Suzuka, Damon Hill (1996) e Michael Schumacher (2000 e 2003). Em 2007 e 2008 o GP do Japão foi disputado no circuito de Fuji Speedway na província de Shizuoka. No próximo final de semana será disputado o GP da Coréia do Sul no circuito de Yeongam.

Confira o resultado final do GP do Japão :

1 - Jenson Button (McLaren) 53 voltas
2 - Fernando Alonso (Ferrari) a 1s160
3 - Sebastian Vettel (RBR) a 2s006
4 - Mark Webber (RBR) a 8s071
5 - Lewis Hamilton (McLaren) a 24s268
6 - Michael Schumacher (Mercedes) a 27s120
7 - Felipe Massa (Ferrari) a 28s240
8 - Sergio Perez (Sauber) a 39s377
9 - Vitaly Petrov (Renault) a 42s607
10 Nico Rosberg (Mercedes) a 44s322
11 Adrian Sutil (Force Índia) a 54s447
12 Paul di Resta (Force Índia) a 1:02s326
13 Kamui Kobayashi (Sauber) a 1:03s705
14 Jaime Alguersuari (Toro Rosso) a 1:04s194
15 Pastor Maldonado (Williams) a 1:06s623
16 Bruno Senna (Renault) a 1:12s628
17 Rubens Barrichello (Williams) a 1:14s191
18 Heikki Kovalainen (Team-Lotus) a 1:27s824
19 Jarno Trulli (Team-Lotus) a 1:36s140
20 Timo Glock (Marussia Virgin) a 2 voltas
21 Jérôme d'Ambrosio (Marussia Virgin) a 2 voltas
22 Daniel Ricciardo (Hispania) a 2 voltas
23 Vitantonio Liuzzi (Hispania) a 2 voltas

Fotos Getty e Rogério Lima

sábado, 8 de outubro de 2011

Sebastian Vettel é pole para o GP do Japão...

Sensacional ! Essa é a palavra para descrever o alemão Sebastian Vettel, que conquistou sua 12ª pole na temporada e superou por apenas 0.009s o tempo do inglês Jenson Button, dono dos melhores tempos nos treinos livres com a McLaren em Suzuka. Com o cronômetro zerado Vettel partiu para sua última chance neste sábado e foi impressionante, ele não cometeu erros e está a duas poles de bater o recorde do ex-piloto Nigel Mansell na temporada de 1992.

Button, mesmo andando na frente em todo final de semana não contava com a pole, pois acreditava que a RBR estaria escondendo o “jogo” e não foi bem assim. Vettel conquistou a posição no braço e não comemorou como sempre faz, talvez preferiu guardar forças para amanhã, o dia em que poderá sair do Japão com o bicampeonato antecipado.

Lewis Hamilton, voltou a andar bem e garantiu a 3ª posição à frente do novo rival Felipe Massa, os dois dividirão a primeira curva em Suzuka neste domingo, promessa de uma boa briga ou mais um acidente para a coleção do inglês voador. Mesmo assim o resultado de Massa foi muito bom, ficando à frente de Alonso pela terceira vez no ano, só que o espanhol sempre consegue superar Massa com facilidades, vamos ver amanhã.

Mark Webber, com a outra RBR vai largar apenas na 6ª posição, o australiano chegou a fazer o melhor tempo no primeiro setor mas não conseguiu nos demais setores e largando atrás quem sabe não seja melhor ? Ultimamente ele é o “rei” dos problemas nas largadas. Em sua 4ª corrida no cockpit da Lotus-Renault, o jovem piloto brasileiro Bruno Senna, conquistou o oitavo tempo, na parte final da classificação o (Q3) a equipe resolveu poupar pneus pra corrida e não marcou tempo, o mesmo aconteceu com o companheiro de equipe Vitaly Petrov.

Rubens Barrichello, vai largar na 13ª posição com a carroça da Williams, atrás dele o venezuelano Pastor Maldonado. Nico Rosberg, da (Mercedes) nem marcou tempo e vai largar na 23ª posição, hoje o alemão sofreu com os problemas mecânicos no W02.


Kamui Kobayashi, da (Sauber) brilhou mais uma vez em casa e vai largar em décimo, no (Q3) ele foi à pista apenas para fazer uma volta de reconhecimento voltando aos boxes e economizando pneus. Promessa de casa lotada amanhã em Suzuka para mais um show de Kobashow e talvez o bi de Vettel.


Confira o grid de largada para o GP do Japão :

1 - Sebastian Vettel (RBR) 1:30s466
2 - Jenson Button (McLaren) 1:30s475
3 - Lewis Hamilton (McLaren) 1:30s617
4 - Felipe Massa (Ferrari) 1:30s804
5 - Fernando Alonso (Ferrari) 1:30s886
6 - Mark Webber (RBR) 1:31s156
7 - Michael Schumacher (Mercedes) 1:32s116
8 - Bruno Senna (Renault) 1:32s297
9 - Vitaly Petrov (Renault) 1:32s245
10 Kamui Kobayashi (Sauber) 1:32s380

Eliminados na segunda parte do treino : (Q2)

11 Adrian Sutil (Force Índia) 1:32s463
12 Paul di Resta (Force Índia) 1:32s746
13 Rubens Barrichello (Williams) 1:33s079
14 Pastor Maldonado (Williams) 1:33s224
15 Sébastien Buemi (Toro Rosso) 1:33s227
16 Jaime Alguersuari (Toro Rosso) 1:33s427
17 Sergio Perez (Sauber) 1:34s704

Eliminados na primeira parte do treino : (Q1)

18 Heikki Kovalainen (Team-Lotus) 1:35s454
19 Jarno Trulli (Team-Lotus) 1:35s514
20 Jérôme d'Ambrosio (Marussia Virgin) 1:36s439
21 Timo Glock (Marussia Virgin) 1:36s507
22 Daniel Ricciardo (Hispania) 1:37s846
23 Nico Rosberg (Mercedes) sem tempo
24 Vitantonio Liuzzi (Hispania) sem tempo