quinta-feira, 30 de abril de 2015

Kart: Gianluca Petecof disputa Shell SKB Paulista em busca do tetracampeonato em Interlagos.


Após um intervalo de quase dois meses sem corridas oficiais, Gianluca Petecof volta às pistas neste fim de semana (1º a 3 de maio), no kartódromo de Interlagos (SP), para a disputa do Shell SKB Paulista de Kart. A mais tradicional pista brasileira foi palco de duas importantes conquistas do piloto paulista. No início de 2014, Petecof foi campeão do SKB 14, na categoria Junior Menor, e em março deste ano conquistou o título na Junior, garantindo assim o primeiro troféu da Academia de Pilotos Shell Racing, da qual é o mais jovem integrante.

Essa será a 17ª edição do evento, a terceira do ano, e trará um novo desafio aos pilotos, que usarão o traçado invertido, ou seja, no sentido anti-horário, assim como é a pista do autódromo. O evento, também válido pelo Campeonato Paulista de Kart, homenageará o ídolo Ayrton Senna, já que no dia 1º de maio completam exatos 21 anos de seu legado.


Os treinos livres acontecem nesta quinta e sexta-feira. No sábado e domingo a programação é idêntica, com uma classificação a partir das 9h20 e duas baterias na sequência. O campeão é o piloto que somar mais pontos ao longo das quatro baterias. As atividades de pista podem ser acompanhadas pelo live timing no www.racingcrono.com.br


Gianluca Petecof:

“Estou empolgado para mais uma edição do Shell SKB Paulista. O formato do campeonato é muito legal, com quatro corridas, e a regularidade é muito importante, você tem de somar bons pontos em todas as baterias. Temos focado em treinos para desenvolvimento com a BirelART, e vamos trabalhar bastante em busca de mais um bom resultado, agora no traçado invertido de Interlagos”.

Fotos: Carsten Horst/Hyset e Maurício Villela  

Augusto Farfus inicia quarta temporada no DTM neste fim de semana em Hockenheim.


Um dos principais campeonatos do automobilismo internacional, o DTM (Campeonato Alemão de Turismo) realiza neste fim de semana (1º a 3 de maio) a primeira etapa da temporada 2015, no tradicional circuito alemão de Hockenheim. Único brasileiro no grid de 24 carros, Augusto Farfus inicia seu quarto ano na categoria, com grandes expectativas de brigar pelas primeiras posições e muitas novidades, tanto no carro do piloto como no regulamento da categoria.

Representante da BMW, o curitibano continua na equipe Team RBM e terá como companheiro o estreante Tom Blomqvist, inglês oriundo da Fórmula 3 Europeia. As novidades de Farfus para esta temporada começam no carro. O DTM, assim como a F1 e a MotoGP, liberou que os pilotos escolhessem os números de seus carros, como forma de criar uma identidade com eles. Sendo assim, Farfus correrá com o #18, o mesmo do início de sua carreira no kart. Além disso, a BMW M4 DTM do brasileiro vem com novas cores, sai o verde e azul, e entra o vermelho predominante da petrolífera Shell, seu novo patrocinador.


Entre as novidades da categoria, está o formato de disputas do fim de semana de corrida. A corrida única de domingo dará lugar às rodadas duplas, com a inclusão de uma prova também no sábado à tarde, com igual pontuação. Para definir o grid de largada, serão realizadas duas classificações de 20 minutos cada, uma para cada corrida.

Com relação às inovações técnicas, a principal é a mudança no DRS (sistema de redução do arrasto aerodinâmico), que passará a ser mais determinante, já que poderá ser usado três vezes numa mesma volta (ao invés de uma) e, quando ativado, a asa traseira abrirá 18 graus, dois a mais que na temporada passada, garantindo mais ultrapassagens e ainda mais emoção para o público. Outra grande novidade está na extinção dos pneus de compostos macios, deixando apenas um composto para equipes e pilotos utilizarem durante todo o fim de semana.


Augusto Farfus:

Expectativa para o campeonato:
“Estou muito animado para o início do campeonato em Hockenheim. Nossa pré-temporada foi muito bem feita. Ao contrário do ano passado, quando estávamos conhecendo a nova BMW M4 DTM, neste ano pudemos trabalhar na correção dos erros e no aperfeiçoamento do carro. Pude moldar o carro para meu jeito de pilotar, e acredito que estamos muito mais preparados e afinados para brigar por vitórias e pelo título”.

Novo formato do DTM:

“Os finais de semana serão muito mais agitados para os pilotos e também para o público. Com duas corridas de pontuação igual, a regularidade será o segredo para o campeonato, você tem de pontuar bem nas duas provas. Mas como são classificações separadas para cada prova, são chances dobradas de um bom resultado, pois mesmo que não comece bem no sábado, ainda é possível se recuperar no domingo. Além disso, com o novo regulamento do DRS teremos muito mais ultrapassagens, pois você ganha até 15 km/h a mais na reta, e é isso que o público quer ver”.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Vice-campeão da F3 Brasil, Lukas Moraes dá o próximo passo e estreia no Brasileiro de Turismo.


Lukas Moraes está de mudança, e que mudança. Após dois anos competindo em categorias de formula, o piloto vai correr com os carros do Campeonato Brasileiro de Turismo. Vice-campeão de 2014 da Fórmula 3 Brasil e 4º colocado na Fórmula Abarth Italiana em 2013, Moraes faz sua estreia na categoria de acesso à Stock Car a partir da próxima etapa do campeonato, em Curitiba, entre os dias 29 e 31 de maio.

Na temporada passada, Lukas somou 10 pódios em 16 corridas, incluindo uma vitória na chuvosa etapa de Interlagos. Neste novo desafio, o paulista de 19 anos vai competir pela equipe RR Racing, velha conhecida do piloto, por quem já disputou duas provas na F3, e também por terem sido rivais em 2014. A escuderia paulista, chefiada por Rogério Raucci, soma resultados expressivos na principal categoria de base do automobilismo nacional, com vitórias e o vice-campeonato em 2013 na antecessora F3 Sul-Americana. Agora, ambos vão unir forças ao ingressarem no Campeonato Brasileiro de Turismo.

A categoria, que foi criada há dois anos, tem revelados bons nomes para à Stock Car, como Felipe Fraga e Gabriel Casagrande, em 2013, e Raphael Abbate em 2014, além do atual campeão Guilherme Salas, que agora compete no Campeonato Brasileiro de Marcas.


Para Rogerio Raucci, o passo é natural para a equipe, que agora terá representantes nas duas categorias consideradas as principais bases do automobilismo brasileiro. “Nós estamos preparados para esse novo desafio, temos um staff com muito conhecimento em carros de turismo e com certeza poderemos ser competitivos. Conheço o Lukas desde os 10 anos de idade, quando ele começou a correr de kart, e sempre foi um piloto muito bom, que se destacava mesmo não tendo os melhores equipamentos em mãos. Então, confio que ele fará um trabalho muito bom conosco, inclusive a longo prazo”, explicou o chefe da equipe.

O Campeonato Brasileiro de Turismo já ruma à sua 3ª etapa de 8 totais no ano, mas para Lukas Moraes isso não é tão determinante, e encara a oportunidade com muito entusiasmo: “Estou muito feliz e mal posso esperar para acelerar o carro que será uma novidade pra mim. Tenho o objetivo de chegar à Stock Car e sei que o Brasileiro de Turismo será fundamental na minha carreira. Vou me esforçar ao máximo para aprender rápido, e tenho certeza que com a RR Racing seremos competitivos. Agradeço ao Rogério pela confiança e vou trabalhar para retribuir na pista”.



O piloto Lukas Moraes tem o apoio das empresas Loc.com e Mobel. A RR Racing conta com Dolly, Everlast, Weissach, Carnes del Sur e Romão d’Italia - Cane Corso.

Fotos: Bruno Terena e Carsten Horst - Fonte: Eversports

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Rafael Suzuki salva pontos importantes com um top-15 no Rio Grande do Sul.


Movimentada é a palavra que melhor define a terceira etapa da Stock Car 2015, realizada neste domingo (26), no circuito do Velopark, na região metropolitana de Porto Alegre. O menor autódromo do calendário foi palco de disputas acirradas, e Rafael Suzuki, que largou em 20º e fez belas ultrapassagens, conseguiu o 15º lugar na primeira corrida do fim de semana. Dessa forma, o paulista radicado no Maranhão somou mais seis pontos no campeonato, e garantiu pela terceira vez consecutiva um lugar entre os 15 melhores do grid de 32 carros na categoria mais competitiva do automobilismo nacional.

Na corrida 2 no traçado gaúcho, Suzuki não contou com o melhor desempenho do carro #8. O piloto da RZ Motorsport sofreu desde as primeiras voltas com falhas na bomba de combustível e também pelo desgaste excessivo do pneu dianteiro esquerdo, que chegou a estourar na penúltima volta, acabando assim qualquer chance de um melhor resultado.


A etapa dupla do Velopark foi marcada por grandes disputas e principalmente por forte calor, com os termômetros marcando por volta dos 30 graus. Daniel Serra foi o vencedor da primeira etapa, enquanto Max Wilson levou o troféu maior na prova complementar.

Na classificação do campeonato, Cacá Bueno manteve a liderança, agora seguido por Julio Campos, Marcos Gomes e Rubens Barrichello. Rafael Suzuki está em 19º entre 33 pilotos classificados com 17 pontos somados, a exatos 4 pontos do top-15 e 10 do top-10, fato que mostra grande equilíbrio da categoria. Entre as equipes, a Red Bull Racing de Serra e Cacá lidera. A RZ Motorsport de Suzuki e Luciano Burti está em 9º com 31 pontos somados.


A Stock Car volta às pistas em cinco semanas, entre os dias 29 e 31 de maio, no autódromo da capital paranaense. Curitiba recebeu o treino coletivo de pré-temporada em fevereiro e agora monta o circo para receber a primeira de duas provas marcadas para o circuito de 3.695m, circuito muito conhecido pelos pilotos. O piloto Rafael Suzuki tem o apoio de Grupo Mateus e Head&Shoulders.

Rafael Suzuki:

“O dia foi de altos e baixos. Na primeira corrida aproveitamos as disputas no começo e chegar logo entre os 15 nas primeiras voltas, depois de largar em 20º. Foi importante porque continuamos somando bons pontos para o campeonato. Por outro lado, na segunda prova tivemos problemas com o carro, nosso motor falhava devido a uma perda de pressão de combustível e isso eliminou qualquer chance, já que estávamos em uma boa posição de largada para somar pontos também na prova 2. Em geral, não estamos longe do nosso objetivo, mas precisamos melhorar para sair do pelotão intermediário para frente”.


Classificação final da corrida 1 no Velopark:

1 - Daniel Serra - Red Bull Racing - 47 voltas
2 - Marcos Gomes - Voxx Racing Team
3 - Julio Campos - Prati-donaduzzi
4 - Rubens Barrichello - Full Time Sports
5 - Cacá Bueno - Red Bull Racing
6 - Ricardo Maurício - Eurofarma RC
7 - Allam Khodair - Full Time Sports
8 - Diego Nunes - Vogel Motorsport
9 - Sergio Jimenez - C2 Team
10 Max Wilson - Eurofarma RC
11 Valdeno Brito - Shell Racing
12 Thiago Camilo - Ipiranga-RCM
13 Ricardo Zonta - Shell Racing
14 Felipe Fraga - Voxx Racing Team
15 Rafael Suzuki - RZ Motorsport
16 Átila Abreu - AMG Motorsport
17 Rafa Matos - Schin Racing Team
18 Felipe Lappena - Schin Racing Team
19 Raphael Abbate - Hot Car Competições
20 Lucas Foresti - AMG Motorsport
21 Popó Bueno - Cavaleiro Racing Sports
22 Vitor Genz - Boettger Competições
23 Bia Figueiredo - União Química Racing
24 Antonio Pizzonia - Prati-donaduzzi
25 Luciano Burti - RZ Motorsport
26 Galid Osman - Ipiranga-RCM
27 Gabriel Casagrande - C2 Team
28 Tuka Rocha - União Química Racing
29 Fábio Fogaça - Hot Car Competições
30 Denis Navarro - Vogel Motorsport
31 César Ramos - Cavaleiro Racing Sports

Classificação final da corrida 2 no Velopark:

1 - Max Wilson - Eurofarma RC - 26 voltas
2 - Cacá Bueno - Red Bull Racing
3 - Julio Campos - Prati-donaduzzi
4 - Daniel Serra Red Bull Racing
5 - Rubens Barrichello - Full Time Sports
6 - Felipe Lapenna - Schin Racing Team
7 - Gabriel Casagrande - C2 Team
8 - Ricardo Zonta - Shell Racing
9 - Vitor Genz - Boettger Competições
10 Thiago Camilo - Ipiranga-RCM
11 Popó Bueno - Cavaleiro Racing Sports
12 Antonio Pizzonia - Prati-donaduzzi
13 Luciano Burti - RZ Motorsport
14 Allam Khodair - Full Time Sports
15 Lucas Foresti - AMG Motorsport
16 Sérgio Jimenez - C2 Team
17 Bia Figueiredo - União Química Racing
18 Marcos Gomes - Voxx Racing Team
19 Rafael Suzuki - RZ Motorsport
20 Ricardo Maurício - Eurofarma RC
21 Galid Osman - Ipiranga-RCM
22 Átila Abreu -. AMG Motorsport
23 Denis Navarro - Vogel Motorsport
24 Tuka Rocha - União Química Racing
25 Rafa Matos - Schin Racing Team
26 Valdeno Brito - Shell Racing
27 Fábio Fogaça - Hot Car Competições
28 Diego Nunes - Vogel Motorsport
29 Felipe Fraga - Voxx Racing Team
30 Raphael Abbate - Hot Car Competições
31 César Ramos - Cavaleiro Racing Sports

Classificação do campeonato após 5 de 21 corridas:

1 - Cacá Bueno - Red Bull Racing - 62 pontos
2 - Julio Campos - Prati-donaduzzi - 59
3 - Marcos Gomes - Voxx Racing Team - 51
4 - Rubens Barrichello - Full Time Sports - 51
5 - Allam Khodair - Full Time Sports - 42
6 - Thiago Camilo - Ipiranga-RCM - 39
7 - Sergio Jimenez - C2 Team - 38
8 - Daniel Serra - Red Bull Racing - 36
9 - Max Wilson - Eurofarma RC - 33
10 Ricardo Mauricio - Eurofarma RC - 27
11 Vitor Genz - Boettger Competições - 27
12 Diego Nunes - Vogel Motorsport - 26
13 Tuka Rocha - União Química Racing - 23
14 Felipe Fraga - Voxx Racing Team - 22
15 Átila Abreu - AMG Motorsport - 21
16 Galid Osman - Ipiranga-RCM - 20
17 Antonio Pizzonia - Prati-donaduzzi - 20
18 Felipe Lapenna - Schin Racing Team - 18
19 Rafael Suzuki - RZ Motorsport - 17
20 Valdeno Brito - Shell Racing - 15
21 Ricardo Zonta - Shell Racing - 15
22 Luciano Burti - RZ Motorsport - 14
23 Gabriel Casagrande - C2 Team - 13
24 Denis Navarro - Vogel Motorsport - 11
25 Raphael Matos - Schin Racing Team - 9
26 Popó Bueno - Cavaleiro Racing Sports - 4
27 Raphael Abbate - Hot Car Competições - 3
28 Bia Figueiredo - União Química Racing - 3
29 Lucas Foresti - AMG Motorsport - 1
30 Fabio Fogaça - Hot Car Competições - 0
31 Cesar Ramos - Cavaleiro Racing Sports - 0
32 Alceu Feldmann - Boettger Competições - 0
33 Felipe Maluhy - ProGP - 0

Fotos: Bruno Gorski e Rafael Gagliano/Hyset - Fonte: Eversports

Após etapa no Velopark, Gustavo Lima foca no desenvolvimento do carro nos treinos coletivos.


Antes mesmo de acelerar no circuito gaúcho do Velopark, palco da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo, o piloto Gustavo Lima visitou o Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, que é referência no tratamento oncológico no país. O brasiliense apresentou aos doutores do Instituto do Câncer a campanha “Correndo contra o Câncer”, recebendo o apoio da equipe médica com ideias para a divulgação de informações sobre a prevenção e combate à doença.

Na pista, porém, Lima não teve dias fáceis na disputa, realizada no último final de semana (24 a 26 de abril). Sem contar com o melhor rendimento do carro #53, o brasiliense largou da sexta fila na prova deste domingo, e vinha recuperando posições nas primeiras voltas, mas se envolveu em um acidente e teve de abandonar a corrida precocemente.


Agora, o piloto de 18 anos já está focado nos próximos desafios do campeonato. Nesta terça-feira (28), pilotos e equipes se reúnem no circuito de Santa Cruz do Sul (RS) para um dia de testes coletivos. Assim como Lima, a equipe C2 Team também faz sua primeira temporada na categoria, então cada tempo a mais na pista é importante para o desenvolvimento do carro. A terceira etapa do Brasileiro de Turismo acontece entre os dias 29 e 31 de maio, no autódromo de Curitiba.

Gustavo Lima:

“Tivemos um fim de semana bem difícil aqui no Velopark, a pista é muita curta, e assim os tempos são ainda mais próximos. Não conseguimos o acerto ideal para a classificação e isso comprometeu a corrida. Largando no meio do grid, a chance de se envolver em confusões é maior, então foi realmente uma pena. Mas estamos muito motivados com o treino coletivo. Teremos mais tempo para testar novas configurações e acredito em uma grande evolução para as próximas etapas”.


Correndo contra o Câncer:

“Foi uma honra ser recebido pelo Dr. Stephen Stefani no Instituto do Câncer e também pelo Dr. Félix Drummond do Instituto de Medicina do Esporte do Hospital Mãe de Deus. Queremos levar informações relevantes ao público que vai aos autódromos sobre o combate e prevenção do câncer, e ter o apoio de médicos que são referência na área é essencial. Unindo forças, nós teremos um impacto maior sobre essa questão tão importante”.

Fotos: Vanderley Soares e Eversports - divulgação

No Velopark, Hitech Racing conquista top-5 na F3 Brasil e bons pontos no Brasileiro de Turismo.


O final de semana no Rio Grande do Sul foi muito produtivo para a Hitech Racing. Com quatro carros na pista, a equipe disputou a segunda etapa da Fórmula 3 Brasil e também do Campeonato Brasileiro de Turismo, realizadas no circuito do Velopark, e teve saldo positivo em ambas. Gustavo Bandeira e Christian Hahn terminaram as corridas de sábado e domingo, respectivamente, no top-5 da F3, enquanto no Turismo, Marco Túlio ficou entre os 10 melhores, conquistando mais pontos para o campeonato.


Após os treinos livres e classificações, a primeira corrida para a equipe aconteceu ainda no sábado (25), pela F3 Brasil. Em um prova bastante movimentada, o brasiliense Gustavo Bandeira, que fazia sua estreia na categoria, garantiu uma boa 5ª posição. Christian Hahn não teve tanta sorte, e após escapar da pista devido ao óleo jogado por um carro quebrado, teve de abandonar com a suspensão danificada; e Fernando Croce completou em 7º. Na corrida 2, já no domingo, Bandeira largou na primeira fila e terminou em 8º. Croce foi o 7º, e coube a Hahn dar o melhor resultado da equipe no Velopark, com o 4º lugar na categoria principal, após largar em último.


No Brasileiro de Turismo, a única prova da etapa foi disputada na manhã de domingo (26). Saindo em 14º, Marco Túlio Souza fez uma corrida consistente e boas ultrapassagens para completar as 33 voltas em 9º. Com o resultado, o piloto goiano somou mais oito pontos e está na 11ª posição no campeonato. Nesta terça-feira (28), a categoria se reúne no autódromo de Santa Cruz do Sul (RS), para testes coletivos, que serão muito importantes para a equipe e o piloto, já que eles não participaram da pré-temporada em fevereiro.


Os pilotos do Brasileiro de Turismo voltam a se reunir entre os dias 29 e 31 de maio, em Curitiba (PR), casa da Hitech Racing, para a terceira etapa da temporada. Já na F3, a próxima rodada dupla acontece nos dias 26 a 28 de junho, em Santa Cruz do Sul (RS).


Rodrigo Contin:

“Ficamos satisfeitos com nossos resultados no Velopark. O Christian Hahn fez uma boa prova no domingo, saindo em último e chegando em 4º, assim como o Gustavo Bandeira, que estava estreando na F3 e se adaptou rapidamente. Vemos uma boa evolução no Croce também. No Turismo, o Marco Túlio conseguir ganhar boas posições mesmo numa pista onde é difícil de ultrapassar, então foi positivo. Agora faremos o teste coletivo e poderemos desenvolver ainda mais esse conjunto. Estamos trabalhando bastante para estarmos cada vez mais competitivos nas próximas etapas”.

Fotos: Vanderley Soares - Fonte: Eversports

Pietro Fantin encerra a etapa de Motorland da Fórmula Renault 3.5 em 11º.


Principal categoria da World Series by Renault, a Fórmula Renault 3.5 realizou neste fim de semana a rodada dupla de abertura do campeonato 2015 no tradicional circuito de Motorland, na Espanha. A etapa, porém, não teve o desfecho esperado por Pietro Fantin. O brasileiro fez uma ótima classificação, garantindo o 5º lugar no grid de largada e a expectativa de buscar um lugar no pódio, mas uma forte chuva bem na hora da corrida e um problema no câmbio frustraram os planos do piloto da Draco Racing.


A corrida 2 teve início com safety-car, que conduziu a disputa durante quase 15 minutos, diminuindo consideravelmente o tempo de ação dos pilotos para avançarem posições. Com muita chuva e uma condição de pista inadequada, a prova foi interrompida com bandeira vermelha. Na relargada, Fantin sofreu com uma falha em seu câmbio, e por não conseguir engatar as marchas, acabou perdendo muitas posições e saindo da zona de pontos. Com apenas oito voltas restantes, o curitibano de 23 anos completou a prova apenas na 11ª posição.


Com o 6º lugar e os oito pontos conquistados no sábado, Pietro Fantin ocupa o 9º lugar na classificação geral do campeonato. Agora, o piloto já está focado na corrida em Mônaco, palco da segunda etapa da temporada, que acontece no dia 24 de maio.


Pietro Fantin:

“A corrida começou com 15 minutos de safety-car e depois teve uma bandeira vermelha, porque tinha muita água na pista. Na relargada, tive um problema elétrico e meu carro ficou preso em primeira marcha, aí já cai para fora dos pontos. Quando voltou a funcionar normalmente, faltava apenas oito voltas e não tinha muito o que fazer. Foi uma pena, pois estávamos rápidos, com ritmo bom pra brigar pelo pódio. Uma pena, pois ontem acabamos nos pontos e hoje poderia ser um pouco melhor, mas acontece. Agora vamos focar em Mônaco, porque Motorland já passou”.

Fotos: Dutch Photo Agency - Fonte: Eversports

Matheus Iorio conquista quarto pódio no ano e amplia vantagem na liderança da F3 Brasil.


O final de semana foi de pódios e muita comemoração para Matheus Iorio. Após largar na primeira fila e conquistar o 2º lugar na corrida de sábado, o paulista assegurou novamente um ótimo resultado na segunda prova da rodada, realizada na manhã deste domingo (26), no circuito do Velopark (RS). Iorio completou as 33 voltas novamente na 2ª posição, e assim conseguiu se destacar na liderança da Fórmula 3 Brasil.

Assim como no dia anterior, a corrida 2 foi movimentada, com acirradas disputas pelas primeiras posições e algumas entradas do safety-car. Pela regra do grid invertido, o piloto da Cesário F3 largou em quinto, mas logo assumiu um lugar no top-3, para garantir o quarto pódio em quatro corridas disputadas na temporada. Na liderança isolada da divisão principal, Matheus soma 48 pontos, contra 41 de Rodrigo Baptista e 33 de Pedro Piquet.

A F3 Brasil tem uma pausa de dois meses até a próxima etapa do campeonato. A terceira rodada dupla acontece entre os dias 26 e 28 de junho, novamente em terras gaúchas, no circuito de Santa Cruz do Sul.


Matheus Iorio:

“Foi uma corrida muito positiva. Larguei melhor do que ontem, mas tive dificuldades para passar o Cunha no começo. Estávamos com ritmo parecido e o Velopark é uma pista difícil para ultrapassar, mas foram boas disputas. O objetivo é sempre buscar a vitória, mas esses dois pódios aqui foram muito importantes para o campeonato. Vamos continuar trabalhando nesse intervalo, para manter o bom desempenho em toda a temporada”.

Velopark, 2ª etapa da Fórmula 3 Brasil:

1 - Pedro Piquet - (Cesário F3) - 33 voltas
2 - Matheus Iorio - (Cesário F3) - a 1s289
3 - Carlos Cunha - (CF3) - a 1s980
4 - Guilherme Samaia* - (Cesário F3) - a 2s741
5 - Pedro Cardoso* - (Cesário F3) - a 3s679
6 - Cristian Hahn - (Hitech Racing) - a 4s410
7 - Rodrigo Baptista - (Prop Car Racing) - a 5s437
8 - Igor Fraga* - (Prop Car Racing) - a 8s226
9 - Ryan Verra - (RR Racing) - a 1 volta
10 Fernando Croce - (Hitech Racing) - a 1 volta
11 Andreas Visnardi* - (RR Racing) - a 3 voltas
12 Gustavo Bandeira - (Hitech Racing) - a 3 voltas
13 Leonardo de Souza - (Kemba Racing) - a 4 voltas
14 Matheus Muniz* - (Prop Car Racing) - a 8 voltas
15 Artur Fortunato - (A. Fortunato F3 Racing) - a 11 voltas
16 Felipe Ortiz* - (RR Racing) - a 20 voltas
*F3 Light

Fonte e Fotos: Eversports - divulgação

Bruno Bonifácio conquista primeiro ponto em etapa de estreia da F-Renault 3.5.


Bruno Bonifácio completou neste domingo (26) sua primeira etapa como piloto na Fórmula Renault 3.5, e considerou positivo seu desempenho no autódromo de Motorland, em Aragón, Espanha. Após o 11º lugar na prova de sábado, o paulista de 20 anos fez ainda mais na corrida 2 e completou as 19 voltas na 10ª posição, conquistando assim seu primeiro ponto na temporada.

A corrida complementar da rodada dupla foi disputada com muita chuva, o que causou uma paralisação com bandeira vermelha e várias voltas conduzidas com safety-car. Largando em 15º, o piloto da Draco Racing aproveitou de uma estratégia certeira e atrasou ao máximo seu pit-stop obrigatório para fechar a prova no top-10.


Bruno destacou o aprendizado na primeira etapa do campeonato e ficou animado com o potencial demonstrado para a temporada. A próxima etapa da Fórmula Renault 3.5 acontece no desafiador circuito de rua de Mônaco, no dia 24 de maio.

Bruno Bonifácio:

“Foi uma estreia bem positiva. Hoje cometi um erro na classificação e isso condicionou bastante a corrida, mas acertamos na estratégia e garantimos o top-10 e o primeiro ponto para o campeonato, o que foi importante. Aprendi muito nesse fim de semana, com as largadas, boas disputas, uma corrida movimentada na chuva, meu primeiro pit-stop, entre outras coisas. Fiquei feliz com o desempenho, porque sei que temos potencial para estar constantemente na zona de pontuação. Agora vamos trabalhar para a etapa de Mônaco, que será um grande desafio”.

Fórmula Renault 3.5, 1ª etapa, Motorland:

1 - Matthieu Vaxiviere - Lotus Charouz - 19 voltas
2 - Nyck De Vries - Dams - 3s459
3 - Oliver Rowland - Fortec - 9s926
4 - Tio Ellinas - Strakka - 20s518
5 - Tom Dillmann - Carlin - 26s285
6 - Meindert Van Buuren - Lotus Charouz - 29s111
7 - Jazeman Jaafar - Fortec - 29s607
8 - Alfonso Celis - AVF - 32s629
9 - Roberto Merhi - Pons - 34s717
10 Bruno Bonifácio - Draco - 48s122
11 Pietro Fantin - Draco - 49s043
12 Dean Stoneman - Dams - 54s607 *
13 Aurelien Panis - Tech 1 - 1:00s323
14 Nicholas Latifi - Arden - 1:10s161
15 Sean Gelael - Carlin - 1:11s014
16 Roy Nissany - Tech 1 - 1:11s100
17 Patric Armand - Pons - 1:11s787
18 Egor Orudzhev - Arden - 1:13s303 **
19 Beitske Visser - AVF - 1:14s210
20 Gustav Malja - Strakka - a 1 volta
* penalizado em 25s ** penalizado em 25s

Fotos: Paolo Pellegrini – Fonte: Eversports

Quebra impede Luiz Razia de brigar por novo pódio em etapa de estreia no Brasileiro de Marcas.


Luiz Razia teve uma rápida adaptação ao Toyota Corolla em seu fim de semana de estreia no Campeonato Brasileiro de Marcas, subindo ao pódio com o 2º lugar no sábado. Na prova deste domingo (26), o baiano cumpria novamente uma bela jornada e já estava em posição de brigar pelo top-3. Saindo em 7º - pela regra de inversão dos oito primeiros colocados na corrida anterior -, o baiano conseguiu assumir rapidamente a 4ª posição, mas teve que lidar com um abandono forçado na nona volta, devido a quebra de um parafuso na suspensão do carro. A vitória ficou com Nonô Figueiredo.

Apesar do resultado inesperado, Razia foi um dos protagonistas da etapa, a segunda do campeonato, realizada no autódromo gaúcho do Velopark. Correndo pela equipe Bassani Racing, o piloto de 26 anos mostrou um ótimo desempenho em todas as sessões, e agora trabalha para seguir na disputa do campeonato. Luiz Razia ocupa a 9ª posição na classificação geral do campeonato.


A terceira etapa do Brasileiro de Marcas acontece entre os dias 29 e 31 de maio, em Curitiba (PR).

Luiz Razia:

“Foi uma pena a quebra de hoje. Estava novamente muito competitivo e com chances de brigar por mais um pódio, mas acredito que mostramos um bom trabalho ao longo do fim de semana. Me adaptei bem rápido ao carro e contei com a ajuda de todos da Bassani Racing. Me sinto pronto e motivado para continuar disputando o campeonato, e vou trabalhar bastante para que isso aconteça”.

Fotos: William Donizeti - Fonte: Eversports

domingo, 26 de abril de 2015

Luiz Razia faz grande corrida de estreia e sobe ao pódio em 2º lugar no Brasileiro de Marcas.


Luiz Razia tem um bom motivo para comemorar hoje. Fazendo sua estreia no Campeonato Brasileiro de Marcas, o piloto da Bassani Racing teve um ótimo desempenho na corrida 1 da segunda etapa do campeonato, realizada na tarde deste sábado (25), no circuito do Velopark (RS). Depois de largar em 6º, o baiano fez uma grande prova com o Toyota Corolla #28 e garantiu um lugar no pódio com a 2ª posição, atrás apenas de Gabriel Casagrande. Vitor Meira completou o top-3 da disputa.


Novato na categoria, o baiano não se intimidou e disputou posições importantes desde o começo da prova, que teve duração de 25 minutos mais 1 volta, com belas ultrapassagens. Razia ainda aproveitou das duas relargadas, após as entradas do safety-car, para se aproximar da briga pela vitória, mas ficou satisfeito com o bom resultado no circuito gaúcho.


A corrida complementar da rodada dupla acontece neste domingo, com largada às 10h. Pelo regulamento, os oito primeiros colocados invertem posições e, dessa forma, Luiz Razia larga na 7ª posição.

Luiz Razia:

“Fiquei bem satisfeito com essa primeira corrida no Marcas. Estava com um ritmo muito bom, e também aproveitei uma errada do Vitor Meira e as relargadas para avançar. No final, tentei atacar o Casagrande, mas ele estava bem rápido e não consegui acompanhar, acho até que eu estava forçando demais e acabou esquentando um pouco o freio. Mas foi muito importante andar bem e mostrar resultado logo de cara, isso demonstra o potencial que temos”.


Brasileiro de Marcas, no Velopark: Resultado da 2ª etapa:

1 - Gabriel Casagrande - C2 Team (Renault Fluence) - 23 voltas
2 - Luiz Razia - Toyota Bassani (Toyota Corolla) - a 1.410
3 - Vitor Meira - JLM Racing (Honda Civic) - a 4.238
4 - Vicente Orige - JLM Racing (Honda Civic) - a 4.546
5 - Thiago Marques - RZ Motorsport Toyota ( Toyota Corolla) - a 6.434
6 - Rubens Barrichello - Full Time Sports (Renault Fluence) - a 7.236
7 - Daniel Kaefer - RZ Motorsport Toyota (Toyota Corolla) -a 7.520
8 - Nonô Figueiredo - Onze Motorsports(Chevrolet Cruze) - a 8.890
9 - Willian Freire/Thiago Oliveira - KFF Pro Racing (Chevrolet Cruze) - a 10.017
10 Renan Guerra - Amir Nasr Racing (Ford Focus) - a 10.981
11 César Bonilha - Jupiter Racing Team (Ford Focus) - a 15.806
12 Carlos Souza - KFF Pro Racing (Chevrolet Cruze) - a 15.812
13 Ronaldo Kastropil. Jupiter Racing Team. Ford Focus. . 16.221. 0.409
14 Beto Cavaleiro - C2 Team (Renault Fluence) - a 20.957
15 Eduardo Rocha - Full Time Sports (Renault Fluence) - a 9 voltas
16 Guilherme Salas - Onze Motorsports (Chevrolet Cruz) - a 11 voltas
17 Rodrigo Baptista - Toyota Bassani (Toyota Corolla) - a 13 voltas
18 Felipe Tozzo JLM Sport (Honda Civic) - a 20 voltas
19 Willian Starostik - Amir Nasr Racing (Ford Focus) - a 20 voltas
20 Gustavo Martins - JLM Sport (Honda Civic) - a 7 voltas

Fotos: William Donizeti – Fonte: Eversports

F3 Brasil: Em corrida eletrizante, Matheus Iorio fecha em 2º lugar e mantém liderança da categoria.


A primeira corrida da rodada dupla da Fórmula 3 Brasil foi bem agitada para Matheus Iorio. Realizada na tarde deste sábado (25), no autódromo do Velopark, zona metropolitana de Porto Alegre, a prova reservou muitos desafios para os pilotos: óleo e água na pista, entradas do safety-car e relargadas, além de disputas até a última volta. Após largar na primeira fila, o jovem de 17 anos superou as adversidades, brigou pela vitória até a bandeirada final e garantiu o terceiro pódio em três corridas no ano, com o 2º lugar.

Com o resultado, o piloto da Cesário F3 manteve a liderança do campeonato, empatado em todos os critérios com Rodrigo Baptista, ambos com 36 pontos, uma vitória, um 2º lugar e um 3º cada.

Neste domingo, acontece a segunda corrida da etapa a partir das 8h45. Pelo regulamento, os seis primeiros colocados invertem posições e Iorio larga em 5º, confiante em conquistar novamente um bom resultado.


Matheus Iorio:

“Eu aprendi muito com essa corrida. Acabei tendo problemas na embreagem e perdi duas posições na largada. Logo em seguida, alguns pilotos começaram a soltar muito óleo na pista, minha viseira embaçou, e isso foi complicado. Acabei escapando da pista e tive que remar para passar tudo de novo, mas estava muito rápido, fiz boas relargadas e deu tudo certo. Acredito que amanhã faremos novamente uma boa corrida”.

Velopark, 2ª etapa da Fórmula 3 Brasil:

1 - Rodrigo Baptista - Prop Car Racing - 32 voltas
2 - Matheus Iorio - Cesário F3 - a 1s619
3 - Artur Fortunato - Fortunato F3 Racing - a 6s342
4 - Carlos Cunha - CF3 - a 6s903
5 - Gustavo Bandeira - Hitech Racing - a 14s179
6 - Guilherme Samaia - Cesário F3 - a 14s606
7 - Leonardo de Souza - Kemba Racing - a 15s506
8 - Andreas Visnardi - RR Racing - a 3 voltas
9 - Fernando Croce - Hitech Racing - a 3 voltas
10 Matheus Muniz - Prop Car Racing - a 8 voltas
11 Pedro Cardoso - Cesário F3 - a 9 voltas
12 Ryan Verra - RR Racing - a 13 voltas
13 Igor Fraga - Prop Car Racing - a 15 voltas
14 Pedro Piquet - Cesário F3 - a 22 voltas
15 Felipe Ortiz - RR Racing - a 31 voltas
16 Christian Hahn - Hitech Racing - a 31 voltas

Fonte e Fotos: Eversports - divulgação

Pietro Fantin abre temporada da Fórmula Renault 3.5 com 6º lugar em Aragón.


A temporada 2015 da Fórmula Renault 3.5, principal evento da World Series by Renault, teve início para valer neste sábado (25 de abril), com a primeira classificação e corrida do campeonato, no tradicional circuito de Motorland, em Aragón, na Espanha. Após largar na 10ª posição, o brasileiro Pietro Fantin fez uma boa corrida e completou as 24 voltas em 6º lugar, conquistando oito pontos para o campeonato.

O maior desafio para o piloto da International Draco Racing foi a novidade no regulamento, que obriga os pilotos a usarem a configuração de pouca carga aerodinâmica (low downforce) durante as atividades do sábado. Dessa forma, o curitibano de 23 anos considerou o resultado positivo, já que o desempenho na classificação não foi o esperado. Para a segunda prova da rodada dupla, quando a escolha para o acerto dos carros é livre, Fantin acredita em um rendimento mais competitivo para brigar por um lugar no pódio.


A disputa da primeira rodada dupla continua neste domingo (26), com a tomada de tempos marcada para às 4h50 (horário de Brasília) e a segunda corrida às 8h30, com pit-stop obrigatório entre as voltas 5 e 13. A etapa será transmitida ao vivo pelo canal Esporte Interativo a partir das 8h15.


Pietro Fantin:

“Considerando onde largamos, foi um resultado positivo. Fiz boas ultrapassagens e ficamos próximo do top-5. A classificação é muito determinante nesta categoria, então temos de melhorar nesse ponto, para buscar sempre um lugar no pódio. Com low-downforce ainda não temos o acerto ideal, então ter pontuado nessa situação foi importante, já que a constância pesa muito neste campeonato. Acredito que amanhã estaremos mais competitivos e com mais chances de um resultado melhor”.

Fórmula Renault 3.5, 1ª etapa, Motorland:

1 - Oliver Rowland, Fortec Motorsports, 24 voltas
2 - Jazeman Jaafar, Fortec Motorsports
3 - Dean Stoneman, Dams
4 - Matthieu Vaxiviere, Lotus Charouz
5 - Meindert Van Buuren, Lotus Charouz
6 - Pietro Fantin, International Draco Racing
7 - Nyck De Vries, Dams
8 - Nicholas Latifi, Arden Motorsport
9 - Tom Dillmann, Jagonya Ayam with Carlin
10 Gustav Malja, Strakka Racing
11 Bruno Bonifácio, International Draco Racing
12 Aurelien Panis, Tech 1 Racing
13 Patric Armand, Pons Racing
14 Roy Nissany, Tech 1 Racing

Fotos: Paolo Pellegrini - Fonte: Eversports

Bruno Bonifácio ganha 7 posições na largada e fecha estreia positiva na Fórmula Renault 3.5 em 11º.


Finalmente o desafio começou para Bruno Bonifácio na temporada da Fórmula Renault 3.5, com a primeira classificação e primeira corrida do campeonato neste sábado (25), no circuito de Motorland, em Aragón, na Espanha. Com 20 carros na disputa, o brasileiro saiu da 17ª posição e já completou a primeira volta em 10º. Nos outros 40 minutos de prova, o piloto da International Draco Racing se envolveu em importantes disputas por posições, fechando a prova em 11º, a apenas um posto da zona de pontuação. O vencedor da corrida foi o britânico Oliver Rowland.


Em sua primeira corrida pela nova categoria - principal porta de acesso para a Fórmula 1 -, Bonifácio tinha como principal objetivo completar a prova, para acumular quilometragem e passar por todas as novas experiências, como largada, disputas, comportamento do equipamento e também colher informações do carro com low downforce, nova obrigatoriedade dos pilotos durante as atividades de sábado. Meta cumprida com sucesso pelo paulista de 20 anos.

Os pilotos voltam ao circuito de Motorland neste domingo para mais uma classificação, às 4h50 (horário de Brasília), e segunda corrida da primeira etapa, às 8h30. Desta vez, eles devem cumprir um pit-stop obrigatório entre as voltas 5 e 13, o que pode interferir na estratégia. A transmissão ao vivo das atividades começa às 8h15 pelo canal Esporte Interativo.


Bruno Bonifácio:

“Foi um início bem positivo, ficamos perto da zona de pontos e fui o 4º melhor estreante. Fiz uma largada muito boa, e para essa primeira corrida o mais importante era terminar a prova, para entender melhor o desgaste dos pneus, a diferença de comportamento do carro com tanque cheio e vazio, além de conseguir boas informações do carro na configuração do novo regulamento. Acredito que temos um carro melhor em high downforce, então podemos mirar um pouco mais alto amanhã, mas estou satisfeito com todo o aprendizado e evolução até agora”.


Fórmula Renault 3.5, 1ª etapa, Motorland:

1 - Oliver Rowland, Fortec Motorsports, 24 voltas
2 - Jazeman Jaafar, Fortec Motorsports
3 - Dean Stoneman, Dams
4 - Matthieu Vaxiviere, Lotus Charouz
5 - Meindert Van Buuren, Lotus Charouz
6 - Pietro Fantin, International Draco Racing
7 - Nyck De Vries, Dams
8 - Nicholas Latifi, Arden Motorsport
9 - Tom Dillmann, Jagonya Ayam with Carlin
10 Gustav Malja, Strakka Racing
11 Bruno Bonifácio, International Draco Racing
12 Aurelien Panis, Tech 1 Racing
13 Patric Armand, Pons Racing
14 Roy Nissany, Tech 1 Racing

Fotos: Paolo Pellegrini - Fonte: Eversports

sábado, 25 de abril de 2015

Luiz Razia larga em 6º lugar em sua estreia no Brasileiro de Marcas no Velopark.


Luiz Razia fez sua estreia oficial pelo Campeonato Brasileiro de Marcas nesta sexta-feira (24) no Autódromo do Velopark, no Rio Grande do Sul, e começou com o pé direito. Em sua primeira experiência com um carro de tração dianteira, o baiano colocou o Toyota Corolla #28 entre os 10 melhores já no primeiro treino livre. Na segunda sessão, o piloto da Bassani Racing fez ainda melhor, e garantiu o 2º lugar.

A classificação para a primeira corrida da rodada dupla também foi disputada na tarde desta sexta, e Razia garantiu um lugar na terceira fila do grid, ao marcar o 6º melhor tempo, a menos de 0.1s da pole position, confirmando o bom início na categoria.

A prova, que tem duração de 25 minutos mais 1 volta, tem início marcado para às 17h05 deste sábado. No domingo, a corrida 2 acontece a partir das 10h.


Luiz Razia:

“Foi um início muito positivo, creio que me adaptei bem ao carro, e conseguimos ser competitivos em todas as sessões. Para a corrida, a largada será em fila indiana, ao contrário do que normalmente acontece com os carros alinhados em duas fileiras, e isso vai dificultar um pouco para ganhar posições. A prova é curta e sem pit-stops, então temos de tentar as ultrapassagens já nas primeiras voltas, mas estou confiante em um bom resultado”.

Confira o grid de largada para a corrida 1 no Velopark:

1 - Vicente Orige - Honda Civic - 59s443
2 - Vitor Meira - Honda Civic - 59s450
3 - Gabriel Casagrande - Renault Fluence - 59s491
4 - Rodrigo Baptista - Toyota Corolla - 59s499
5 - Rubens Barrichelo - Renault Fluence - 59s503
6 - Luiz Razia - Toyota Corolla - 59s527
7 - Cesar Bonilha - Ford Focus - 59s607
8 - Gustavo Martins - Honda Civic - 59s667
9 - Thiago Marques - Toyota Corolla - 59s692
10 Guilherme Salas - Chevrolet Cruze - 59s854
11 Eduardo Rocha - Renault Fluence - 59s986
12 Daniel Kaefer - Toyota Corolla - 1:00s2
13 Felipe Tozzo - Honda Civic - 1:00s3
14 Willian Freire/Thiago Oliveira - Chevrolet Cruze - 1:00s3
15 Nonô Figueiredo - Chevrolet Cruze - 59s247*
16 Beto Cavaleiro - Renault Fluence - 1:00s4
17 Renan Guerra - Ford Focus -1:00s5
18 Kastropil - Ford Focus - 1:00s8
19 Carlos Souza - Chevrolet Cruze - 1:00s8
20 Willian Starostik - Ford Focus - 1:01s7

*Punido com a perda de 15 posições no grid
Fotos e Fonte: Eversports - divulgação

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Hitech Racing encara desafio duplo com força total no Velopark.


Reforçada, a Hitech Racing chega neste fim de semana (24 a 26 de abril) ao autódromo do Velopark, na cidade de Nova Santa Rita (RS), e terá quatro carros na pista. Após quase um ano, a equipe volta a ter o seu terceiro carro também na disputa da segunda etapa da F3 Brasil, com os pilotos Fernando Croce, Christian Hahn, além do estreante Gustavo Bandeira. Completando o time, Marco Túlio de Souza corre pela segunda vez no Campeonato Brasileiro de Turismo.


Buscando a melhora no desempenho geral, a Hitech está implementando um novo sistema de vídeo e análise de dados para avaliação da pilotagem e acerto dos carros. Além disso, os pilotos fizeram alguns treinos no Velopark e o resultado foi bastante positivo. Segundo Rodrigo Contin, chefe da esquadra paranaense, a expectativa de melhores resultados é grande, e o objetivo principal é trabalhar no desenvolvimento e evolução dos quatro pilotos, que ainda estão no início do trabalho com a equipe.


A programação no circuito gaúcho, que é o menor do calendário com apenas 2.278m de extensão, será intensa. A F3 Brasil disputa uma corrida no sábado à tarde e outra no domingo pela manhã. Ao contrário da etapa de abertura em Goiânia, o Brasileiro de Turismo realiza apenas uma prova, também no domingo.


Rodrigo Contin:

“Conseguimos trabalhar muito nos carros das duas categorias nesse intervalo, então a expectativa é muito boa. Pelo Brasileiro de Turismo, o Marco Túlio tem vantagem por já conhecer o circuito do Velopark. Na Fórmula 3, o Christian Hahn e o Croce estão adquirindo cada vez mais quilometragem e evoluindo bastante. O Gustavo Bandeira chega agora à equipe, e talvez tenha menos experiência de Fórmula 3, mas certamente tem uma bagagem maior no automobilismo. Então, temos um forte conjunto para etapa e vamos buscar os melhores resultados possíveis”.

Fotos: Vanderley Soares - Fonte: Eversports