quarta-feira, 31 de julho de 2013

Após pódio no Brasileiro de Kart, Rafael Câmara defende liderança da Copa São Paulo.


Menos de um mês depois de ter feito parte de uma disputa histórica pelo título do Campeonato Brasileiro de Kart na categoria Mirim, Rafael Câmara está de volta às pistas. Após um merecido descanso, o pernambucano de oito anos retorna ao combate para defender, neste sábado (3), a liderança da Copa São Paulo de Kart. Para isso, o piloto vai participar da sexta etapa da competição, que será realizada no Kartódromo da Granja Viana, em Cotia, região metropolitana de São Paulo.

Câmara vem sendo um dos destaques da temporada na categoria Mirim. Além de liderar a Copa São Paulo de Kart e também a Copa SP Light, o piloto da Sabiá Racing alcançou o segundo lugar no Brasileiro de Kart, disputado no começo do mês em Serra, no Espírito Santo. Depois do bom desempenho em terras capixabas, Rafael volta com tudo seu foco para a segunda metade dos dois campeonatos estaduais que disputa com regularidade em busca de títulos.

Na Copa São Paulo da Granja Viana, Câmara tem uma boa vantagem em relação ao segundo colocado. O pernambucano soma 215 pontos após cinco etapas, contra 185 do seu principal adversário na briga pelo título. Por conta disso, Rafael segue cada vez mais motivado e acredita que novamente terá condições de brigar pelas posições de topo nesta rodada dupla e manter o forte aproveitamento. Em dez corridas disputadas até o momento, o piloto venceu sete delas. O objetivo é manter a boa fase neste início de agosto.


Como de costume, a categoria Mirim correrá junto da Cadete, mas terá pódio e pontuação distintos. A tomada de tempos, com duração de seis minutos, está marcada para 13:35, enquanto a primeira corrida tem início às 14:15 e a segunda, às 15:05. Ambas as provas terão duração de 17 minutos. (Todos os horários são pelo fuso de Brasília).

Rafael Câmara:

“Depois de um bom resultado no Brasileiro, queremos manter a boa fase e a liderança na Granja Viana. Estou ansioso para participar de mais uma etapa da Copa São Paulo e vou brigar para continuar bem e lutar pelas duas vitórias no sábado”.

Fotos Jackson de Souza - Fonte Eversports

terça-feira, 30 de julho de 2013

Fórmula 4: Após começo difícil, Gustavo Lima se recupera e completa etapa de Brands Hatch em 7º.


Gustavo Lima viveu um fim de semana de muito aprendizado em Brands Hatch, tradicional circuito britânico que abrigou a quinta etapa da temporada 2013 da Fórmula 4. O brasiliense de 16 anos enfrentou algumas dificuldades, sobretudo no sábado, quando não conseguiu tirar o melhor rendimento do seu carro #20 no chamado ‘Grand Prix Circuit’. No último domingo (28), porém, o piloto da HHC Motorsports evoluiu e fechou a rodada tripla com um sétimo lugar, somando 14 pontos para a classificação do campeonato.

As atividades de pista em Brands Hatch no último fim de semana começaram na sexta-feira, com a execução dos primeiros treinos livres. A organização da Fórmula 4 determinou que o ‘Indy Circuit’, onde a categoria correu em maio, seria o traçado percorrido pelos pilotos para as avaliações iniciais. Desta forma, por conhecer o circuito, Gustavo apresentou bom rendimento.

No sábado, já no ‘Grand Prix Circuit’, os pilotos tiveram apenas 20 minutos de treinos para adaptação ao traçado de 4.206 metros antes da tomada de tempos, e Gustavo não conseguiu encontrar o melhor ritmo de classificação, conquistando o 18º lugar no grid de largada da primeira corrida do fim de semana. Isso acabou jogando contra o brasileiro, já que o circuito não oferece muitos pontos de ultrapassagem. Mesmo tendo feito boa largada, Lima teve uma jornada complicada e acabou ficando preso no tráfego, cruzando a linha de chegada em 16º.


A performance na primeira prova do fim de semana influiu diretamente na segunda. Isso porque o resultado da disputa inicial no sábado serviu para definir o grid de largada da corrida 2 em Brands Hatch, na manhã de domingo. Desta forma, Lima abriu a disputa em 16º. Ciente das dificuldades por conta do travado circuito britânico, o brasileiro optou por uma tática ousada e partiu dos boxes para ter pista livre e buscar uma boa volta. O que acabou dando certo, mesmo que o resultado na corrida não tenha sido positivo.

A tarde de domingo acabou por ser mais produtiva para Lima. Por ter feito a nona melhor volta no combinado das duas corridas, Gustavo partiu desta posição no grid de largada da última prova do fim de semana. O piloto da HHC Motorsports apresentou um forte ritmo e conseguiu realizar ultrapassagens importantes a primeira delas sobre Pietro Fittipaldi, para terminar em sétimo lugar após andar no mesmo ritmo dos ponteiros.

Agora a Fórmula 4 faz uma pausa de três semanas antes de realizar a sexta etapa. Entre 16 e 18 de agosto, o tradicional circuito de Silverstone será o palco da antepenúltima rodada tripla da temporada 2013.


Gustavo Lima:

“Não foi o resultado esperado, mas a pista é bem técnica e tivemos pouco tempo de treino no Grand Prix Circuit. Sacrificamos a corrida 2 para tentar fazer uma melhor volta e isso foi o ponto chave para o resultado da terceira corrida. Conseguimos evoluir no fim de semana, e nosso ritmo era muito bom no final. Para a próxima etapa em Silverstone, vou trabalhar para estar bem desde o começo, pois isso vai influenciar muito nos meus resultados”.

Resultado da 3ª corrida em Brands Hatch (Top 10)

1 - Jake Hughes, Lanan Racing - 14 voltas
2 - Diego Menchaca, Mark Godwin Racing - a 1s910
3 - Matty Graham, Sean Walkinshaw Racing - a 3s112
4 - Seb Morris, Hillspeed - a 5s247
5 - James Fletcher, Team KBS - a 5s704
6 - Jack Barlow, Sean Walkinshaw Racing - a 6s214
7 - Gustavo Lima, HHC Motorsports - a 6s848
8 - Luke Williams, Chris Dittmann Racing - a 21s646
9 - James Greenway, Privateera - a 21s899
10 Raoul Hyman, HHC Motorsport - a 22s336
Fotos Jakob Ebrey

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Seven Bank Cup - Rod 2 YZ Mizunami


Neste domingo (28), foi realizado a segunda etapa do campeonato de drift Seven Bank Cup, a prova aconteceu na cidade de Mizunami, província de Gifu-ken, no YZ Circuit Higashi, o evento promovido pela Nanbei Drift e pela Project Events contou com a presença de um grande número de pilotos brasileiros e japoneses.

O torneiro que terá mais duas etapas no decorrer no ano, foi novamente muito bem organizado e o nível dos pilotos semi-profissionais vêm evoluindo consideravelmente nos últimos anos. Há alguns pilotos brasileiros que têm condições técnicas de subir de categoria indo profissionalizar na D1. Como juízes do torneiro compareceram os pilotos da (D1 GP): Teramachi Kunihiko, Tezuka Tsuyoshi, Shinmi Rie (D1 Ladies League). A locução ficou por conta da piloto Ishikawa Saori (Ringo chan), que compete na D1 Street Legal e Ladies League.

A próxima etapa acontecerá no dia 22 de setembro no Suzuka Twin Circuit. Confira a galeria de fotos da etapa de Mizunami:  

Fórmula Renault Alps: Incidente tira Bruno Bonifácio da corrida 2 em Misano enquanto liderava.


O fim de semana da quinta etapa da temporada 2013 da Fórmula Renault Alps foi de extremos para Bruno Bonifácio em Misano. Depois de um sábado praticamente perfeito, quando conquistou a pole-position para as duas corridas da rodada e venceu de ponta a ponta a primeira corrida, o domingo (28) reservou um revés inesperado. Isso porque, logo na segunda volta da disputa no tradicional circuito às margens do Mar Adriático, um incidente envolvendo o brasileiro da Prema Powerteam e seu companheiro de equipe, Antonio Fuoco, fez com que Bruno ficasse de fora da peleja e perdesse assim a chance de diminuir ainda mais a diferença em relação ao piloto italiano.

O incidente envolvendo Bonifácio e Fuoco acabou resultando em um grande prejuízo ao brasileiro, que liderava a disputa no momento da batida. A categoria culpou Bruno pelo ocorrido e o puniu com a perda de cinco posições no grid de largada para a primeira das duas corridas da etapa de Mugello, a próxima do campeonato. Restando apenas quatro provas para o fim da temporada, o paulista de 18 anos continua na vice-liderança da temporada e tem 21 pontos de desvantagem para Antonio, que também ficou com seu carro avariado e não completou a prova.

A vitória acabou ficando com outro piloto da Prema Powerteam, Luca Ghiotto. O pódio em Misano foi completado pelo russo Egor Orudzhev e pelo suíço Kevin Joerg. Com o resultado deste domingo, Fuoco segue com 159 pontos, contra 138 de Bonifácio. Ghiotto reúne chances apenas matemáticas de título, já que soma 110.


O calendário da Fórmula Renault Alps terá agora uma pausa de pouco mais de um mês. A penúltima etapa da temporada será disputada entre 7 e 8 de setembro no veloz circuito de Mugello, na Itália. Este é o primeiro compromisso de Bonifácio nas pistas após as férias no verão europeu. Uma semana depois, o brasileiro viaja à Hungria para disputar a quinta etapa da divisão Eurocup, no circuito de Hungaroring.

Bruno Bonifácio:

“Foi complicado. Na minha opinião, o Antonio fez uma manobra um pouco perigosa, um pouco agressiva demais, levando em consideração que era o começo da corrida, e isso acabou prejudicando a corrida dos dois. Mas faz parte. São coisas que acontecem nas corridas e nem sempre nós levamos a melhor, e hoje acabamos por levar a pior. O campeonato ainda tem duas etapas, quatro provas, e não vamos tirar o pé, vamos pra cima até o fim, sempre acelerando forte, já que ainda tem chão pela frente e tudo é possível”.

Sobre pausa no verão europeu

“Essa pausa vai ser muito boa para todo mundo descansar depois de uma primeira parte de temporada bem forte, competitiva e bastante apertada. Então vai ser bacana. Vamos voltar com 100% de força, vamos voltar com tudo!”

domingo, 28 de julho de 2013

Hamilton vence o GP da Hungria.


Lewis Hamilton conquistou neste domingo (28), sua primeira vitória pela equipe Mercedes, o inglês conseguiu superar seus principais adversários na prova e subiu no lugar mais alto do pódio em Budapeste. O time alemão não era apontado como favorito nem para a pole, quanto menos pela vitória, mas a estratégia de Hamilton foi acertada, soube abrir vantagem no início da corrida e com um ritmo forte fez por merecer o triunfo.

Kimi Raikkonen conseguiu superar a pressão de Sebastian Vettel, fez um pit stop a menos e chegou em segundo, o alemão teve que se contentar com a terceira colocação. Mark Webber que teve problemas com o KERS durante a sessão de classificação, largou em décimo e terminou a prova em quarto, ótimo resultado, poderia ser melhor se tivesse largado entre os primeiros do grid.


Fernando Alonso não teve como brigar pela vitória e muito menos pelo pódio, o final de semana para a Ferrari ficou abaixo das expectativas, o espanhol foi apenas o quinto, seguido de perto por Romain Grosjean, que mais uma vez foi punido pela direção de prova com um drive-through, o francês na tentativa de ultrapassar Felipe Massa, colocou as quatro rodas fora dos limites do traçado, mas ainda saiu com o sexto lugar.

O top 10 é completado por Jenson Button, com uma McLaren ainda com problemas aerodinâmicos e falta de velocidade, Felipe Massa, Sergio Perez e Pastor Maldonado. Nico Rosberg poderia ter terminado na oitava posição, se não tivesse sofrido uma falha de motor no final da corrida. Confira o resultado final do GP da Hungria:  


Fórmula Renault Alps: Bruno Bonifácio coroa sábado perfeito com vitória ‘na raça’ em Misano.


Brasileiro da Prema Powerteam resistiu praticamente do começo ao fim à pressão de Antonio Fuoco, seu companheiro de equipe, para triunfar na primeira das duas baterias deste fim de semana, acirrando ainda mais a briga pelo título. Duas pole-positions e uma vitória após liderar de ponta a ponta. Este é o balanço do sábado (27) para Bruno Bonifácio no Misano World Circuit, palco da quinta etapa da temporada 2013 da Fórmula Renault Alps. O brasileiro da Prema Powerteam teve um dia perfeito no tradicional autódromo italiano e conseguiu se aproximar do líder do campeonato.

Engana-se, porém, quem imagina que a vida de Bruno foi fácil neste sábado. É verdade que seu desempenho neste fim de semana foi de muito destaque, a começar pela sexta-feira, quando os treinos livres foram realizados. Bonifácio terminou em quinto na primeira sessão e liderou as outras duas práticas, tornando-se assim um dos favoritos à pole neste sábado.

Então veio a classificação nesta manhã, e Bruno não deu chances aos rivais ao garantir a pole-position com autoridade. Como se não bastasse, o paulista de 18 anos também assegurou a segunda melhor volta da classificação, faturando assim a posição de honra no grid de largada da corrida de domingo, elevando para seis o número de poles na temporada, sendo assim o líder da estatística na categoria em 2013. A manhã não poderia ter sido mais ensolarada para Bonifácio, mas ainda restava a tarde para completar o dia no circuito Marco Simoncelli.


Bonifácio fez uma largada limpa e, sem problemas, permaneceu na liderança, sempre seguido por Fuoco. No começo, o brasileiro conseguiu abrir uma vantagem razoável em relação ao companheiro de equipe. Mas não demorou muito para que o italiano pressionasse Bruno, que soube defender com destreza a liderança. Mesmo na quinta volta, quando ambos andaram lado a lado durante alguns trechos, os pilotos mantiveram uma disputa bastante leal, sempre com o paulista na frente.

Fuoco não esmoreceu e seguiu em busca do triunfo em Misano. Bonifácio conseguiu segurar a liderança, conteve a pressão do companheiro de equipe e finalizou o sábado de maneira perfeita ao vencer um duelo de tirar o fôlego no circuito italiano. Depois de uma corrida emocionante do começo ao fim das 17 voltas, Bruno comemorou no topo do pódio não só a vitória, mas também o fato de ter diminuído a vantagem em relação a Fuoco na disputa pelo título. Com os 25 pontos somados graças ao êxito de hoje, o brasileiro agora soma 138, contra 159 do ainda líder do certame.


Neste domingo, Bonifácio terá outra chance para se aproximar ainda mais do topo da tabela da Formula Renault Alps. O piloto do carro #33 larga na frente da prova complementar do fim de semana, com largada prevista para 8h50 (horário de Brasília). A corrida terá duração programada para 25 minutos e mais uma volta.

Bruno Bonifácio:

“O começo do fim de semana foi muito bom, e começar na frente sempre é positivo, mas não foi uma corrida fácil. Pelo nosso desempenho até então, não tivemos o ritmo de corrida esperado, e por isso tive que me defender bastante. Quando tem alguém te pressionando, eles querem te forçar ao erro e acredito que o mais importante para essa vitória foi não ter errado, além de ter largado na pole. Estou satisfeito com o resultado, porque é uma reafirmação do nosso potencial, de que estamos competitivos, mas com certeza vamos trabalhar muito para tirar o melhor do carro e repetir isso amanhã. Nosso objetivo era vir aqui e conquistar as duas poles e as duas vitórias, e por enquanto estamos alcançando nossas metas para continuar na briga pelo campeonato”.

Fotos Prema Powerteam 

sábado, 27 de julho de 2013

Hamilton é pole para o GP da Hungria.


Lewis Hamilton vai começar amanhã na pole position pela 30ª vez em sua carreira, a quarta na temporada. O piloto da Mercedes superou o alemão Sebastian Vettel em sua última tentativa no treino de classificação, o francês Romain Grosjean, que andou sempre entre os primeiros colocados nos treinos livres, garantiu o terceiro lugar no grid para o Grande Prêmio da Hungria, décima etapa da temporada 2013 da Fórmula 1.

Em Budapeste com a previsão de temperaturas altas, a prova de Hamilton não será nada fácil, pois, RBR e Lotus em condições de corrida tem desempenho melhor, seu companheiro de equipe Nico Rosberg anotou o quarto tempo. A Ferrari conseguiu o quinto lugar no grid com Fernando Alonso, Kimi Raikkonen foi o sexto e o brasileiro Felipe Massa, o sétimo.

Lutando por uma vaga no próximo ano na RBR, o australiano Daniel Ricciardo confirmou a boa fase e largará na 8ª posição com a Toro Rosso. Sergio Perez e Mark Webber completaram o top 10, porém, o mexicano largará com os compostos médios optando por uma primeira parte da corrida um pouco mais longa, já Webber nem foi à pista no (Q3), porque novamente teve problemas com o KERS. O GP da Hungria acontece neste domingo (28), a partir das 21:00 horas, horário do Japão. Confira o grid de largada: 


sexta-feira, 26 de julho de 2013

Mini Vision Concept.


A Mini Cooper revelou nesta quinta-feira (25), seu novo carro conceito, trata-se do Mini Vision, o protótipo vêm equipado com um sistema de controle “Driving Experience”, que permite alterar todo o ambiente do carro por mudanças nas cores. A terceira geração do Cooper é esperada para ser lançada no Salão de Frankfurt, na Alemanha, em setembro deste ano.


O interior do Vision, possui um console central flutuante, e um monte de outros detalhes de design que você pode ver claramente a partir das imagens. Já a carroceria do Vision é feita com liga metálica leve, de resistência superior, mas maleável. A aerodinâmica foi melhorada e a assinatura do modelo continua a ser os faróis de LED em forma elíptica, entradas e saídas para o resfriamento dos freios dianteiros, espelhos laterais, fluxo de ar otimizado, e um spoiler traseiro aerodinamicamente funcional.


Aparentemente, esta chave “Driving Esperience” pode fazer um monte de truques com a cor da luz interior. Esta opção também pode alterar a aparência da tela circular central da marca. Ele pode colocá-lo no clássico, analógico, ou o modo 3D. Segundo o fabricante este modelo não deverá ser produzido comercialmente em curto prazo.


Fotos divulgação

Sebastian Vettel repete a dose e lidera o segundo treino livre na Hungria.


A Red Bull conseguiu colocar novamente seus dois pilotos no topo da tabela de tempos após a segunda sessão de treinos livres para o Grande Prêmio da Hungria. Como nesta manhã, em Budapeste, Sebastian Vettel superou seu companheiro Mark Webber, por apenas 0.044s. Lotus confirmou a boa performance nos treinos livres realizados no circuito de Hungaroring e ficou com o terceiro tempo, com o francês Romain Grosjean.

Ferrari melhorou em relação ao treino da manhã e colocou sua dupla de pilotos: Fernando Alonso e Felipe Massa, na 4ª e 5ª posição respectivamente. Ontem, Alonso já havia dito que precisa diminuir a diferença para o rival Vettel o quanto antes, nos treinos desta sexta-feira o espanhol sempre esteve por perto.

O top 10 é completado por Lewis Hamilton, Nico Rosberg, Kimi Raikkonen, Jenson Button e Adrian Sutil. O último treino livre antes da sessão de classificação acontece neste sábado (27), a partir das 18:00 horas, horário do Japão. Abaixo os melhores tempos do segundo treino livre na Hungria:


Red Bull domina o primeiro treino livre na Hungria.


A Red Bull fez a dobradinha no final da primeira sessão de treinos livres para o Grande Prêmio da Hungria, o líder do campeonato Sebastian Vettel cravou a melhor volta em 1:22s723, apenas dois décimos mais rápido que o companheiro Mark Webber. Kimi Raikkonen apareceu em terceiro, seguido de perto pelo espanhol Fernando Alonso e por Romain Grosjean com a outra Lotus.

O time austríaco é cotado como favorito para a prova em Budapeste, outra equipe que poderá surpreender é a Lotus, que colocou seus dois pilotos no pódio na corrida do ano passado vencida pelo inglês Lewis Hamilton, quando corria pela McLaren. A Mercedes ficou longe dos primeiros tempos, Nico Rosberg foi apenas o 8º e Hamilton o 13º.

Jenson Button ficou com o sexto tempo ao volante da McLaren que está melhorando em competitividade desde o início do mês, seu companheiro de equipe Sergio Perez, anotou o nono tempo. Pastor Maldonado fechou o top 10, com a Williams. O brasileiro Felipe Massa, ficou apenas 1,5 segundos atrás do tempo de Vettel, parece pouco, mas diferença lhe colocou em 15º. Segue abaixo os melhores tempos do 1º treino livre em Hungaroring: 

    

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Gustavo Lima volta a Brands Hatch para 5ª etapa da Fórmula 4 de olho no top-5.


Após uma pausa de 20 dias, a Fórmula 4 Inglesa retoma suas atividades neste fim de semana (27 e 28) em um dos palcos mais tradicionais do automobilismo britânico: o circuito de Brands Hatch. Ao contrário do que aconteceu em maio, quando a categoria correu no traçado curto, desta vez a etapa - a quinta da temporada - será realizada no traçado completo, conhecido como “Grand Prix Circuit”, com extensão de 4.206 metros.

Para Gustavo Lima, piloto da HHC Motorsport, esse será um novo desafio depois de ter subido ao pódio da categoria Shifter durante a primeira fase do 48º Campeonato Brasileiro de Kart, disputado em Serra (ES), há duas semanas. Agora, o brasiliense de 16 anos volta seu foco para a Fórmula 4 de olho em pontos, aprendizado e evolução. Em sua última etapa, disputada no circuito de Oulton Park, Gustavo completou as três corridas no top-10.


Ao todo, Lima terminou nove das 12 corridas do ano na zona de pontuação, mas o objetivo para Brands Hatch é crescer ainda mais e brigar por um lugar entre os cinco primeiros e, se possível, no pódio. Na etapa anterior da Fórmula 4 em Brands Hatch, disputada no chamado “Indy Circuit”, Lima terminou as respectivas corridas em 14º, nono e oitavo. Diferente do formato percorrido há dois meses, o “Grand Prix Circuit” oferece alguns pontos de ultrapassagem e, segundo o piloto, parece ser mais interessante. Além disso, a pista ainda reserva toda a imprevisibilidade climática, característica dos circuitos britânicos, fator que pode influenciar diretamente no desempenho dos pilotos ao longo do fim de semana.

Um dos principais objetivos de Gustavo na rodada será evoluir em ritmo de classificação para obter uma boa posição de largada, uma vez que as corridas da Fórmula 4 são muito curtas e têm 20 minutos de duração cada.


A programação em Brands Hatch compreende apenas uma sessão de treino livre no sábado, com 20 minutos de duração. Pouco depois, está prevista a realização da tomada de tempos que define a ordem de largada para a corrida 1, que acontece no mesmo dia. O resultado desta determina o grid de largada da corrida 2 (com a inversão dois oito primeiros colocados), no domingo. A prova 3 tem sua ordem de largada definida pela melhor volta no combinado das duas provas anteriores.

Gustavo Lima:

“Foi bom participar do Brasileiro de Kart porque me mantive em atividade fazendo algo que gosto tanto e é uma excelente forma de preparação física, mas agora o foco é novamente a F4. O traçado longo de Brands Hatch tem alguns pontos de ultrapassagens, ao contrário do curto, e isso parece ser muito interessante. Teremos pouco tempo de treino, por isso temos de aproveitar ao máximo para me adaptar à pista e trabalhar no acerto do carro. Nosso ritmo de corrida foi bem competitivo nas últimas etapas, então agora é muito importante melhorarmos na classificação, pois uma boa posição de largada pode fazer toda a diferença. Estamos evoluindo a cada etapa, e acredito que se fizermos uma boa tomada de tempos, poderemos brigar pelo top-5”.

Fotos Jakob Ebrey

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Bruno Bonifácio retoma luta pelo título e disputa etapa de Misano pela Fórmula Renault Alps.


Depois de um fim de semana frustrante correndo pela Fórmula Renault Eurocup no Red Bull Ring, na Áustria, Bruno Bonifácio terá uma chance de ouro para dar a volta por cima na temporada. O piloto da Prema Powerteam estará de volta ao cockpit do carro #33 a partir desta sexta-feira (26), em Misano, no circuito Marco Simoncelli, para a disputa da quinta etapa do campeonato da divisão Alps. Bruno está em boa posição na tabela de classificação, onde ocupa a vice-liderança do certame, reunindo condições reais de brigar pelo título.

Bonifácio já conhece o traçado de 4.226 m e 16 curvas por conta de sua participação na Fórmula Abarth na temporada passada. Em Misano, tradicional palco do automobilismo italiano e também do Mundial de Moto GP, o brasileiro conquistou dois pódios na rodada tripla em 2012, resultados que o credenciam como um dos fortes competidores deste fim de semana na pista, que está localizada às margens do Mar Adriático.


Desde já, Bruno trabalha duro nas instalações da equipe Prema Powerteam, na Itália, para obter informações importantes e conseguir extrair o máximo de rendimento do seu carro em Misano e reverter o revés do Red Bull Ring, onde abandonou as duas corridas. Mais do que nunca, trata-se de um processo de amadurecimento do piloto, que faz parte do grid de uma das principais categorias de base do automobilismo mundial.

A programação da quinta etapa da Fórmula Renault Alps em 2013 compreende três treinos livres de uma hora cada na sexta-feira. No sábado, o cronograma prevê a realização da sessão classificatória logo pela manhã, com a primeira prova do fim de semana sendo disputada no período da tarde. No domingo, a corrida complementar, cujo grid de largada será definido com base também na classificação do dia anterior, fecha a etapa de Misano.


Bruno Bonifácio:

“Ter uma corrida tão próxima é uma ótima chance para dar a volta por cima. Nunca andei lá de Fórmula Renault, apenas de Fórmula Abarth, então alguma coisinha certamente vai mudar, vamos ter de nos adaptar. É uma pista que não abre muito espaço para ultrapassagem, e desta forma, como sempre, a classificação vai ser o mais importante. A expectativa é muito boa. O objetivo real é extrair 100% do nosso potencial, algo que não foi alcançado na Áustria, mas acredito que agora poderemos ir muito bem, a ponto de brigarmos por boas posições no grid”.

Evolução na estreia pela Fórmula Renault

“Está sendo um amadurecimento gigantesco. Venho realizando experiências que jamais vivi. Nunca estive numa categoria tão grande assim, então estou feliz com o potencial e com a performance até agora, tanto na Eurocup e na Alps, brigando entre os cinco primeiros, mesmo sendo o nosso primeiro ano. Estamos sempre trabalhando para melhorar, mas podemos dizer que estamos contentes com o desempenho e com o amadurecimento. Evoluímos muito em relação ao começo do ano e seguimos subindo, degrau por degrau”.

Fotos Prema Powerteam 

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Após fim de semana difícil na Áustria, Bruno Bonifácio foca na etapa da Fórmula Renault Alps.


Bruno Bonifácio viveu um fim de semana difícil no Red Bull Ring, onde foi realizada a quarta etapa da temporada 2013 da Fórmula Renault Eurocup. O piloto da Prema Powerteam não conseguiu manter a sequência de corridas na zona de pontuação e ficou longe dos ponteiros nas duas provas na Áustria. Tanto no sábado quanto neste domingo (21), Bruno teve de abandonar por acidentes no pelotão intermediário, agora ele se prepara para correr em Misano na próxima semana pela Alps.

Na primeira das duas corridas em Spielberg, o paulista largou em 14º, conseguiu ganhar três posições e tinha ritmo competitivo no início, ficando perto da zona de pontuação. Mas na última das 18 voltas, quando estava em 11º, Bonifácio foi tocado pelo seu companheiro de equipe, Luca Ghiotto, e abandonou a peleja, perdendo a chance de pontuar, uma vez que Jack Aitken, nono colocado, não somou pontos para o campeonato porque correu sob a condição de piloto convidado.


O domingo foi ainda mais complicado para o brasileiro. Largando na 10ª fila, o piloto de 18 anos avançou algumas posições, mas não conseguiu evitar um acidente logo à sua frente na décima volta, encerrando ali sua participação neste fim de semana no Red Bull Ring.

Bruno terá em breve sua chance para dar a volta por cima. Já no próximo fim de semana, o piloto da Prema Powerteam volta à pista para a disputa da quinta etapa da temporada 2013 da Fórmula Renault Alps, que será realizada no circuito de Misano. Bonifácio ocupa a vice-liderança do certame e, faltando seis corridas para o desfecho do campeonato, tem boas chances de faturar o título.


Bruno Bonifácio:

“Tivemos algumas dificuldades aqui nesta etapa. Não conseguimos tirar o máximo do carro nas tomadas de tempos, e isso acaba comprometendo bastante. Ontem fiz boa largada, tínhamos ritmo competitivo, mas, na última volta, meu companheiro de equipe acabou batendo em mim. Tinha como objetivo terminar a corrida deste domingo para obter o máximo de informações possíveis do carro para a próxima etapa, mas não deu. Vamos analisar bem o fim de semana para identificar qual foi o problema e a razão pela qual não tivemos a performance esperada. Mas não temos tempo a perder, estamos trabalhando com o foco na próxima etapa do Alps, em Misano”.

Fotos Prema Powerteam

World Series: Pietro Fantin conquista 15 posições e fecha etapa da Áustria no top-10.


O fim de semana da sexta etapa da Fórmula Renault 3.5 - a principal categoria da World Series by Renault - foi de sentimentos distintos para Pietro Fantin. Depois de um sábado pouco proveitoso no Red Bull Ring, quando o curitibano sequer completou a primeira volta após se envolver em um incidente, o domingo (21) foi totalmente oposto. O piloto da Arden Caterham fez uma prova de superação, aliando ousadia, bom ritmo de corrida e uma tática de pit-stop acertada. Assim, Pietro largou da 24ª colocação, conquistou 15 posições ao longo das 33 voltas para cruzar a linha de chegada em 9º lugar na Áustria.

Desta forma, Fantin deixa Spielberg com mais dois pontos, chegando à zona de pontuação pela terceira vez na temporada, sendo o segundo colocado entre os estreantes, atrás do russo Sergey Sirotkin. Em Moscou, há um mês, o piloto brasileiro fechou a prova complementar com um oitavo lugar, realizando uma corrida tão consistente quanto a deste domingo no Red Bull Ring.

A missão de Pietro, no entanto, não foi nada fácil. A começar pela sessão classificatória. Sem referências, por não ter completado a prova no dia anterior e, com problemas nos freios durante a tomada de tempos, ele obteve apenas o 24º posto no grid para a segunda corrida da etapa. Largando do fundo do pelotão, o piloto da Arden Caterham viveu um susto logo nos primeiros metros de sua corrida. Antonio Felix da Costa, seu companheiro de equipe, enfrentou problemas e não conseguiu dar a partida em seu carro.


Pietro desviou do bólido do lusitano e conseguiu ganhar posições importantes, mas ainda no pelotão intermediário. O ‘pulo do gato’ acabou sendo durante a janela de pit-stops. Com bom ritmo, Fantin optou por ficar mais tempo na pista, e conforme os ponteiros faziam suas paradas, o curitibano aproveitou a pista livre e usou o DRS para fazer voltas rápidas, chegando a andar em 4º lugar.

Pietro entrou para os boxes na 10ª volta e retornou à disputa na 14ª posição, e em poucas voltas completou mais três ultrapassagens. Com a rodada de Carlos Huertas na entrada da reta dos boxes, na volta 22, a direção de prova precisou intervir com a entrada do safety car. Com isso, o curitibano, já em 11º, acabou aproveitando para se aproximar ainda mais da zona de pontuação, ficando logo atrás de Arthur Pic. Com a bandeira verde acenada duas voltas depois, Fantin partiu para cima do oponente e, após disputa intensa, conquistou o décimo lugar. E para coroar a bela exibição no Red Bull Ring, ele ainda conseguiu ultrapassar Norman Nato no fim da corrida, sendo assim o melhor brasileiro da prova deste domingo.

Após a etapa do Red Bull Ring, a World Series faz uma pausa de quase dois meses. A próxima rodada dupla da Fórmula Renault 3.5 está marcada para os dias 14 e 15 de setembro no circuito de Hungaroring, em Budapeste, Hungria.


Pietro Fantin:

“Arriscamos bastante e mudamos o acerto para ‘médio downforce’, então perdia um pouco de ritmo nas curvas de alta, mas tinha rendimento muito bom nas retas. A largada foi boa, e esse era um dos objetivos para tentar uma recuperação. Não tínhamos ideia de como o carro ia se comportar com este setup, mas como o ritmo estava muito bom, então a equipe decidiu esperar um pouco mais para o pit-stop. Fiquei com a pista livre para fazer voltas rápidas, e acabei usando muito o DRS. A tática se mostrou muito acertada e o pit-stop também foi muito bom”.

Balanço do fim de semana:

“No sábado, infelizmente cometi um erro que pode ter custado alguns pontos, já que dez pilotos não conseguiram completar a prova, então poderia ter obtido muitas posições. De qualquer forma, analisando este domingo, saio daqui bem satisfeito e, levando em conta este intervalo grande, isso dará um novo ânimo para o restante da temporada. De qualquer forma, sei que ainda preciso melhorar nas tomadas de tempo, e esse é um ponto a ser trabalhado para as próximas etapas”.

Resultado da 2ª corrida no Red Bull Ring:

1 - Marco Sorensen - Lotus - 33 voltas
2 - Kevin Magnussen - Dams - a 4s517
3 - Nigel Melker - Tech 1 - a 5s422
4 - Sergey Sirotkin - ISR - a 7s117
5 - Willam Buller - Zeta - a 11s004
6 - Will Stevens - P1 by Strakka - a 12s937
7 - Marlon Stockinger - Lotus - a 14s054
8 - Nico Muller - Draco - a 14s416
9 - Pietro Fantin - Arden Caterham - a 16s899
10 Norman Nato - Dams - a 18s254
11 Andre Negrão - Draco - a 18s956
12 Yann Cunha - AV Formula - a 23s509
13 Jazeman Jaafar - Carlin - a 24s729
14 Christopher Zanella - ISR - a 25s283
15 Matias Laine - P1 by Strakka - a 28s566
16 Oliver Webb - Fortec - a 28s813
17 Daniil Move - Comtec - a 29s903
18 Mikhail Aleshin - Tech 1 - a 35s064
19 Zoel Amberg - Pons - a 2 voltas
20 Arthur Pic - AV Formula - a 2 voltas 
21 Lucas Foresti - Comtec - a 3 voltas  

Fotos Paolo Pellegrini

sábado, 20 de julho de 2013

F1 2013: Testes para jovens pilotos em Silverstone.


O circuito de Silverstone recebeu esta semana as equipes da Fórmula 1 para três dias de testes para jovens pilotos da categoria, porém, após o teste ilegal da Mercedes e os problemas com os pneus Pirelli, a FIA liberou a participação dos titulares. Mas o time de Ross Brawn, teve que ficar de fora.

No primeiro dia, o dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren, liderou a sessão, ele ficou à frente do escocês Paul di Resta, da Force Índia e titular na categoria. Com o terceiro tempo apareceu o jovem português Antonio Felix da Costa, que testou pela RBR. Apenas dois titulares participaram do teste, além de di Resta, Max Chilton foi à pista com a Marussia, mas deu poucas voltas e ficou com o último tempo, dentre os 12 pilotos.


Já o segundo dia, a sessão foi dominada pelo australiano Daniel Ricciardo, que testou por duas equipes: RBR e Toro Rosso, no entanto, marcou a melhor volta do dia com o carro de sua atual equipe. Ricciardo e Kimi Raikkonen são apontados como os pilotos preferidos para ocupar a vaga de Mark Webber na próxima temporada. A equipe Toro Rosso, foi uma das destaques do dia, ficando também com o 2º tempo, com o jovem espanhol Carlos Sainz Jr.

O atual campeão da GP2, o italiano Davide Valsecchi, atualmente piloto reserva na Lotus, marcou o 4º tempo. Novamente poucos titulares em Silverstone. Pastor Maldonado, foi o 9º, Nico Hulkenberg, o 10º e Paul di Resta, apenas o 14º. Pela Ferrari, Davide Rigon foi o segundo piloto com mais voltas completadas, 97 no total, mas apenas o 8º tempo.


No último dia dos testes em Silverstone, o público compareceu em grande número e pôde ver o alemão Sebastian Vettel, da RBR, liderar a sessão com facilidade. Adrian Sutil foi o segundo e Nicolas Prost, que substituiu o finlandês Kimi Raikkonen, marcou o 3º tempo com a Lotus. Entre os titulares, Felipe Massa foi o sexto, porém, ficou atrás do jovem Davide Rigon, estreante na equipe que completou apenas 20 voltas, o brasileiro por outro lado completou 69.


A sexta-feira também teve a estreia da piloto Susie Wolff, pela Williams, única mulher na sessão ela não decepcionou, marcou o nono tempo ficando à frente de piloto titulares como a dupla da Caterham: Giedo Van der Garde e Charles Pic, além de Jules Bianchi, da Marussia. O dia também teve a estreia de Kimiya Sato, pela Sauber, o japonês atual líder do Auto GP, ficou com o 13º tempo.


Os testes para ajudar no desenvolvimento dos novos compostos da Pirelli, foram realizados em Silverstone, por ser a pista onde os problemas com a degradação dos pneus foi maior. O Grande Prêmio da Inglaterra deste ano teve um festival de pneus furados, isto fez acender um alerta nas equipes e gerou muitos protestos. Vale destacar que os tempos de voltas não podem servir de “parâmetro” para comparações, já que não é divulgado a quantidade de combustível e, as configurações de cada equipe mudam muito. Mas é bom ver novos nomes em ação na F1, se um dia irão chegar ao posto de titular, hoje em dia é difícil prever...

Kimiya Sato fez sua estreia na Fórmula 1.


O japonês Kimiya Sato, atual líder da temporada 2013 do Auto GP, fez sua estreia a bordo de um carro de F1 nesta sexta-feira (19), em Silverstone, na sessão de testes para jovens pilotos da categoria. Sato ficou surpreso com as primeiras impressões após seu único teste realizado pela Sauber.

Segundo informações da imprensa italiana, Sato teria levado cerca de 250 mil euros para conseguir participar do teste. De qualquer forma, ele aproveitou que já conhecia o circuito de Silverstone e ao final do dia marcou o décimo terceiro tempo, completando 67 voltas.

Piloto nascido na cidade de Kobe, Kimiya Sato declarou: “Este carro reage rapidamente ao menor giro da roda e o sistema de freios é inacreditável. Do ponto de vista físico é muito exigente, já tinha corrido aqui antes, então eu conheço a pista, mas não é nada comparável quando você está dirigindo um carro de F1. A sensação de velocidade que você sente ao volante de um carro de F1 é incrível. Eu realmente gostei muito”.


Sato conta com um bom aporte financeiro para sua carreira, porém, chegar à F1 é uma tarefa um pouco mais complicada. Foi pela Sauber que o compatriota Kamui Kobayashi fez sucesso na F1, no entanto, acabou perdendo a vaga no final do ano passado e teve que mudar de categoria, indo correr o Mundial de Endurance da FIA, (WEC). A equipe suíça atualmente com problemas financeiros fez parceria com empresas russas, e muito provável que no próximo ano um piloto russo poderá correr na equipe, sendo assim, as chances de ver Sato como piloto titular são “remotas”.    

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Pietro Fantin disputa 6ª etapa da World Series na Áustria em busca de pontos e experiência.


Depois de encarar o então desconhecido traçado do Moscow Raceway, curitibano estreia no belo e repaginado circuito Red Bull Ring, em Spielberg, na Áustria e prevê uma rodada dupla bastante competitiva e apertada neste fim de semana. Spielberg, será o palco da sexta etapa da categoria principal da World Series by Renault, a Fórmula Renault 3.5, neste fim de semana (20 e 21).

O traçado compreende 4.326 m e dez curvas e será um desafio a mais para os pilotos do grid por conta dos trechos de média e alta velocidades. Depois de ter feito sua estreia no Moscow Raceway, de onde saiu com quatro pontos a mais no campeonato, Pietro Fantin parte para mais uma nova experiência em sua carreira, uma vez que também vai debutar no circuito austríaco, que já foi palco da Fórmula 1 em 25 oportunidades, entre 1970 e 1987, e depois, entre 1997 e 2003.


Aos 21 anos, o curitibano faz sua primeira temporada na World Series. Em um ano de muito aprendizado, o piloto da Arden Caterham enfrenta as dificuldades naturais de um novato em uma categoria de nível técnico tão elevado, mas aos poucos vem conseguindo mostrar seu valor. Em Moscou, há quase um mês, Fantin largou em 11º e terminou em oitavo na segunda corrida do fim de semana. A missão para a etapa austríaca é seguir acumulando experiência e, se possível, levar mais alguns pontos para casa.

Mas Pietro, assim como boa parte dos pilotos, entrará ‘no escuro’, já que essa é a primeira vez que o circuito austríaco recebe a categoria e são poucos os competidores do grid da World Series que têm conhecimento do novo Red Bull Ring. Para isso, Fantin intensificou sua preparação fazendo sessões de testes no simulador de sua equipe. Depois de conhecer um pouco melhor o traçado, o piloto brasileiro acredita que a rodada dupla prestes a ter início será bastante apertada. Assim, um bom acerto do carro fará toda a diferença ao longo dos próximos dias.


A etapa deste fim de semana na Áustria antecede uma pausa de quase dois meses na temporada. Depois do Red Bull Ring, os pilotos da World Series só voltam a se reunir a partir do dia 13 de setembro, quando a categoria vai disputar sua sétima etapa no tradicional circuito de Hungaroring, em Budapeste, Hungria. Pietro planeja aproveitar esse tempo para ficar com sua família, nos Estados Unidos, mas também pretende passar alguns dias no Brasil, onde seguirá com sua preparação física e técnica até o retorno à Inglaterra, onde vive atualmente.

Como de praxe na temporada, a etapa disputada no Red Bull Ring começa nesta sexta-feira (19), com a execução de dois treinos livres, com uma hora de duração cada. No sábado, o cronograma compreende uma sessão classificatória, que define o grid de largada da corrida 1, que terá duração de 44 minutos mais uma volta. No domingo, a programação é idêntica, ou seja, um treino classificatório e a segunda e derradeira prova do fim de semana em Spielberg. A diferença é que os 26 pilotos do grid terão de fazer um pit-stop obrigatório, entre as voltas 5 e 17, situação que amplia o leque de estratégia e pode deixar a disputa ainda mais movimentada.

Pietro Fantin:

“Vai ser uma pista nova para quase todas as equipes da World Series. Somente alguns pilotos tiveram a chance de andar neste circuito novo, que mudou um pouco em relação ao antigo traçado, então vamos entrar um pouco ‘no escuro’. Mas realizei algumas sessões no simulador da equipe, e não parece ser uma pista muito complicada. Vai ser muito apertado lá. Então é preciso encontrar o melhor acerto do carro para fazer a diferença. Meu objetivo na Áustria é acumular o máximo de experiência e, quem sabe, somar mais alguns bons pontos no campeonato”.

Fotos Dutch Photo Agency

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Bruno Bonifácio disputa quarta etapa da Fórmula Renault Eurocup na Áustria.


Bruno Bonifácio tem uma dupla missão em 2013. Simultaneamente, o paulista de 18 anos disputa as temporadas das divisões ALPS e Eurocup da Fórmula Renault, uma das mais prestigiadas e importantes categorias de base do automobilismo mundial. Depois de ter obtido um pódio há duas semanas, na rodada de Monza pela ALPS, Bonifácio ‘vira a chave’ e muda seu foco para a Eurocup, que entre sábado e domingo (20 e 21), realizará sua quarta etapa, no circuito Red Bull Ring, em Spielberg, na Áustria.

O traçado é curto e compreende 4.326 m e dez curvas. Na pré-temporada da Fórmula Renault, em abril, Bonifácio testou em Spielberg e sempre esteve entre os mais rápidos. Desta forma, levando em conta seu bom desempenho nos treinos no circuito austríaco, o piloto da equipe italiana Prema Powerteam acredita que cumprirá um bom papel neste fim de semana, que marca exatamente a metade da temporada.


Em Moscou, local da terceira etapa do campeonato, Bonifácio somou 12 pontos. Desta forma, o brasileiro chega à Áustria com um total de 27, ocupando assim a nona colocação da classificação geral da temporada. A expectativa do piloto é grande em termos de bom rendimento e evolução na tabela neste momento tão importante do certame.

O cronograma deste fim de semana no Red Bull Ring compreende dois treinos livres de 40 minutos cada na sexta-feira. Ainda na sexta, mas já no fim da tarde, os pilotos voltam à pista para a realização da sessão classificatória da primeira corrida da etapa. No sábado, será disputada a primeira prova, com duração de 25 minutos mais uma volta. No domingo, os competidores fecham a programação com mais uma sessão classificatória e a segunda e derradeira corrida, de igual duração em relação ao sábado.


Bruno Bonifácio:

“A expectativa é boa. A gente testou lá no começo do ano, no teste coletivo, estive sempre entre os cinco primeiros, então acredito que tenho um bom potencial. Agora é só me concentrar para explorar o máximo tudo isso. A pista é curta, e por isso, as diferenças entre os pilotos ficam ainda menores, especialmente em um campeonato tão competitivo quanto esse nosso. Mais uma vez, vai ser importante aproveitar o máximo possível da volta na tomada de tempos, já que alguns centésimos podem fazer toda a diferença”.

Fotos Prema Powerteam

terça-feira, 16 de julho de 2013

Com vitória e 4º lugar em Silverstone, Rafael Suzuki se aproxima da liderança do GT Open.


Após a vitória no dia anterior, Rafael Suzuki e Giorgio Pantano fizeram uma corrida de recuperação no último domingo (14), em Silverstone, e completaram as 24 voltas na 4ª posição a bordo do McLaren MP4-12C. O resultado foi muito importante para o campeonato, e os deixa a apenas um ponto do líder Miguel Toril, que venceu a segunda prova da rodada ao lado de Ranger Van der Zande.

Com um início de etapa difícil, em que não pôde participar dos treinos de quinta-feira por causa de uma batida no início da sessão, e na sexta-feira por problemas mecânicos, Suzuki foi direto para a tomada de tempos na manhã de sábado. Correndo pela primeira vez no tradicional circuito inglês, ele garantiu o 13º posto no grid de largada. Além de não largar nas primeiras filas, o desafio seria ainda maior, já que segundo o regulamento, por terem vencido a corrida de sábado, a dupla ítalo-brasileira teria de ficar 15 segundos a mais parado no pit stop, além dos 65 regulares para a prova de 50 minutos de duração.


Começando no pelotão intermediário, o paulista ganhou algumas posições e se manteve próximo de seus concorrentes. Para fugir do tráfego, a equipe italiana Bhai Tech decidiu adiantar a parada obrigatória, fazendo o pit stop assim que a janela se abriu. Mesmo cumprindo o tempo extra determinado, Pantano voltou em 11º, e com forte ritmo conseguiu tirar uma diferença de mais de 12 segundos e conquistar sete posições para fechar o fim de semana na 4ª posição.

O resultado foi positivo também, porque, por não terem subido ao pódio, não terão de pagar nenhum handicap a mais na primeira corrida da próxima etapa, ao contrário dos líderes que terão 15 segundos de penalty. A sexta rodada do GT Open acontece no famoso circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, entre os dias 6 e 8 de setembro.


Rafael Suzuki

“Cumprimos o objetivo do fim de semana, somamos bons pontos para o campeonato e tudo funcionou bem, carro, performance e estratégia. Agora é trabalhar para melhorar ainda mais pois nossos concorrentes são fortes. Eu, particularmente, tenho que melhorar na classificação para podermos planejar melhor as corridas. Vou aproveitar o break até a próxima para isso, além de estudar as próximas pistas, das quais nunca corri”.

Resultado da prova de domingo (categoria GTS):

1 - Toril-Van Der Zande (Mercedes SLS) - Seyffarth
2 - Hamprecht-Kox (Lamborghini Gallardo) - Leipert
3 - Rosell-Mavlanov (Ferrari 458 GT3) - Russian Bears
4 - Suzuki-Pantano (McLaren MP4-12C) - BhaiTech
5 - Bontempelli-De Marco (Ferrari 458 GT3) - Kessel
6 - Di Guida-Bleekemolen (Porsche 997 GT3) - Autorlando
7 - Tutumlu-Spavone (Porsche 997 R) - Autorlando
8 - Beretta-Lyons (Ferrari 458 GT3) - AF Corse
9 - Laursen-Magnussen (Ferrari 458 GT3) - Kessel
10 Kogay-Seefried (Porsche 997 GT3) - Rinaldi
11 Maleev-Ladygin (Ferrari 458 GT3) - Russian Bears
12 Swift-Balfe (Ferrari 458 GT3) - Balfe
13 Plachutta-Lechner (Mercedes SLS) - Lechner
14 Sdanewitsch-Rugolo (Ferrari 458 GT3) - AF Corse
15 Earle-Kremer (Ferrari 458 GT3) - Kessel
16 Simpson-Tomlinson (Ginetta G55) - LNT 
17  Volker-Heyer (Mercedes SLS) - Seyffarth