quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Gianluca Petecof estreia na Europa com pódio e destaca aprendizado na Rok Cup International Final.


Aos 11 anos, Gianluca Petecof continua desbravando fronteiras. Campeão no Brasil em certames importantes como o Campeonato Brasileiro, a Copa Brasil e o Super Kart Brasil 14, e vencedor nos Estados Unidos do Florida Winter Tour e da Rok Cup USA, o paulista subiu mais um degrau em sua curta, mas já laureada carreira ao participar, no último fim de semana, da Rok Cup International Final, no kartódromo South Garda Karting, em Lonato, na Itália. Sua classificação foi conquistada depois da vitória na América do Norte em setembro. Inscrito na categoria Mini Rok (para pilotos entre 9 e 12 anos), Petecof teve a chance de correr contra outros 104 pilotos de 25 países diferentes e fez bonito. Mesmo ficando de fora da luta pelo título em razão de não ter largado em uma das baterias, que envolveu 30 competidores na Final A, o brasileiro teve grande destaque na Bridgestone Final (final B), ficando a apenas 0s011 do vencedor, terminando em segundo lugar.


No entanto, Gianluca também se considera um vencedor. Depois de viajar à Itália com tudo pago pela organizadora do campeonato - a Vortex, fabricante italiana de motores de kart - e voltar para casa com um troféu na bagagem logo em sua primeira passagem pela Europa, o piloto ressaltou a importância do aprendizado e, acima de tudo, se divertiu.

A respeito da Rok Cup International Final, a competição compreendeu muitas baterias classificatórias devido ao alto número de inscritos. Gianluca teve problemas e não conseguiu largar em uma das corridas, o que comprometeu sua classificação à Final A. Ainda assim, Petecof classificou-se para a disputa da final B, a chamada Bridgestone Final, e teve bom desempenho: liderou a maioria das voltas da prova e, depois de uma dura batalha, ficou a milésimos de conquistar a vitória.


Em todos os aspectos, o brasileiro considerou sua jornada em Lonato bastante positiva e já faz planos para voltar a competir na Europa. Mas agora seu foco se volta para as competições nos Estados Unidos. O próximo desafio de Gianluca Petecof em terras norte-americanas deve ser o Skusa Supernationals, que acontece em novembro no kartódromo do Rio All-Suite Hotel and Casino, em Las Vegas, no Estado de Nevada.


Gianluca Petecof:

“Correr na Itália foi uma experiência incrível em todos os sentidos. Aprendi muito o tempo todo, especialmente porque os europeus usam muitas configurações que não conhecíamos. Mas isso já era esperado. Evoluí bastante desde o primeiro dia em Lonato e nas finais fomos tão rápidos quanto os vencedores. Por se tratar de uma categoria tão forte, com pouco tempo de pista, acho que o resultado e o meu desempenho foram muito bons, cheguei até a liderar a Bridgestone Final. Terminar uma das finais em segundo e subir ao pódio logo na estreia na Europa foi melhor do que poderíamos sonhar. Agradeço a todos que tornaram esse meu sonho possível”.

Fotos: Frederico Dalmas Baggio - Fonte: Eversports

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Caterham e Marussia fora do GP dos EUA.


As equipes Caterham e Marussia estarão ausentes neste final de semana em Austin, palco do Grande Prêmio dos Estados Unidos de Fórmula 1, os dois times enfrentam uma grave crise financeira desde o início desta temporada, o time malaio chegou a ser vendido a alguns meses atrás, porém, segundo o ex-dono, o magnata Tony Fernandes, ele ainda não recebeu, com questões pendentes os dois times foram entregues à administração legal que procuram novos investidores para continuar na competição.

Os altos custos para manter uma equipe pequena na categoria, podem fazer com que outras equipes também sigam o mesmo caminho. Já que Sauber, Lotus e Force Índia também não estão com uma situação financeira muito boa, o time suíço não marcou pontos em 2014 e poderá terminar o campeonato atrás da Marussia. A situação da Caterham chega a ser pior, já que eles também não irão ao Brasil e muito pouco provável que estarão no grid em Abu Dhabi.

A corrida no Circuito das Américas, em Austin, no Texas, terá um grid com apenas nove equipes e 18 carros, desde o GP de Mônaco de 2005 que não tínhamos tão poucos carros no grid. Os pilotos da Caterham: Marcus Ericsson e Kamui Kobayashi já estão buscando novas alternativas para 2015 e não estão muito confiantes que haverá uma solução para eles a curto prazo. A Marussia já tinha dado sinais que as coisas não estavam bem após o GP do Japão, onde o grave acidente com o francês Jules Bianchi forçou o time a correr apenas com um carro na etapa seguinte na Rússia.

Andrey Cheglakov, dono da Marussia, em entrevista à imprensa de seu país, deixou a entender que não irá mais investir no time. Agora é aguardar os próximos capítulos dessa novela dos times “nanicos” da F1, mas não acredito que teremos uma solução rápida. Triste final de temporada...

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Matheus Iorio disputa finalíssima da Seletiva de Kart Petrobras nesta semana em Guaratinguetá.


A 16ª edição da Seletiva de Kart Petrobras acontece nesta semana, entre terça e quarta-feira (28 e 29 de outubro) no kartódromo de Guaratinguetá, interior de São Paulo. Durante a temporada, foram disputadas quatro rodadas classificatórias, totalizando 12 pilotos selecionados para a disputa da grande final. Dentre os jovens talentos do kartismo nacional está Matheus Iorio: aos 17 anos, o paulista, que faz em 2014 sua temporada de estreia na F3 Brasil - categoria Light -, conseguiu em São Luís, no Maranhão, sua classificação para a final da Seletiva e vai lutar pelo prêmio principal, de R$ 60 mil destinados ao campeão, além do prêmio do Troféu Lubrax de R$ 5 mil, destinados ao melhor estreante da competição.

Matheus estreou no kart em 2011 competindo na Copa São Paulo Light. Um ano depois, foi campeão paulista. Na sequência, passou a direcionar sua carreira para categorias de fórmula e priorizou treinos na Europa, mas sempre participou de competições de kart para manter o condicionamento físico e técnico. Neste ano, disputa a F3 Brasil e está na 3ª posição em sua classe.

Para a finalíssima da Seletiva, Matheus prevê um embate duro devido ao nível bastante alto dos seus oponentes em Guaratinguetá. Visando a disputa desta semana, Iorio intensificou o preparo físico e chegou a fazer alguns treinos no kartódromo que vai receber a prova. Na visão do piloto, a oportunidade de participar de uma das principais competições do kartismo brasileiro e lutar por prêmios que podem ajudar na sequência da sua carreira o motiva ainda mais para buscar o melhor resultado em Guaratinguetá.

A competição promovida pela estatal brasileira compreende a maior premiação da modalidade no país. Além dos prêmios em dinheiro destinados ao campeão e melhor estreante, os quatro melhores classificados participarão de um inédito programa de orientação, que inclui uma série de incentivos, com testes com um carro de fórmula na Europa, simulador de F1, presença no Mitsubishi Driving Experience com o multicampeão Ingo Hoffmann, além de palestras sobre preparação física e mental com Nuno Cobra Jr.


O regulamento da Seletiva de Kart Petrobras será cumprido da seguinte forma: a primeira e terceira tomada de tempos vão servir para formar seis grupos de dois pilotos cada, sendo que todas as voltas serão cronometradas e, para a pontuação, será considerado o melhor tempo de cada concorrente. Já a segunda tomada será em uma volta lançada, com o tempo também valendo para a pontuação. Na quarta-feira, os pilotos terão duas baterias classificatórias e duas baterias finais. O grande campeão será quem obtiver, na soma das três sessões da tomada de tempo, das baterias classificatórias e das baterias finais, a maior pontuação.

Matheus Iorio:

“Estou muito feliz por fazer parte de uma competição tão importante como é a Seletiva de Kart Petrobras. Será uma experiência valiosa para minha carreira, pelo formato da disputa e também pelo alto nível dos pilotos no grid, então vai ser mais uma oportunidade para aprender e crescer. Sem dúvidas, a premiação em jogo É uma motivação a mais, tudo isso é muito positivo. Quero aproveitar minha experiência, tanto de kart como de monopostos, para alcançar o melhor desempenho possível. Estou pronto para o desafio”.

Fotos: Fabio Oliveira/radicalmotors - Fonte: Eversports

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Ferrari 458 Speciale A.


Após a estreia no Paris Motor Show 2014, a Ferrari divulgou algumas especificações do novo top de linha da montadora italiana. Trata-se da: Ferrari 458 Speciale A, o modelo terá edição limitada de 499 unidades, motor V8 aspirado que produzirá 597 cv, a um torque de 6000 rpm, segundo o fabricante, o carro leva apenas três segundos para atingir os 100 km/h.


Em testes na pista de Fiorano, na Itália, o modelo 458 Speciale A levou apenas 1:23 segundos para completar uma volta. O carro adota uma capota rígida e retrátil que leva apenas 14 segundos para ser implantada ou retraída, o modelo da capota é bem parecido a versão 458 Spider, porém, 50 kgs mais leve. Confira algumas fotos desta máquina:  


Fórmula E: The race that never was at Donington Park.


A Fórmula E divulgou em seu site oficial, um vídeo da primeira corrida da categoria realizada em Donington Park, Inglaterra, lá, as equipes fizeram os primeiros testes coletivos antes da estreia do campeonato em Pequim. Em uma destas simulações, eles realizaram a: “The race that never was” (A corrida que nunca houve). O interessante é ver sobrenomes como: Senna, Piquet e Prost brigando por posições novamente, a prova teve 24 voltas e o pit stop obrigatório para trocar o carro, já que os modelos não têm bateria suficiente para uma corrida inteira.

O “vencedor” com direito a pódio foi: Sébastien Buemi, que corre pela equipe (e.Dams), o português Antonio Felix da Costa, da (Amlin Aguri) foi o segundo e completando o pódio o italiano Jarno Trulli, que corre em sua própria equipe. Os representantes brasileiros foram bem, chegaram a liderar, mas no final, terminaram na sétima, oitava e nona colocação respectivamente com o trio: Bruno Senna, Nelson Piquet Jr e Lucas di Grassi. A próxima etapa oficial do campeonato acontece em 22 de novembro na Malasia. Confira o vídeo com os melhores momentos da “prova”:  

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Bruno Bonifácio fecha ciclo em categorias de base, destaca top 5 na F-Renault Eurocup e mira futuro.


A última etapa da temporada 2014 da Fórmula Renault Eurocup, uma das principais e mais competitivas categorias de base do mundo, aconteceu no último domingo (19 de outubro), no circuito de Jerez, e representou o encerramento de um ciclo vitorioso para Bruno Bonifácio. Único brasileiro a disputar de forma integral o campeonato, o paulista de 19 anos conquistou uma vitória, em Spa-Francorchamps, e outros três pódios, e com 88 pontos, fechou o ano no top 5 na classificação geral.

O ótimo resultado coroa o fim de uma fase especial para Bonifácio. Há três anos correndo na Europa, sempre pela tradicional equipe italiana Prema Poweteam, o jovem piloto colecionou marcas importantes após ter disputado os títulos de todas as categorias de base que participou.


Os números conquistados por Bruno evidenciam sua evolução e curva de aprendizado em campeonatos cada vez mais fortes e competitivos. Em 2012, na Fórmula Abarth Europeia e Italiana, foram quatro vitórias e outros nove pódios, finalizando em 3º lugar em seu primeiro ano no Velho Continente. Na temporada seguinte, o brasileiro disputou de forma simultânea as divisões Alps e Eurocup da Fórmula Renault. Pela Alps, o piloto venceu três provas e seis pódios, completando o campeonato em 3º lugar, além de um pódio e outros três top 10 no certame europeu. Neste ano, Bruno participou de toda a temporada da Fórmula Renault Eurocup e disputou três etapas da Alps como convidado. O balanço é bastante positivo: quatro pódios em seis corridas, sendo uma vitória em Jerez na Alps, e uma vitória em Spa-Francorchamps, três pódios e outros três top 10 pela Eurocup.


Na avaliação do piloto da Prema Powerteam, o resultado no campeonato em 2014 foi bem positivo, apesar de alguns contratempos no segundo semestre, uma vez que a temporada consolidou sua evolução no automobilismo. Porém, todo o trabalho durante o ano, as vitórias obtidas nas divisões Eurocup e Alps da Fórmula Renault, os pódios e as adversidades foram importantes para seu amadurecimento como piloto.

Desta forma, Bruno se sente preparado para dar o próximo passo na carreira, que será na Fórmula Renault 3.5, importante categoria de acesso, com altíssimo nível técnico, que tem revelado talentos e alçado alguns pilotos diretamente para a Fórmula 1. E a preparação para essa nova fase já teve início, com dois dias de testes coletivos da categoria em Jerez, realizados entre terça e quarta-feira (21 e 22 de outubro).


Bruno Bonifácio:

“Tivemos um ano muito bom como um todo. Vencemos corridas, conquistamos pódios, enfrentamos problemas e má sorte, o que faz parte da vida de um piloto, porém, mais do que isso, a temporada foi importante como amadurecimento. Tivemos um grande salto de qualidade ao longo de 2014 em um ambiente extremamente profissional, e fechar uma categoria como é a Fórmula Renault Eurocup entre os cinco primeiros mostra o quanto evoluímos nesse três anos aqui na Europa. Fico muito orgulhoso também do que conquistamos em anos anteriores, e agora estou pronto para dar o próximo passo”.

Fotos: Paolo Pellegrini - Fonte: Eversports 

Fórmula Renault 3.5: Pietro Fantin completa semana produtiva de treinos coletivos no top-3 em Jerez.


Pietro Fantin completou uma bem-sucedida bateria de testes coletivos no início dos preparativos para a temporada 2015 da Fórmula Renault 3.5, em Jerez, novamente entre os primeiros. Depois de liderar a tabela de tempos do primeiro dia de treinos, na última terça-feira, o piloto curitibano voltou ao circuito andaluz nesta quarta (22 de outubro) para guiar o carro #5 da International Draco Racing e mostrou novamente boa performance. Com o tempo estabelecido pela manhã, Pietro fechou o dia em terceiro lugar com 1:27s502. A liderança ficou com o francês Mathieu Vaxiviere que, com 1:27s074, ficou com a melhor marca da semana.

Assim como aconteceu na terça-feira, o cronograma de testes traçado pela equipe italiana para Pietro hoje compreendeu um trabalho mais intenso no acerto do carro pela manhã e simulação de corrida à tarde. No período inicial, Fantin teve à sua disposição dois jogos novos de pneus, com os quais completou 28 voltas ao todo. Após a pausa para o almoço, o brasileiro retornou à pista para fazer alguns long-runs antes de encerrar sua jornada em Jerez.


Fantin ficou bastante satisfeito com o trabalho feito ao longo dos dois dias de atividades, quando foram percorridas 123 voltas sem maiores problemas. Depois dos testes realizados nesta semana, o brasileiro volta a acelerar no início de novembro, quando a Fórmula Renault 3.5, principal categoria da World Series by Renault e uma das portas de acesso à Fórmula 1, realizará uma nova bateria de testes coletivos, desta vez no circuito de Motorland, em Aragón, também na Espanha.

Pietro Fantin:

“Hoje o dia foi bom, testamos várias coisas no carro. Usamos dois jogos novos de pneus pela manhã e conseguimos fazer um bom tempo, fechando em terceiro lugar. Focamos várias horas no trabalho do acerto do carro. À tarde, assim como aconteceu ontem, fizemos long-runs, simulação de corrida. No geral, os dois dias de treinos aqui em Jerez foram produtivos, mostramos que temos muito potencial e margem para crescer. Mas nosso trabalho não para, já que vamos iniciar a preparação para os testes que faremos em Aragón, no início de novembro”.


Fórmula Renault 3.5, Jerez, treinos coletivos, dia 2:

1 - Mathieu Vaxiviere, Lotus, 62 voltas, 1:27s074
2 - Nicholas Latifi, Lotus, 57 voltas, 1:27s456
3 - Pietro Fantin, Draco Racing, 45 voltas, 1:27s502
4 - Jazeman Jaafar, Fortec Motorsports, 71 voltas, 1:27s560
5 - Nyck de Vries, Dams, 64 voltas, 1:27s792
6 - Jordan King, Arden Motorsport, 76 voltas, 1:27s811
7 - Beitske Visser, AVF, 46 voltas, 1:27s899
8 - Luca Ghiotto, Fortec Motorsports, 65 voltas, 1:27s911
9 - Dennis Olsen, Strakka Racing, 56 voltas, 1:27s945
10 Richard Gonda, Tech 1 Racing, 64 voltas, 1:28s012
11 Dean Stoneman, Pons Racing, 55 voltas, 1:28s032
12 Jimmy Eriksson, Dams, 58 voltas, 1:28s065
13 Oscar Tunjo, Pons Racing, 69 voltas, 1:28s071
14 Egor Orudzhev, Arden Motorsport, 67 voltas, 1:28s102
15 Gustav Malja, ISR, 58 voltas, 1:28s222
16 Andrea Pizzitola, ISR, 60 voltas, 1:28s595
17 Bruno Bonifácio, Draco Racing, 53 voltas, 1:29s177
18 Jake Hughes, Strakka Racing, 63 voltas, 1:29s697

Fotos: Paolo Pellegrini – Fonte: Eversports

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Kart: Campeão no Brasil e EUA, Gianluca Petecof estreia na Europa na 'Rok Cup International Final'.


Um dos principais destaques do kartismo brasileiro nas últimas temporadas, o jovem Gianluca Petecof fará sua estreia em competições europeias neste fim de semana (22 a 25 de outubro), quando disputa a Rok Cup International Final, no South Garda Karting, pista localizada na cidade Lonato, na Itália - considerada a meca do kart na Europa. O piloto de apenas 11 anos classificou-se para a final mundial do campeonato promovido pela fábrica italiana de motores Vortex após ser campeão do certame nos Estados Unidos (Rok Cup USA) e terá todas as suas despesas pagas pela organização.

A evolução de Petecof tem sido notória, e o paulista vem acumulando diversos títulos em sua carreira. Em 2012, correu simultaneamente em duas categorias (Cadete e Super Cadete), e venceu cinco campeonatos. No ano seguinte, Gianluca encarou a dura transição para a categoria Júnior Menor (quando os pilotos trocam o chassi pequeno pelo maior), e sagrou-se campeão nas duas principais competições nacionais: o Campeonato Brasileiro - estabelecendo o recorde de piloto mais jovem a vencer na categoria em 48 anos - e a Copa Brasil.

Após participações pontuais em corridas nos Estados Unidos em anos anteriores, Gianluca e sua família decidiram dedicar o ano de 2014 para competições internacionais, o que acabou rendendo muitos frutos. No primeiro trimestre, o paulista sagrou-se campeão do Florida Winter Tour, tradicional campeonato disputado em três etapas, na categoria Rotax Mini Max, com 4 vitórias e 10 pódios. Na sequência, ingressou na disputa da Rok Cup USA, na categoria Mini Rok, realizada em cinco etapas, vencendo 13 das 25 provas e garantindo mais um título em seu já extenso currículo.


A Rok Cup International Final reúne os campeões nacionais dos 20 países onde o certame é realizado, além de vagas para pilotos locais. A categoria Mini Rok já conta com 105 inscritos, sendo a mais numerosa do evento, e promete emocionantes disputas. No último fim de semana, Gianluca participou de uma corrida no circuito de Lonato, para adaptar-se ao traçado e ao equipamento que vai usar, e está confiante em mostrar seu potencial na competição, que terá as baterias classificatórias realizadas na sexta-feira e as finais no sábado.

Gianluca Petecof:

“Nossa temporada está sendo muito boa, conquistamos títulos no Brasil e nos Estados Unidos, e sinto que tenho evoluído bastante como piloto. Estou feliz por estrear na Europa em um campeonato tão importante, era algo que queria fazer há algum tempo. Sei que a disputa será bem acirrada e vamos fazer o nosso melhor, mas o objetivo principal é aproveitar o prêmio, essa nova experiência, para conhecer um novo ambiente, já que não tivemos tempo para uma preparação especial para o evento”.

Fotos: Adam Parker - Fonte: Eversports

Pietro Fantin lidera primeiro treino pós-temporada da World Series em Jerez.


Os trabalhos visando 2015 já começaram para Pietro Fantin. Após um fim de semana positivo em Jerez, que recebeu a última etapa da temporada 2014 da Fórmula Renault 3.5, principal categoria da World Series by Renault e uma das portas de acesso à F1, o curitibano de 22 anos voltou a acelerar no circuito espanhol nesta terça-feira (21 de outubro) e fez valer sua experiência no traçado. Guiando o mesmo Dallara-Zytek #5 da International Draco Racing utilizado ao longo do ano, Pietro registrou, pela manhã, o melhor tempo no combinado dos dois treinos do dia: 1:27s915, na 22ª volta de um total de 44 giros percorridos.

Durante o período da tarde, o brasileiro trabalhou na busca por um bom acerto em ritmo de corrida, voltando à pista quando faltavam uma hora e meia para o fim das atividades. Com tanque cheio e usando pneus mais gastos, Fantin completou 14 voltas, sendo que a melhor ficou em 1:29s919. A liderança no segundo período ficou com o britânico Dean Stoneman que, entretanto, não conseguiu bater a marca estabelecida por Fantin pela manhã.


Após completar 58 voltas nesta terça-feira, Fantin fez uma avaliação positiva do seu trabalho durante primeiro treino em Jerez após a temporada. Depois de um dia bastante intenso, o piloto volta ao circuito nesta quarta-feira para mais uma bateria de testes.

Pietro Fantin:

“Hoje de manhã realizamos um bom trabalho, buscamos diminuir a saída de frente do carro com pneus novos, e conseguimos. Deu tudo certo. Durante a tarde, trabalhamos em long-runs, com acerto de corrida e pneus velhos, e tivemos uma avaliação positiva, com o carro constante. Em resumo, foi um dia extremamente positivo. Amanhã vamos tentar outras coisas no nosso carro e teremos três jogos de pneus novos para usar, então vamos lutar para evoluir ainda mais e fechar essa semana da melhor forma”.


Fórmula Renault 3.5, Jerez, treinos coletivos, dia 1:

1 - Pietro Fantin, Draco Racing, 58 voltas, 1:27s915
2 - Alex Fontana, Lotus, 44 voltas, 1:27s977
3 - Mathieu Vaxiviere, 31 voltas, 1:28s071
4 - Nicholas Latifi, Strakka Racing, 71 voltas, 1:28s160
5 - Luca Ghiotto, Fortec Motorsports, 62, 1:28s206
6 - Beitske Visser, AVF, 72 voltas, 1:28s259
7 - Jordan King, Arden Motorsport, 66 voltas, 1:28s433
8 - Oscar Tunjo, Pons Racing, 70 voltas, 1:28s452
9 - Dean Stoneman, Arden Motorsport, 52 voltas, 1:28s710
10 Nyck de Vries, Dams, 61 voltas, 1:28s804
11 Dennis Olsen, Strakka Racing, 71 voltas, 1:28s823
12 Steijn Schothorst, Comtec Racing, 60 voltas, 1:28s916
13 Richard Gonda, Tech 1 Racing, 52 voltas, 1:28s921
14 Bruno Bonifácio, Draco Racing, 66 voltas, 1:28s936
15 Egor Orudzhev, Fortec Motorsports, 71 voltas, 1:28s978
16 Robert Visoiu, Pons Racing, 60 voltas, 1:29s035
17 Gustav Malja, ISR, 62 voltas, 1:29s066
18 Andrea Pizzitola, ISR, 67 voltas, 1:29s554
19 Jimmy Eriksson, Dams, 65 voltas, 1:29s992

Fotos: Paolo Pellegrini  

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Nico Hulkenberg renova com a Force Índia.


O alemão Nico Hulkenberg continuará sendo piloto da Force Índia na próxima temporada, o time indiano anunciou nesta segunda-feira (20), que renovou o contrato com o jovem piloto. Hulkenberg que “quase” chegou a fechar contrato no início do ano com a Ferrari, confirmou seus planos para 2015, este ano ele ocupa a oitava posição no mundial de pilotos com 76 pontos, foram quatro vezes chegando ao top 5. Com seus resultados, a Force Índia vem brigando ponto a ponto no mundial de construtores com a McLaren.

Vijay Mallya, chefe do time, comentou sobre o acerto com Nico: “Todo mundo na equipe tem o prazer de ver Nico como piloto da Force Índia na próxima temporada. Nós avaliamos ele muito bem e ele tem feito um tremendo trabalho neste ano, constantemente anotando pontos cruciais para o campeonato. Conhecemos ele extremamente bem: ele é um piloto de verdade e sabe como motivar o time. Estou convencido que é um dos grandes talentos do grid e estou orgulhoso de que seguirá correndo com nossas cores” - finalizou.

No comunicado enviado à imprensa, Nico fala sobre 2015: “É bom confirmar meus planos para a próxima temporada. É um time que conheço extremamente bem e temos feito um grande ano juntos, com alguns resultados especiais. A equipe tem grandes ambições e acredito que nós poderemos ter um pacote competitivo no ano que vem. Temos uma parceria forte com a Mercedes, e todos na equipe estão motivados e com mais fome de sucesso. Tenho um bom pressentimento para 2015 e há razões para estar animado” - concluiu.

Sobre a possibilidade de ir para a Ferrari nada foi concretizado, o time italiano deverá anunciar sua nova dupla de pilotos em breve. Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen devem ser confirmados, já que Vettel deixou escapar seus planos antes do GP do Japão deste ano quando declarou que sairia da RBR no final desta temporada. Por outro lado, Fernando Alonso não confirmou onde correrá em 2015, a expectativa é que seja na McLaren onde faria dupla com: Button ou Magnussen, com mais “chances” para o britânico.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

F3 Euro Series: Auer wins final race of 2014, Blomqvist runner-up in drivers’ standings.


Lucas Auer (Mücke Motorsport) concluded his second year in the FIA Fórmula 3 European Championship with his third victory of the season. British drivers Jordan King (Carlin) and Tom Blomqvist (Jagonya Ayam with Carlin) followed behind the 20-year-old Austrian. With this third place, Blomqvist also secured himself second place in the final drivers’ standings of the FIA Fórmula 3 European Championship. Max Verstappen (Van Amersfoort Racing), who will be racing in Fórmula 1 for Toro Rosso next year, finished sixth in his final race in the FIA Fórmula 3 European Championship ahead of Ocon. Thus, the 17-year-old Dutchman ends up third in the final drivers’ standings behind Esteban Ocon (Prema Powerteam), who was already crowned as the European Champion in Imola, and Blomqvist.

Initially, Tom Blomqvist took the lead, but after a few kilometres only, Lucas Auer already demoted him to second. Felix Rosenqvist (Mücke Motorsport) lost his third place to Jordan King on the opening lap. On the same lap, the safety car was deployed after Tatiana Calderón (Jo Zeller Racing) had missed her braking point before the hairpin and collected Felix Serralles (Team West-Tec F3) and Jules Szymkowiak (Van Amersfoort Racing). Calderón and Serrallés retired, Szymkowiak continued after a pit stop.


Auer remained in the lead from Blomqvist and King at the restart. After only one lap, he was already 1.5 seconds clear of his first rival Blomqvist. Meanwhile, Max Verstappen tried to claim sixth place from Esteban Ocon. After a fierce battle, he eventually overtook the Frenchman on lap eleven and moved up to sixth.

In the closing stages, Jordan King found a way past Tom Blomqvist and took over second place from his fellow-Brit. Ahead of King, a buoyant Lucas Auer took the chequered flag as the winner of the race. Felix Rosenqvist and Antonio Giovinazzi (Jagonya Ayam with Carlin) safely brought their fourth and fifth place home while Max Verstappen crossed the finish line in sixth place from European Champion Esteban Ocon. Sean Galeal (Jagonya Ayam with Carlin), Edward Jones (Carlin) and Dennis van de Laar (Prema Powerteam) rounded out the top ten in the final race of the FIA Fórmula 3 European Championship season.


Lucas Auer (Mücke Motorsport): “This was a beautiful race. I wanted first place at all cost and I managed to get it. The overtaking move on Tom Blomqvist wasn’t so difficult, but I also had the impression that he wasn’t too aggressive because he had the drivers’ standings in mind, too. Soon after I had overtaken Tom, my car got stuck in third gear once again, but this time, it wasn’t a big problem. Concluding the season with a victory and thus showing our potential is great”.

Jordan King (Carlin): “My start was good and the first lap was very positive, too, because I was able to overtake Felix Rosenqvist. At the end of the race, I was also able to benefit from a mistake by Tom Blomqvist and take second place. I am happy with this end to my season”.

Tom Blomqvist (Jagonya Ayam with Carlin): “Lucas Auer managed to overtake me on the opening lap with a good move. Generally, our pace wasn’t as good as yesterday and therefore, there was nothing I could do against Lucas’s attack. On the penultimate lap, I made a mistake and Jordan benefited from it. I am very happy with my second place in the drivers’ standings and second place for my team Jagonya Ayam with Carlin in the teams’ championship”.

Photos: FIA F3 Euro Series 

DTM: A clean sweep of the podium for Audi in the DTM finale.


Hockenheim. With an overwhelming victory for Audi, the 2014 DTM season came to an end. The brand from Ingolstadt had a clean sweep of the first three places in the season finale at Hockenheim and secured the manufacturers’ title in the most popular international touring car series. Victory in the race went to Mattias Ekström, who concludes the season as the runner-up in the drivers’ standings. “Winning the race in front of such a great crowd is fantastic. After such an eventful year, bowing out of the season with a success is a good feeling. Over the year, we had many ups and downs. Today, once again, it was hard, but fair. That is simply a part of the DTM,” the Swede said after his second consecutive victory. Mike Rockenfeller and Jamie Green rounded out the podium after finishing second and third respectively. In total, 155,000 spectators attended the tenth race weekend of the year.

In the closing stages of the race, Paul Di Resta (Mercedes-Benz) and Marco Wittmann had a thrilling duel for fourth place. Eventually, Di Resta prevailed with his DTM Mercedes AMG C-Coupé and finished ahead of the German. “Initially, I had a difficult start and lost some positions as a result. I would have loved to catch Jamie Green for a podium finish as well, but fourth place is quite good, too. Thanks to my team members, who really have done an incredible job,” a happy Di Resta said.


Marco Wittmann had already secured himself the championship title in the Lausitzring round. After a successful season, the German had a rather patchy final race meeting. Fifth place for the BMW driver in the season finale at Hockenheim was the result of a race with plenty of progress for the BMW driver. After a disappointing qualifying, the German only started 13th into the race. “I reckon I got the maximum out of it. My starting grid position for this race wasn’t the best. In the DTM, things are so close that it is difficult to make progress. As a result, I can be all the more happy with my fifth place,” the four times’ race winner looks back upon the season.

Timo Scheider (Audi RS 5 DTM), Martin Tomczyk (BMW M4 DTM) und Robert Wickens (DTM Mercedes AMG C-Coupé) finished in sixth, seventh and eighth place respectively. Pole-sitter Miguel Molina crossed the finish line in ninth position. Immediately after the start, the Spaniard lost the lead to Mattias Ekström. In an attempt to claim back first place, Molina locked up under braking and dropped back significantly as a result. Pascal Wehrlein had even more bad luck: the Mercedes-Benz driver was on course for a podium finish until his tyre change. As race control judged his release after the pit stop to be unsafe, the youngster was given a drive-through penalty, after which all his hopes of scoring a top result were blown.


Dieter Gass, head of DTM, Audi: “I am not only happy with this 1-2-3, but especially with victory for Mattias Ekström. There was so much talk about the young guns this year, and then this old hand comes up and scores two wins in a row. We are very happy with the manufacturers’ title. However, as we are well aware that the drivers’ title get some more public awareness, we definitely want that one back again next year, too”.

Toto Wolff, head of Mercedes-Benz Motorsport: “Today, Audi has shown a top team result, we didn’t have a chance against them. We could have avoided the penalty for Pascal Wehrlein. This mistake happened to us in the heat of the moment. Even though we weren’t able to win a title this year, we still were able to give a hint of our potential in 2014. With our three victories, we don’t have to be ashamed”.

Jens Marquardt, BMW Motorsport Director: “In qualifying yesterday, not everything went perfectly. When starting from the midfield, you can’t expect to be all the way up front, in spite of good performances by our entire team in the race. Of course, I am really happy with the outcome of the season. We have won the drivers’ and teams’ titles. In the last three years, we have won six out of nine titles. That is not too bad for a DTM novice, which I think we still are”.

Photos: DTM

Hitech Racing flerta com vitória em Curitiba, mas vai ao pódio no Mercedes-Benz Challenge.


Diante de mais um desafio duplo correndo em casa na temporada 2014, a Hitech Racing teve um domingo (19 de outubro) de muito destaque no Mercedes-Benz Challenge, ficando muito perto da vitória com Lorenzo e Paulo Varassin, pai e filho. A dupla familiar fechou o fim de semana da sexta etapa do campeonato, em Curitiba, com o primeiro pódio na categoria voltada aos gentlemen-drivers, estourando o champanhe na comemoração pelo bom segundo lugar. Eduar Merhy Neto, a exemplo dos companheiros de equipe, também teve um grande desempenho no seletivo circuito paranaense, mas abandonou a prova quando lutava para ir ao top 3.

O resultado deste domingo coroa o bom trabalho realizado desde o começo das atividades de pista no fim de semana. Em todas as sessões, os dois CLA 45 AMG da Hitech Racing estiveram entre os três mais rápidos em Curitiba. Depois de duas dobradinhas nos treinos livres, Eduar Merhy Neto garantiu o segundo lugar do grid de largada, seguido pelo carro #37 de Paulo e Lorenzo Varassin. Ambos ficaram atrás somente do experiente Rodrigo Hanashiro, que faturou a pole position.


Na corrida, disputada no fim da manhã, Paulo Varassin fez uma boa largada e pulou para segundo, enquanto Eduar caiu para o quarto lugar. O experiente piloto, que volta ao automobilismo depois de mais de 20 anos longe do esporte, imprimiu um forte ritmo e pressionou o terceiro colocado, mas seu carro sofreu uma avaria durante a disputa com um adversário, acarretando um dano no radiador do óleo. Pouco depois do seu pit stop obrigatório, o problema no carro fez Merhy Neto rodar na Curva da Vitória, forçando o piloto a abandonar uma prova em que poderia chegar ao pódio. Por outro lado, Paulo andou sempre muito próximo a Hanashiro, e mesmo depois do pit stop, quando entregou a condução do carro para Lorenzo Varassin, o ritmo pouco se alterou. Contudo, coube a Rodrigo a conquista da prova em Curitiba.

Na classificação do campeonato, Lorenzo e Paulo Varassin ocupam a terceira colocação da CLA AMG Cup, com 63 pontos, enquanto o líder, Claudio Dahruj, soma 78. Eduar Merhy Neto tem 38 e é o nono colocado. O próximo desafio da Hitech Racing no Mercedes-Benz Challenge será em menos de um mês, quando a categoria se reunirá para a sétima e penúltima etapa da temporada, que será realizada no dia 15 de novembro no circuito de rua de Salvador, no mesmo fim de semana da Stock Car.


F3 Brasil: O domingo não foi como o esperado para a Hitech Racing na corrida que fechou a sétima e penúltima etapa da temporada. Matheus Iorio, que no sábado foi ao pódio como terceiro colocado na classe Light, e Bruno Etman, enfrentaram uma jornada difícil e ficaram longe do top 3 em Curitiba. Os pilotos chegaram aos pontos: Etman foi o quarto colocado na categoria A e Iorio foi o quinto na Light. Ambos ainda nutrem esperanças e reúnem chances matemáticas de chegar ao vice-campeonato nas suas respectivas classes. A última etapa do campeonato será disputada entre 22 e 23 de novembro, em Goiânia.


Rodrigo Contin:

“Nosso resultado no Mercedes-Benz Challenge foi muito bom. Andamos durante todo o fim de semana entre os ponteiros, e hoje a performance se confirmou durante a corrida. Infelizmente, o Eduar acabou rodando e não completou a prova, do contrário muito provavelmente teríamos nossos dois carros no pódio. Hoje foi a vez do Paulo e do Lorenzo Varassin comemorarem, e por ser em Curitiba, que é nossa casa, é ainda mais especial. Quanto à F3, o dia não foi como a gente esperava, mas conseguimos pontuar tanto com o Bruno quanto com o Matheus, de modo que ainda temos chances de chegar ao vice-campeonato dos pilotos tanto na categoria A quanto na Light e é por isso que vamos lutar na etapa de Goiânia”.

Fotos: Bruno Terena/Vicar e José Mário Dias

F3 Brasil: Matheus Iorio tem dia difícil em Curitiba, mas completa corrida em 5º lugar na Light.


A sétima e penúltima etapa da temporada 2014 da F3 Brasil teve seu desfecho neste domingo (19 de outubro) com a realização da segunda corrida da rodada dupla em Curitiba. Para Matheus Iorio, o dia foi de muitas dificuldades durante toda a corrida, mas suas esperanças em conquistar o vice-campeonato na classe Light ainda seguem bem vivas. Na prova de hoje, o piloto da Hitech Racing encarou imprevistos; entretanto, conseguiu salvar alguns pontos ao terminar em quinto lugar na sua categoria.

Posicionado em sétimo no grid de largada na classificação geral, sendo o terceiro na Light, Iorio enfrentou uma falha no freio do Dallara F301 #34 nas primeiras curvas e passou reto, danificando a asa dianteira. O paulista de 17 anos conseguiu voltar a disputa e marcou tempos bem competitivos considerando o problema de equilíbrio do seu carro. Contudo, percebendo que a situação poderia ficar perigosa, a equipe o chamou aos boxes para trocar o aerofólio. Matheus ainda conseguiu voltar à prova e marcou cinco pontos ao terminar em quinto lugar.


Com o resultado deste domingo, Iorio soma 84 pontos, mesmo número de Victor Miranda. Na luta pelo vice-campeonato, Matheus chegou aos 100 pontos hoje. Matematicamente com chances de terminar a temporada em segundo, o piloto da Hitech Racing está focado em fazer uma grande etapa em Goiânia, palco da rodada dupla final da temporada, entre 22 e 23 de novembro. Durante testes realizados no circuito no início de outubro, Iorio teve bom desempenho e por isso confia em faturar bons resultados no término do campeonato.

Mas antes de voltar seu foco para Goiânia, Matheus Iorio se prepara para disputar a grande final da Seletiva de Kart Petrobras, que distribui a maior premiação do kartismo brasileiro, com R$ 60 mil para o vencedor. A etapa será realizada entre 28 e 29 de outubro no kartódromo de Guaratinguetá, interior de São Paulo.


Matheus Iorio:

“Hoje foi um dia bem difícil para nós. Logo na primeira volta, enfrentei um problema no freio do meu carro e passei reto numa curva, o que danificou a asa dianteira, e isso deixou nossa corrida muito complicada. Mesmo assim, até que estava rápido em relação aos outros pilotos, mas tive de trocar a asa porque estava começando a ficar perigoso. De qualquer forma, conseguimos salvar alguns pontos. Ainda temos possibilidade de lutar pelo vice-campeonato da Light, e é por isso que vamos trabalhar rumo à etapa de Goiânia para fechar essa nossa primeira temporada de forma positiva”.

Fotos: José Mário Dias e Fabio Oliveira/radicalmotors - Fonte: Eversports

Lukas Moraes fecha etapa de Curitiba com novo pódio e fica perto do vice-campeonato na F3 Brasil.


Lukas Moraes viveu uma das etapas mais difíceis da temporada neste fim de semana, quando foi realizada a rodada dupla de Curitiba, a penúltima da F3 Brasil em 2014. Entretanto, o paulista de 18 anos conseguiu bons resultados mesmo correndo sem o acerto ideal no seu carro #11 e cumpriu com o objetivo traçado para esta jornada em solo paranaense. Depois de faturar um pódio na corrida de sábado, o piloto da Prop Car Racing repetiu o resultado na tarde deste domingo (19 de outubro), quando completou a prova em terceiro lugar na categoria A. Com a pontuação obtida hoje, Lukas agora abriu 11 pontos de vantagem para o argentino Bruno Etman na vice-liderança do campeonato, faltando apenas a etapa de Goiânia para o desfecho da temporada.

A corrida começou de forma favorável para Lukas, que saiu de terceiro para segundo logo na primeira volta. No entanto, o piloto teve um ritmo aquém do esperado no início, caindo para quarto lugar na categoria A. Na volta 18, Moraes conseguiu recuperar uma colocação e voltou ao top 3. O paulista lidou com as dificuldades e conseguiu controlar a vantagem para Etman durante a prova para cruzar a linha de chegada em terceiro lugar, faturando mais 9 pontos para o campeonato, contra 7 do argentino.


Na soma dos resultados do campeonato com a rodada dupla deste domingo, agora Lukas tem 107 pontos, contra 96 de Etman, situação que deixa o piloto da Prop Car Racing muito próximo de faturar o vice-campeonato da F3 Brasil na categoria A. A etapa final da temporada 2014 será disputada em pouco mais de um mês, entre 22 e 23 de novembro, no Autódromo de Goiânia, onde Moraes já apresentou forte desempenhos nos treinos coletivos realizados no início do mês.


Lukas Moraes:

“Terminar em terceiro novamente hoje não era o melhor resultado por nós. Infelizmente nós sofremos muito em Curitiba, desde a primeira etapa aqui não tivemos o acerto ideal. Então foi um fim de semana um tanto difícil pensando por esse lado. Mas de qualquer forma, o mais importante de tudo é que conseguimos abrir mais quatro pontos de vantagem para o Bruno Etman na vice-liderança do campeonato, e agora vamos para Goiânia com o objetivo de consolidar essa vantagem na primeira corrida e fechar a temporada de forma tranquila”.

Fotos: Marcus Cicarello/Hyset - Fonte: Eversports

DTM: Acertado novamente por adversário, Augusto Farfus lamenta desfecho frustrante de temporada.


Hockenheim recebeu neste domingo (19 de outubro) a última etapa da 30ª temporada da história do DTM, o Campeonato Alemão de Turismo. Em meio a uma grande festa por parte dos torcedores que encheram as arquibancadas do clássico circuito alemão, Augusto Farfus lamentou por fechar seu ano na categoria de forma frustrante. Assim como aconteceu há duas semanas, quando teve de abandonar a etapa de Zandvoort depois de ter sido acertado por outro piloto, o brasileiro do BMW Team RBM viu pelos ares sua chance de pontuar na despedida do campeonato ao ser abalroado pela Mercedes de Robert Wickens. A direção de prova avaliou a atitude do canadense como antidesportiva e o puniu com o acréscimo de 30s no seu tempo total de corrida, o que, para o dono do carro #3, não ameniza o estrago causado hoje.

Farfus abriu a corrida confiante em conquistar um bom resultado para ajudar a BMW na luta contra a Audi pelo título dos construtores. O curitibano de 31 anos largou com pneus macios, fato que mais adiante provou não ter sido a melhor escolha. Mesmo depois de impor um bom ritmo de prova, Augusto não conseguiu fazer valer a melhor performance dos compostos mais rápidos fornecidos pela Hankook.

Na 19ª volta, o brasileiro fez seu pit stop obrigatório e equipou sua BMW M4 DTM com pneus duros. Após a parada, Farfus voltou em sexto, que virou quarto após outros pilotos que estavam à sua frente também irem aos boxes. No entanto, muitos concorrentes do vice-campeão da temporada passada vinham com pneus macios, mais rápidos, e colocaram em xeque sua boa colocação na prova.

Daí por diante, o desempenho de quem usava pneus macios começou a aparecer. Nas últimas voltas, Augusto foi ultrapassado por Mattias Ekström, Mike Rockenfeller, Marco Wittmann e Paul di Resta. Em seguida, o safety car entrou na pista devido a um acidente com Daniel Juncadella e juntou todos os pilotos. Na relargada, Farfus caiu para oitavo e buscava sustentar sua posição entre os dez primeiros quando foi acertado por Wickens e perdeu a chance de pontuar em Hockenheim. Na classificação final, o brasileiro cruzou a linha de chegada em 17º.


A vitória em Hockenheim ficou com Ekström, em dia de domínio da Audi, que comemorou o título dos construtores com 409 pontos, contra 379 da BMW e 222 da Mercedes. Augusto Farfus terminou o campeonato em 13º lugar ,com 39 pontos somados.

Augusto Farfus:

“É muito frustrante terminar a temporada assim. Do mesmo jeito que aconteceu em Zandvoort, fui acertado por outro carro da Mercedes, do Robert Wickens, que me tirou da prova. O resultado não teria sido o ideal, mas acabei perdendo um oitavo lugar que estava praticamente garantido devido a essa atitude antidesportiva. Quanto à corrida, os pilotos que largaram com pneus macios não tiveram o mesmo desempenho de quem iniciou a prova com compostos duros, e isso se reflete na classificação final da corrida, então a estratégia não deu certo. No fim das contas, não foi um ano de sorte, nossa temporada foi abaixo do esperado, mas isso faz parte do esporte e serve para nos fazer mais fortes e focar ainda mais no futuro”.

World Series by Renault: Na última corrida do ano, Pietro Fantin repete melhor volta e fecha em 6º.


Pietro Fantin terminou sua segunda temporada como piloto da Fórmula Renault 3.5, principal categoria da World Series by Renault, com um bom resultado. A etapa final de 2014, realizada neste fim de semana no circuito de Jerez, se encerrou neste domingo (19 de outubro) com o curitibano de 22 anos fazendo a melhor volta nas duas corridas da rodada, além de terminar a prova derradeira do calendário em sexto lugar. Para o piloto da International Draco Racing, a colocação obtida na disputa final do campeonato é um alento depois de um ano complicado.

Em Jerez, Pietro sabia que o desempenho em classificação seria fundamental. Depois de obter um bom desempenho nos treinos livres de sexta-feira, o jovem paranaense fez ótima tomada de tempos na manhã de sábado e obteve o quarto lugar do grid. Contudo, uma pane elétrica antes da volta de apresentação encerrou suas chances de faturar um bom resultado, restando o consolo de o piloto ter realizado a melhor volta da prova. Mas neste domingo, o desfecho foi bem diferente para Fantin.


Assim como no sábado, o brasileiro fez um bom treino classificatório e obteve o sétimo lugar no grid na corrida final, neste domingo. Na largada, Pietro não conseguiu tracionar bem e perdeu algumas posições, mas se manteve no top 10, em nono. O piloto fez seu pit-stop obrigatório na sexta volta, e a Draco realizou um belo trabalho durante a troca, o que proporcionou a Fantin recuperar boas colocações. Após 26 voltas, Fantin superou a má sorte que tanto o atormentou ao longo do ano para cruzar a linha de chegada em sexto. Repetindo o que aconteceu no sábado, o brasileiro fez a melhor volta da corrida ao anotar 1:31s927. A vitória neste domingo coube ao britânico Oliver Rowland.

Com os resultados deste fim de semana, Fantin fechou o campeonato em 15º lugar, com 34 pontos marcados. Mesmo depois de uma temporada tão intensa, o piloto não terá descanso. Entre terça e quarta-feira, Pietro participará de uma sessão de treinos coletivos com a International Draco Racing, novamente no circuito de Jerez.


Pietro Fantin:

“Foi uma boa forma de terminar a temporada. Assim como aconteceu ontem, hoje novamente fizemos a melhor volta da corrida, e isso prova o quanto nosso ritmo foi bom aqui em Jerez. Nossa equipe fez um belo trabalho no pit-stop, e isso nos ajudou a ganhar algumas posições. No fim das contas, fico feliz com o resultado de hoje, mas não satisfeito pela temporada em si porque sei que podemos melhorar e evoluir, temos margem para crescer. Fechar o ano assim me deixa confiante sobre o que podemos fazer em 2015”.

Fórmula Renault 3.5, Jerez, corrida 2, final (26 voltas):

1 - Oliver Rowland, Fortec Motorsports, 42:02s126
2 - Nicholas Latifi, Tech 1 Racing, +7.703
3 - William Buller, Arden Motorsport, +15.879
4 - Pierre Gasly, Arden Motorsport, +16.608
5 - Sergey Sirotkin, Fortec Motorsports, +18.752
6 - Pietro Fantin, International Draco Racing, +21.269
7 - Oscar Tunjo, Pons Racing, +21.730
8 - Mathieu Maxiviere, Lotus, +22.349
9 - Marlon Stockinger, Lotus, +22.751
10 Norman Nato, Dams, +24.573
11 Carlos Sainz Jr., Dams, +25.243
12 Beitske Visser, AVF, +28.250
13 Will Stevens, Strakka Racing, +29.809
14 Zoel Amberg, AVF, +30.363
15 Meindert Van Buuren, Pons Racing, +31.146

Fotos: Paolo Pellegrini - Fonte: Eversports

domingo, 19 de outubro de 2014

Hitech Racing comemora pódio na F3 Brasil e top 3 na classificação do Mercedes-Benz Challenge.


Correndo em casa, a Hitech Racing viveu um dia bastante positivo neste sábado (18 de outubro) no Autódromo Internacional de Curitiba. O seletivo circuito paranaense é palco da sétima rodada dupla da F3 Brasil e da sexta etapa do Mercedes-Benz Challenge. Nas duas competições, a escuderia chefiada por Rodrigo Contin se destacou. Na principal categoria de monopostos do automobilismo nacional, Matheus Iorio fechou em terceiro e conseguiu mais um pódio na classe Light. Já no Mercedes-Benz Challenge, os dois carros da equipe mostraram grande potencial e fizeram 1-2 nos dois treinos livres. Na classificação, Eduar Merhy Neto garantiu um lugar na primeira fila, seguido pelo carro pilotado por Lorenzo e Paulo Varassin.


Depois de uma boa performance dos dois carros durante testes realizados recentemente, o ritmo exibido pelos dois CLA 45 AMG da Hitech nos dois treinos livres, com duas dobradinhas, comprovou que a equipe paranaense está no rumo certo. Na classificação, faltou pouco para a pole-position. Rodrigo Contin avaliou o resultado como promissor. Com os dois carros bem competitivos, o engenheiro acredita ser mais que possível para a equipe conquistar sua primeira vitória em seu ano de estreia em categorias de turismo.


Na F3 Brasil, o dia foi igualmente intenso, com um treino livre, a classificação e a corrida, realizada também nesta tarde. Com Bruno Etman na categoria principal e Matheus Iorio guiando o carro da Light, a escuderia de Pinhais tem como objetivo retomar a vice-liderança nas duas classes. O dia acabou sendo mais positivo para Iorio, que após largar em quarto, subiu ao pódio em terceiro lugar na categoria Light. O argentino largou na terceira posição e completou a prova em quarto lugar.


Para o domingo, a expectativa de Rodrigo Contin é voltar ao pódio na F3 Brasil, mas nas duas categorias. A prova que fecha a rodada dupla terá largada prevista para 12h45. Já a sexta etapa do Mercedes-Benz Challenge está marcada para 11h e terá transmissão ao vivo pelo canal por assinatura Band Sports.


Rodrigo Contin:

“Tivemos um dia muito bom hoje. No Mercedes-Benz Challenge, conseguimos tempos competitivos com nossos dois carros, tanto com o Eduar quanto com o Paulo e o Lorenzo Varassin, que estão de parabéns. Não conseguimos a pole por circunstâncias, batemos na trave, mas temos tudo para conquistar nosso melhor resultado amanhã. Tudo isso mostra o quanto nossa equipe está evoluindo, e fazer isso aqui em nossa pista de casa é ainda mais positivo. Na F3, tivemos um bom começo, chegamos a estar bem competitivos na prova, mas infelizmente o Bruno perdeu um pouco de performance e terminou em quarto, enquanto o Matheus conseguiu um pódio na Light, um resultado bastante positivo e voltando à luta pela vice-liderança. Então agora vamos trabalhar para fechar de forma nosso fim de semana em Curitiba”.

Fotos: José Mário Dias - Fonte: Eversports