domingo, 30 de setembro de 2012

Com sexto e terceiro lugares, Nicolas Costa mantém liderança da F-Abarth Europeia.


Sob forte chuva, piloto da equipe Euronova Racing cumpriu estratégia de terminar as duas corridas e continua na ponta da classificação.

Nicolas Costa deu um importante passo rumo ao título da Fórmula Abarth Europeia ao terminar as duas corridas deste sábado, no circuito de Monza, na Itália, na sexta e terceira posições, respectivamente. Sob forte chuva, o piloto da equipe Euronova Racing viu sua vantagem sobre o vice-líder Luca Ghiotto diminuir, mas ainda mantém a ponta da tabela com 12 pontos de diferença (sem descartes) para o italiano. Antonio Giovinazzi e Santiago Urrutia venceram as duas provas deste sábado. O compatriota Bruno Bonifácio, que ocupa a terceira posição na tabela de classificação, já não tem mais chances de conquistar o título.

Na primeira corrida, Nicolas largou em terceiro e manteve a posição ainda na largada. No entanto, com um acerto mais voltado para pista seca, o piloto não conseguiu acompanhar o ritmo dos ponteiros e concluiu a prova na sexta posição. Já na segunda corrida, o carioca partiu da pole devido ao resultado da primeira prova, mas de maneira inversa entre os seis primeiros. Assim, o piloto manteve a ponta na largada, disputou curva a curva a liderança com Urrutia, mas optou por não defender a posição a qualquer custo, pensando no campeonato. Nicolas ainda foi ultrapassado por Giovinazzi, mas conseguiu subir ao pódio na terceira posição.


Para conquistar o título, o carioca não pode deixar Ghiotto vencer a prova. Luca larga da pole position e Nicolas parte da quarta posição. A terceira e última prova do campeonato acontecerá neste domingo.

Sábado

“Foram duas provas um pouco confusas devido às condições climáticas adversas. Na primeira, não tive um ritmo bom em função do acerto do carro. Os ponteiros estavam muito rápidos e optei por permanecer na pista para somar o maior número de pontos possíveis. Na segunda prova, larguei da pole, mas o Urrutia e o Giovinazzi continuaram muito rápidos. Estou na briga pelo campeonato, por isso não optei por brigar pela liderança a qualquer custo. O Ghiotto ainda cometeu um erro no final da prova e isso me ajudou um pouco no campeonato. Amanhã tudo vai depender do clima e do ritmo de cada um. Vamos mexer no carro e partir para cima em busca do campeonato”.

Classificação da primeira corrida:

1 - Antonio Giovinazzi (ITA) 11 voltas
2 - Emanuele Zonzini (ITA) a 0s720
3 - Luca Ghiotto (ITA) a 2s191
4 - Santiago Urrutia (URU) a 6s796
5 - Kevin Joerg (SUI) a 8s396
6 - Nicolas Costa (BRA) a 9s946

Classificação da segunda corrida:

1 - Santiago Urrutia (URU) 8 voltas
2 - Antonio Giovinazzi (ITA) a 0s664
3 - Nicolas Costa (BRA) a 9s195
4 - Kevin Joerg (SUI) a 9s579
5 - Luca Ghiotto (ITA) a 14s931
6 - Giorgio Roda (ITA) a 17s768

Fonte Eversports - Fotos Photo 4  

Em Valência, Augusto Farfus crava primeira pole de um brasileiro no DTM.


Largando da posição de honra no grid, piloto vai em busca de sua primeira vitória na categoria. Depois de conquistar o primeiro pódio em sua segunda prova no DTM, em Lausitzring, Augusto Farfus conquistou neste sábado, no circuito de Valência, na Espanha, a primeira pole position da carreira e do Brasil na categoria. Com pista seca, o piloto da BMW não deu chances aos adversários e cravou sua melhor volta em 1:26s446, ficando 0s310 à frente do segundo colocado, o italiano Edoardo Mortara, da Audi. Com um carro muito bem acertado, Farfus vai em busca de sua primeira vitória no DTM.

Após realizar um bom treino na sexta-feira no molhado, o piloto manteve um ótimo desempenho com pista seca e liderou quase todas as fases da classificação. O curitibano só não foi o mais rápido no Q3, mas mesmo assim se manteve perto do líder, na segunda colocação. Para a corrida, o piloto busca entender as reais condições da pista, já que o traçado foi recapeado e não há um histórico de consumo da borracha.


Primeira pole

“Essa pista realmente me traz ótimas lembranças. Foi aqui que registrei minha primeira pole no WTCC em 2004 e agora, de novo, conquistei a pole no DTM. Encontramos um balanço muito bom para o modelo M3, tanto no seco quanto no molhado. Fui o mais rápido em quase todos os trechos da classificação, o que demonstra que estamos muito bem preparados para a corrida. Para amanhã, o importante é manter a ponta na primeira curva e tentar abrir um pouco do segundo colocado. A única incerteza fica por conta dos pneus. Como a pista foi recapeada, ninguém sabe como eles vão se comportar. De qualquer forma, temos condições de brigar pela primeira vitória”.

Grid de largada para a nona etapa do DTM em Valência:

1 - Augusto Farfus (BRA/BMW) 1:26s446
2 - Edoardo Mortara (ITA/Audi) 1:26s756
3 - Filipe Albuquerque (POR/Audi) 1:26s894
4 - Adrien Tambay (FRA/Audi) 1:26s981
5 - Mike Rockenfeller (ALE/Audi) 1:26s789
6 - Andy Priaulx (ING/BMW) 1:26s824
7 - Timo Scheider (ALE/Audi) 1:26s849
8 - Mattias Ekström (SUE/Audi) 1:26s936
9 - Dirk Werner (ALE/BMW) 1:27s039
10 Miguel Molina (ESP/Audi) 1:27s040
11 Martin Tomczyk (ALE/BMW) 1:26s813
12 Bruno Spengler (CAN/BMW) 1:26s818
13 Joey Hand (EUA/BMW) 1:26s977
14 Robert Wickens (CAN/Mercedes) 1:27s128
15 Rahel Frey (SUI/Audi) 1:27s260
16 Gary Paffett (ING/Mercedes) 1:27s288
17 Roberto Merhi (ESP/Mercedes) 1:27s377
18 Jamie Green (ING/Mercedes) 1:27s380
19 Christian Vietoris (ALE/Mercedes) 1:27s454
20 Susie Wolff (ING/Mercedes) 1:27s533
21 David Coulthard (ESC/Mercedes) 1:28s012
22 Ralf Schumacher (ALE/Mercedes) 1:28s090

Fotos BMW - Fonte Eversports

sábado, 29 de setembro de 2012

Nicolas Costa planeja ‘corrida cuidadosa’ em Monza.


Estratégia do líder do campeonato é permanecer perto do segundo colocado, Luca Ghiotto, e não correr riscos desnecessários nas três provas de encerramento da temporada 2012 da Fórmula Abarth Europeia.

Nicolas Costa largará da terceira e quarta posições em duas das três provas da etapa de encerramento da temporada 2012 da Fórmula Abarth Europeia, que será realizada neste final de semana no autódromo de Monza, na Itália. Nas duas classificações, que formam o grid da primeira e terceira corridas, respectivamente, o carioca manteve o planejamento de ficar próximo aos rivais que estão na disputa pelo título. Com os tempos de 1:52s196 na primeira classificação e 1:52s166 na segunda, o piloto ficou a apenas 0s100 do pole da primeira corrida e a 0s663 do mais rápido da terceira.

Nos primeiros treinos livres desta sexta, Nicolas relatou alguns problemas de acerto no modelo da equipe Euronova Racing. Nas classificações, no entanto, o carioca mexeu no equipamento e conseguiu minimizar a diferença para os mais rápidos. Para as corridas, o objetivo do piloto é ‘cercar’ o vice-líder Ghiotto e manter uma vantagem confortável para o terceiro colocado, Bruno Bonifácio.


O grid da segunda prova será formado com base no resultado da primeira corrida, mas de maneira invertida entre os seis primeiros colocados. Nicolas lidera a temporada com 244 pontos, 17 a mais que o italiano Ghiotto. Em terceiro, Bruno Bonifácio aparece com 215 e também tem chances de ser campeão. Porém, com os descartes do regulamento, a diferença de Nicolas para Ghiotto cai para nove pontos.

Últimas provas

“Tivemos alguns problemas no carro nos treinos livres, mas conseguimos recuperar para as classificações. Nas duas corridas, tenho que buscar o Ghiotto, já que ele larga na minha frente nas duas provas. Meu objetivo é ficar perto dele o tempo todo, não deixando escapar. Ao mesmo tempo, não posso esquecer do Boni, que larga em sexto, mas que tem um retrospecto muito bom em corridas. Claro que vou em busca da vitória, mas na condição de líder do campeonato, tenho que correr atrás dos resultados que podem me garantir o título”.

Os mais rápidos da primeira classificação:

1 - Santiago Urrutia (URU) 1:52s096
2 - Luca Ghiotto (ITA) a 0s059
3 - Nicolas Costa (BRA) a 0s100
4 - Emanuele Zonzini (ITA) a 0s460
5 - Kevin Joerg (SUI) a 0s489
6 - Bruno Bonifácio (BRA) a 0s727

Os mais rápidos da segunda classificação:

1 - Luca Ghiotto (ITA) 1:51s503
2 - Santiago Urrutia (URU) a 0s541
3 - Kevin Joerg (SUI) a 0s605
4 - Nicolas Costa (BRA) a 0s663
5 - Antonio Giovinazzi (ITA) a 0s720
6 - Bruno Bonifácio (BRA) a 0s831

Fonte Eversports - Fotos Photo 4

Sergio Perez correrá pela McLaren em 2013.



Com a saída do inglês Lewis Hamilton, da McLaren, uma das vagas mais cobiçadas da categoria ficou com Sergio Perez, que atualmente vêm defendendo a equipe suíça Sauber, o mexicano conquistou três pódios em 2012 e era apontado como possível candidato a “vaga” de Felipe Massa, na Ferrari, caso o brasileiro não continuasse na equipe de Maranello.

No comunicado enviado à imprensa, a McLaren não informou a duração do contrato com o mexicano Sergio Perez. A expectativa era que, como Perez foi membro da academia de pilotos da Ferrari, suas chances de ir para a equipe italiana eram maiores, porém, o próprio Luca di Montezemolo já havia dito que não considerava o jovem piloto com experiência suficiente para pilotar os carros vermelhos. Sendo assim, a equipe de Woking trabalhou rápido e contratou o promissor talento.

Vale ressaltar que o momento econômico que encontra-se a McLaren, onde há a possibilidade de perder um de seus principais patrocinadores que é a companhia telefônica Vodafone, a ida de Sergio Perez, que têm o apoio do bilionário mexicano Carlos Slim, dono da Telmex, empresa que trabalha na mesma área de atuação da Vodafone, ajudaria a equilibrar a balança. Além disso, Perez demonstrou um desempenho excelente ao longo destes dois anos na Sauber.

Outro fato que chama a atenção são os “rumores” da saída de Vettel da RBR no final da temporada de 2013, indo correr pela Ferrari para fazer dupla com o espanhol Fernando Alonso na temporada de 2014. Isto explicaria a opção do mexicano de não 'substituir' Massa, pois, ficaria na escuderia italiana por apenas um ano. Se confirmar a onda de boatos, é bem provável que o piloto brasileiro continue mesmo na Ferrari por pelo menos mais uma temporada.

A notícia pegou muita gente de surpresa, eu mesmo não esperava a transferência de Perez para a McLaren, mas creio que para a carreira do mexicano será uma excelente oportunidade, tendo em vista o retrospecto dele nestes últimos dois anos, agora a vaga ou as vagas na Sauber serão muito disputadas, já que o japonês Kamui Kobayashi, não têm sua posição garantida.

Foto Getty Imagens 

Augusto Farfus marca terceiro tempo em Valência.


Augusto Farfus saiu satisfeito com seu desempenho no primeiro treino livre do DTM, que foi realizado nesta sexta no circuito de Valência, na Espanha. Com pista molhada durante boa parte do treino, o curitibano cravou o terceiro tempo, em 1:37s727, e encerrou as atividades como o melhor piloto da BMW na sessão. O espanhol Miguel Molina, da Audi, estabeleceu a volta mais rápida do dia, em 1:37s547.

Mesmo sem registrar o melhor tempo, Farfus acredita que está perto do acerto ideal para o modelo M3 DTM em condições climáticas adversas. Porém, o curitibano acredita que tudo pode mudar para a segunda sessão livre e classificação, que serão realizadas neste sábado. A previsão do tempo aponta para um dia de atividades com pista seca.

A chuva, segundo Farfus, não demonstra as reais condições de performance de cada piloto. Para o curitibano, quem aproveitar ao máximo as condições de pista em um determinado momento levará vantagem sobre os rivais. O acerto do carro, do ponto de vista aerodinâmico e mecânico, muda completamente se comparado ao acerto para pista seca.

Primeiro treino

“Estou muito satisfeito com o acerto que encontramos para o primeiro treino livre. Porém, sabemos que é um resultado que esconde um pouco o desempenho de todos os pilotos. Choveu na primeira parte do treino, depois a pista secou e quem passou pela linha de chegada nos instantes finais da sessão aproveitou para baixar o tempo. Para amanhã, acho que teremos pista seca e aí tudo pode mudar para a classificação. No geral, com chuva ou sol, acho que temos condições de brigar por um bom resultado”.

Os dez mais rápidos do primeiro treino livre em Valência:

1 - Miguel Molina (ESP/Audi) 1:37s547
2 - Timo Scheider (ALE/Audi) a 0s049
3 - Augusto Farfus (BRA/BMW) a 0s180
4 - Mattias Ekstrom (SUE/Audi) a 1s209
5 - Ralf Schumacher (ALE/Mercedes) a 1s239
6 - Filipe Albuquerque (POR/Audi) a 1s361
7 - Edoardo Mortara (ITA/Audi) a 1s510
8 - Bruno Spengler (CAN/BMW) a 1s601
9 - Dirk Werner (ALE/BMW) a 1s755
10 Joey Hand (EUA/BMW) a 1s912

Foto BMW - Fonte Eversports 

Hamilton correrá pela Mercedes em 2013.


Nesta sexta-feira (28), a Mercedes confirmou que o piloto inglês Lewis Hamilton, correrá pela equipe a partir da próxima temporada, ele substituirá o heptacampeão Michael Schumacher, no time comandado por Ross Brawn. Enfim, terminam as especulações sobre a transferência de Hamilton para a Mercedes, o campeão de 2008 deixará o time de Woking pela primeira vez na carreira e fará dupla com o alemão Nico Rosberg.

A mudança de equipe têm vários motivos, além das questões financeiras a nova equipe dará a Hamilton mais liberdade para negociar contratos individuais de marketing. Outro fator que ajudou nas negociações, foi a ida do ex-piloto Niki Lauda, para um cargo administrativo dentro da equipe alemã. Existe há “possibilidade” da equipe McLaren perder um de seus principais patrocinadores que é a Vodafone, talvez por este motivo a equipe chefiada por Martin Whitmarsh, tentava negociar uma redução salarial com Hamilton para renovar seu contrato.

A expectativa é que o time comandado por Ross Brawn, possa dar a Hamilton um carro em condições de brigar por títulos, porém, creio que a Mercedes precisará melhorar e muito para chegar ao nível de competir de igual para igual com a McLaren nos próximos anos, mesmo sabendo que a partir de 2013 a parceria entre McLaren e Mercedes no fornecimento de motores chegará ao fim. As duas equipes continuaram usando os motores iguais, no entanto, a McLaren terá que pagar pelo fornecimento dos propulsores.

Michael Schumacher, deixará o time com o qual retornou à F1, mas não disse oficialmente que “jogou a toalha”, será que o heptacampeão aposenta de vez, ou parte para novos desafios em outra equipe? Hamilton chegará com status de estrela na Mercedes, mas pela primeira vez na carreira correrá em 'tese' com um carro inferior, será que o inglês fez um bom negócio? Veremos...

Foto © Hoch Zwei 

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Matheus Iorio troca de kart e busca vitória em Interlagos.


Matheus Iorio disputará a quinta etapa do Campeonato Paulista de Kart, neste final de semana, no kartódromo de Interlagos, com novidades. O piloto de 15 anos participará das atividades com um novo kart devido à nova configuração técnica desenvolvida pela Birel. Com problemas no anterior, Iorio acredita que o novo chassi pode garantir um bom resultado neste final de semana.

O piloto participou na manhã desta quinta-feira do primeiro treino livre e registrou o terceiro tempo na categoria Novatos. Mesmo sem disputar todas as provas do Paulista, Matheus acredita que tem condições de brigar pela vitória. A pista de Interlagos, segundo o piloto, é desafiadora e muito técnica. O clima instável, no entanto, pode garantir mais igualdade entre os competidores.

A programação da quinta etapa do Paulista de Kart tem sequência nesta sexta e sábado, com mais sessões livres, além da classificação e corridas.

Paulista de Kart

“Estou bem animado para disputar mais uma etapa do Paulista. Vamos correr com um kart novo e acredito que temos condições de brigar pelas primeiras posições. Hoje pela manhã já registramos o terceiro tempo e podemos melhorar ainda mais. A única dúvida fica por conta do clima instável, que pode bagunçar o grid. Por outro lado, pode trazer mais competitividade para as corridas”.

Foto Jackson de Souza - Fonte Eversports 

Em Interlagos, Família Croce participa da quinta etapa do Paulista de Kart.


Fernando Gomes, Allan e Lucca Croce disputam prova com objetivos diferentes. A quinta etapa do Campeonato Paulista de Kart será realizada no kartódromo de Interlagos e a família Croce estará representada por três integrantes. Fernando Gomes participará da prova na categoria Sênior A, ao passo que Lucca e Allan disputarão a vitória nas categorias Sprinter e Júnior Menor, respectivamente.

Atual campeão, Fernando ocupa a terceira posição no campeonato e tem chances de conquistar o bicampeonato em sua categoria. Lucca é o nono colocado, mas pode subir bem na classificação se obter um bom resultado. Já Allan disputará pela primeira vez uma prova no Paulista de Interlagos e tem como objetivo chegar ao pódio.


A programação da quinta etapa terá início nesta quinta-feira com os primeiros treinos. Na sexta e sábado, os pilotos entram na pista para mais sessões livres, além da classificação e corrida.

Fernando G. Croce

“A expectativa é de uma boa corrida, tendo em vista que conheço bem a pista e tenho um acerto muito bom para Interlagos. Fui campeão no ano passado e tenho chances de conquistar o bicampeonato. É um traçado técnico, quem anda bem lá anda bem em qualquer lugar”.


Lucca Croce

“Conheço o kartódromo de Interlagos, mas nunca andei no traçado que será utilizado para esta corrida. Estou bem otimista com o acerto do kart e acredito que tenho condições de estar competitivo. Se vencer, me aproximo bem dos líderes. Acho que a briga será intensa pelo fato de muitos pilotos conhecerem bem o circuito”.

Allan Croce

“Será minha primeira prova no campeonato e estou ansioso para acelerar em Interlagos. Considero a pista bem técnica e que traz um desafio a mais para os pilotos no acerto do kart. Meu objetivo para a prova é subir ao pódio”.

Fotos Jackson de Souza - Fonte Eversports

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Fórmula Abarth Europeia, Nicolas Costa busca primeiro título internacional.


A última etapa da temporada 2012 da Fórmula Abarth Europeia pode garantir ao Brasil mais um título no automobilismo internacional. Neste final de semana, no tradicional circuito de Monza, na Itália, Nicolas Costa disputará a rodada tripla de encerramento da categoria com chances de sagrar-se campeão em sua segunda temporada no campeonato. O carioca lidera a competição com 244 pontos, 17 a mais que o vice-líder, o italiano Luca Ghiotto e 29 sobre o compatriota Bruno Bonifácio.

A pista de Monza é famosa por suas retas longas e grandes chicanes, o que pode trazer grande competitividade nas corridas. De acordo com Nicolas, quem tiver melhor desempenho no motor será favorito às vitórias. Como foi o piloto que mais pontuou na última etapa, segundo o regulamento, o carioca terá que correr com um motor fornecido pela organização.

Nicolas iniciou sua preparação nesta quarta-feira com os primeiros treinos da categoria. Com pista molhada, não se preocupou em registrar voltas rápidas. O objetivo nas sessões livres é acertar o carro para as duas classificações e corridas.

Expectativa

“Lógico que a expectativa é muito grande, já que estou perto de um título importante para a minha carreira. O circuito de Monza é um dos mais rápidos do calendário e não podemos bobear no acerto do carro. A vantagem é boa sobre o Ghiotto e o Bonifácio, mas não tem nada decidido. Minha estratégia é correr pensando no campeonato. Não posso deixar os dois escaparem na frente. Vou em busca de um resultado que me dê chances de ser campeão”.

Fonte Eversports - Foto Photo 4 

Na reta final do DTM, Augusto Farfus mira pódio no circuito de Valência.


Augusto Farfus inicia a preparação para a penúltima prova do DTM, que será realizada neste final de semana no circuito de Valência, na Espanha, de olho em seu segundo pódio na temporada. O piloto de Curitiba conhece o traçado, já que treinou no início do ano com a BMW. Restando duas provas para o final do campeonato, Augusto acredita que a montadora bávara terá condições de obter um bom resultado, tendo em vista as características da pista espanhola.

Na reta final do campeonato, o curitibano destacou o fato do canadense Bruno Spengler, que também é piloto da BMW, estar na briga pelo campeonato. Um bom desempenho dos seis modelos M3 DTM poderá tirar pontos importantes dos rivais que estão na briga pelo campeonato.


Na tabela de classificação, o inglês Gary Paffett lidera com 127 pontos. O canadense Spengler tem 116. Na sequência, aparece Jamie Green com 108 pontos. Estreando no DTM, Farfus é o oitavo colocado, com 29.

Valência

“A pista de Valência é de média velocidade. O detalhe fica por conta do asfalto, que foi totalmente recapeado e não temos mais referência sobre desgaste de pneus. Porém, conheço a pista e acredito que os carros da BMW se adaptarão bem às novas condições. Objetivo é chegar ao pódio e, quem sabe, obter a primeira vitória”.

Fotos BMW - Fonte Eversports

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Rafael Câmara termina em segundo na etapa do Pernambucano de kart.


Rafael Câmara esteve perto da vitória na sexta etapa do Campeonato Pernambucano de Kart, que foi realizada no último domingo no kartódromo Tamboril, em Paulista, região metropolitana do Recife. O piloto, que compete na categoria Mirim, liderou boa parte da corrida, mas terminou na segunda colocação. Arthur Miranda foi o vencedor da prova e assumiu a liderança do campeonato com 59 pontos. Câmara está em segundo com 57.

Na prova, o piloto largou da pole, mas perdeu a posição para Miranda ainda no começo. Com um kart rápido, Câmara partiu para cima e recuperou a liderança. Na tentativa de ultrapassar um piloto que estava à sua frente na geral, perdeu um pouco de tempo e também a posição para Miranda. Faltando seis voltas para o final, o piloto encostou em Arthur, mas não teve tempo suficiente para realizar a ultrapassagem.

O próximo compromisso de Rafael será na Copa Nordeste de Kart e a sétima etapa do Pernambucano, que acontecerão dia 28 de outubro no circuito Tamboril.

Prova

“Foi uma prova um pouco complicada devido às dificuldades de ultrapassagem. É uma pista travada e quem está atrás tem dificuldades para ganhar a posição. Meu kart estava rápido, mas no trecho final da prova não consegui ultrapassar o Arthur. Estou em segundo no campeonato, mas a apenas dois pontos do Arthur e ainda restam duas provas para o fim da temporada”.

Foto Jackson de Souza - Fonte Eversports

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Fórmula Nippon vitória de Izawa em Sugo.



A temporada 2012 da Fórmula Nippon continua equilibrada, neste último domingo (23), foi realizada no circuito de Sugo Sportsland, a sexta etapa. Sob uma chuva intensa a equipe Docomo Dandelion Racing, conquistou sua segunda dobradinha no ano, a vitória ficou com o piloto japonês Takuya Izawa, com o compatriota Koudai Tsukakoshi em segundo e completando o pódio o francês Loic Duval, do Team Kygnus Sunoco.

A prova começou com o safety car na pista por medida de segurança, já que chovia muito e a largada só foi dada na 5ª volta, o pole Izawa manteve a ponta da corrida seguido pelo companheiro de equipe Tsukakoshi, os dois não foram pressionados e dominaram a movimentada corrida em Sugo.

Um dos favoritos a vitória, o piloto japonês Tsugio Matsuda, o segundo mais rápido no warm-up, largou em terceiro e vinha fazendo uma ótima prova até sua parada nos boxes, sua equipe se atrapalhou com o sistema de abastecimento e na volta do piloto à pista, ele perdeu um dos pneus traseiros, causando o abandono e nova entrada do safety car.

A etapa que teve a participação do ex-piloto de F1 e atualmente na Fórmula Indy, Takuma Sato, foi muito aguardada pelos fãs. Correndo pelo Team Mugen, Sato, que fez sua estreia na Fórmula Nippon, teve um bom desempenho, já que não teve muito tempo para treinar com o carro e mesmo com as condições de pista não sendo das melhores, largou em décimo quarto e terminou em nono.

O brasileiro João Paulo de Oliveira, do Team Impul, vencedor da última etapa em Motegi, largou em décimo e chegou em sexto, faltando apenas uma prova para o fim do campeonato, o piloto paulista mantém chances matemáticas de título. O líder do campeonato é o japonês Koudai Tsukakoshi, que têm 1 ponto de vantagem sobre o vice-líder Kazuki Nakajima, piloto da Petronas Tom's, que protagonizou momentos de “tensão” para o chefe da equipe que viu pelos boxes uma grande disputa por posição com o companheiro Andre Lotterer, na tentativa de ultrapassagem, o alemão chegou a rodar e perder pontos preciosos na luta pelo bicampeonato.

Kazuki Nakajima, foi o quinto e Lotterer apenas o décimo. A prova teve 68 voltas, a próxima e última etapa acontece nos dias 3 e 4 de novembro no circuito de Suzuka.

Segue o resultado final da etapa em Sugo:

1 - Takuya Izawa (Docomo Racing)
2 - Koudai Tsukakoshi (Docomo Racing)
3 - Loic Duval (Team Kygnus Sunoco)
4 - Kazuya Oshima (Team LeMans)
5 - Kazuki Nakajima (Petronas Tom's) a
6 - João Paulo de Oliveira (Team Impul)
7 - Toshihiro Kaneishi (HP Real Racing)
8 - Kohei Hirate (Project Cerumo)
9 - Takuma Sato (Team Mugen)
10 Andre Lotterer (Petronas Tom's)
11 Hironobu Yasuda (Kondo Racing)
12 Daisuke Nakajima (Nakajima Racing)
13 Yuji Kunimoto (Project Cerumo)
14 Naoki Yamamoto (Team Mugen) 

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Sebastian Vettel vence o GP de Cingapura.



Em uma corrida sem grandes disputas por posições e movimentada apenas pelas duas entradas do safety car, o alemão Sebastian Vettel, venceu o GP de Cingapura. A corrida noturna da categoria é sempre meio imprevisível, os acidentes fazem parte da história do circuito Marina Bay nestes últimos cinco anos e, o triunfo de Vettel foi conquistado após o problema de câmbio na McLaren de Lewis Hamilton, que ocorreu na 22ª volta, quando o piloto inglês liderava a prova com folga e deixou a ponta da corrida nas mãos do piloto da RBR.

Jenson Button mesmo com um excelente carro nas mãos, não conseguiu lutar pela vitória, mas garantiu a segunda colocação, já o líder do campeonato Fernando Alonso, contou com a sorte mais uma vez e com o abandono de Pastor Maldonado, da Williams, chegou em terceiro, ampliando sua vantagem no campeonato para o novo vice-líder, Vettel. Kimi Raikkonen, “como não quer nada”, vai chegando na briga pelo título, o “ice-man”, vêm correndo por fora, mas já ocupa o terceiro lugar no mundial de pilotos.


Na largada Hamilton manteve a ponta e Maldonado perdeu duas posições, o piloto da Williams aparentemente aprendeu a lição de não se envolver em acidentes banais, o único incidente no inicio da prova foi com o russo Vitaly Petrov, da Catertham, que quebrou a asa dianteira de seu carro e Felipe Massa, que teve um dos pneus de sua Ferrari furado, após a troca, o piloto brasileiro voltou na última posição, mais de 30 segundos atrás e teve que fazer uma corrida de recuperação.

Na primeira entrada do carro de segurança, por causa da batida do indiano Narain Karthikeyan, da HRT, pouca coisa mudou, apenas a vantagem de Maldonado sobre Alonso que foi para o 'espaço', o piloto da Williams resolveu fazer sua última parada, mas logo em seguida ao voltar à pista a equipe lhe informou que seu carro tinha problemas hidráulicos e que ele deveria abandonar. Na relargada novamente problemas, desta vez com o alemão Michael Schumacher, que bateu na traseira do carro de Jean-Eric Vergne, os dois tiveram que abandonar.


O escocês Paul di Resta, fez um excelente trabalho a bordo de sua Force Índia, desde os treinos livres ele se manteve entre os dez melhores e largando da sexta colocação, terminou o GP de Cingapura, em quarto. Ficando à frente de Nico Rosberg, da Mercedes e da dupla da Lotus com Kimi Raikkonen e Romain Grosjean, sexto e sétimo respectivamente.

Felipe Massa, fez uma corrida de recuperação e mesmo tendo caído para o último lugar na prova, com a ajudinha do safety car tirou a diferença e chegou em oitavo, vale destacar a boa luta por posições com o compatriota Bruno Senna, onde Massa levou a melhor. O piloto da Williams, vinha fazendo uma prova razoável mas teve problemas no (KERS) e abandonou. Pela Sauber, apenas Sergio Perez terminou na zona de pontuação, o mexicano foi o décimo, já Kamui Kobayashi, não teve um bom ritmo de prova e terminou em 13º.


A próxima etapa da Fórmula 1, será o Grande Prêmio do Japão, de 5 à 7 de outubro no circuito de Suzuka e estarei lá durante todos os dias de atividades.

Segue o resultado do GP de Cingapura:

1 - Sebastian Vettel (RBR) 59 voltas
2 - Jenson Button (McLaren) a 8s959
3 - Fernando Alonso (Ferrari) a 15s227
4 - Paul di Resta (Force Índia) a 19s063
5 - Nico Rosberg (Mercedes) a 34s784
6 - Kimi Raikkonen (Lotus) a 35s759
7 - Romain Grosjean (Lotus) a 36s698
8 - Felipe Massa (Ferrari) a 42s829
9 - Daniel Ricciardo (Toro Rosso) a 45s820
10 Sergio Perez (Sauber) a 50s619
11 Mark Webber (RBR) a 1:07s175
12 Timo Glock (Marussia) a 1:31s918
13 Kamui Kobayashi (Sauber) a 1:37s141
14 Nico Hulkenberg (Force Índia) a 1:39s413
15 Heikki Kovalainen (Caterham) a 1:47s967
16 Charles Pic (Marussia) a 2:12s925
17 Pedro de la Rosa (HRT) a 1 volta

Fotos Getty e Sutton 

Pedro Cardoso é campeão da Rotax Júnior e ganha vaga no Mundial.



Pedro Cardoso teve um final de semana quase perfeito na nona etapa da Copa São Paulo de Kart, a segunda do playoff, que aconteceu neste sábado no kartódromo da Granja Viana. Líder das duas categorias que disputa, o brasiliense venceu a prova na Rotax Júnior e conquistou o título por antecipação. De quebra, garantiu vaga no Mundial que será realizado em novembro, no kartódromo do Algarve, em Portugal. Na Júnior Menor, o piloto liderou até a última volta, mas terminou a corrida na segunda posição.

Na Rotax Júnior, o piloto partiu da pole, mas perdeu momentaneamente a posição. Porém, com um ritmo forte no trecho final, Pedro reassumiu a liderança e recebeu a bandeirada na frente. Na Júnior Menor, o brasiliense também largou da pole, mas foi superado por Felipe Drugovich e Eduardo Souto. O piloto conseguiu retornar à liderança da corrida, mas na última volta, Souto novamente assumiu a ponta e conquistou a vitória. Cardoso terminou logo atrás, a apenas 0s139 do vencedor.


Mesmo sem vencer, Pedro ainda é o líder do campeonato e pode conquistar seu segundo título na última prova do ano, que será realizada no final de outubro. O brasiliense tem 265 pontos e está com oito de vantagem sobre o vice-líder, Eduardo Souto. Na Rotax Júnior, o piloto soma 275 pontos e não pode mais ser alcançado.


Título

“É fantástico ser campeão em qualquer categoria. Nessa, ainda mais, tendo em vista que ganhei a vaga para o Mundial. Não estava em condições físicas adequadas, já que peguei uma forte gripe e corri com dores no corpo em função de um acidente. Porém, não tenho do que reclamar. Continuo na liderança na Júnior Menor com condições de ser campeão em outra categoria. Agora vou me preparar pensando no Mundal”.

Fotos Jackson de Souza - Fonte Eversports

domingo, 23 de setembro de 2012

F3 Japan vitória de Nakayama em Sugo Rod 13


Com um clima instável em todo final de semana, a categoria F3 Japan, realizou três provas no circuito de Sugo, em cada uma delas as condições climáticas foram diferentes, neste domingo (23), a 13ª etapa foi disputada com chuva e para completar o final de semana perfeito para o piloto japonês Yuichi Nakayama, da equipe Petronas Tom's, ele conquistou sua quarta vitória na temporada e a terceira consecutiva, faltando apenas 2 etapas para o fim do campeonato, Nakayama ficou bem perto de se tornar vice-campeão.

O título por antecipação ficou com o japonês Ryo Hirakawa, que na segunda prova deste domingo teve problemas e abandonou. Hideki Yamauchi, da equipe B-Max, chegou em segundo e o brasileiro Rafael Suzuki, da equipe Toda Racing, conquistou mais um pódio na F3 Japan, largando em quarto o piloto paulista fez uma ótima largada e com pista molhada conseguiu manter um bom ritmo para terminar a prova em terceiro.


Em um dia cansativo para todos os pilotos que disputaram duas provas no mesmo dia, o resultado de Suzuki é excelente, pois a equipe Toda Racing, não têm um equipamento que possa dar ao piloto brasileiro chances de brigar pelas vitórias em condições normais de corrida, mesmo assim, a evolução apresentada por Suzuki em 2012 é surpreendente, além disso, este é quarto pódio dele na temporada.


A All Japan Championship Fórmula 3, realizará suas duas últimas etapas da temporada nos dias 13 e 14 de outubro, no circuito de Fuji Speedway, as provas acontecem no mesmo evento do Mundial de Endurance da FIA (WEC).

Resultado da 13ª etapa em Sugo:

1 - Yuichi Nakayama (Petronas Tom's F312)
2 - Hideki Yamauchi (B-Max F312)
3 - Rafael Suzuki (Toda Fightex F308)
4 - Katsuta Takamoto (TDP Spirit F307)
5 - Kazuki Hiramine (HFDP Racing F307)
6 - Tomoki Nojiri (HFDP Racing F312)
7 - Matthew Howson (SGC by KCMG F308)
8 - Gary Thompson (SGC by KCMG F307)
9 - Daiki Sasaki (S Road NDDP Racing F306)
10 Hiroshi Koizumi (Net Move F306)
11 Motiyoshi Yoshida (B-Max F306) 

Fotos Junya Sasaki

F3 Japan vitória de Nakayama em Sugo Rod 12


E novamente a equipe Petronas Tom's conseguiu a dobradinha na segunda prova do final de semana da F3 Japan, na manhã deste domingo (23), foi disputada a 12ª etapa no circuito Sugo Sportsland, que fica localizado na cidade de Sendai, província de Miyagi. A prova teve 25 voltas e o japonês Yuichi Nakayama, que largou na pole, garantiu sua terceira vitória na temporada e a segunda consecutiva.

Richard Bradley, não conseguiu acompanhar o ritmo de seu companheiro e chegou em segundo, com o japonês Ryo Hirakawa, da equipe Hiroshima Toyopet, completando o pódio e garantindo por antecipação o título da categoria. Hirakawa, estreante na F3 Japan, fez uma temporada brilhante vencendo 7 etapas, das 12 disputadas e chegando ao pódio em 11 delas.


Rafael Suzuki, quarto colocado na prova de ontem, largou em oitavo e terminou a prova em nono. O brasileiro que corre com um modelo Dallara F308, não conseguiu uma boa largada, ponto forte do piloto da equipe Toda Racing, em toda a temporada e, por ter um equipamento defasado teve sua corrida dificultada. A 13ª etapa será disputada na tarde deste domingo, com previsão de chuva, Rafael Suzuki largará em quarto.

Resultado da 12ª etapa em Sugo:

1 - Yuichi Nakayama (Petronas Tom's F312)
2 - Richard Bradley (Petronas Tom's F312)
3 - Ryo Hirakawa (Hiroshima Toyopet F312)
4 - Hideki Yamauchi (B-Max F312)
5 - Tomoki Nojiri (HFDP Racing F312)
6 - Daiki Sasaki (S Road NDDP Racing F306)
7 - Katsuta Takamoto (TDP Spirit F307)
8 - Kazuki Hiramine (HFDP Racing F307)
9 - Rafael Suzuki (Toda Fightex F308)
10 Matthew Howson (SGC by KCMG F308)
11 Hiroshi Koizumi (Net Move F306)
12 Tatsuru Noro (CMS Motorsports F306) 

Sábado termina com mais um resultado positivo para Rafael Suzuki na F3 Japonesa.


Depois de largar em 7º, paulista - que corre com modelo anterior dos F3 - travou uma intensa briga durante grande parte da corrida com o líder do campeonato, Ryo Hirakawa, para terminar em 4º lugar.

A primeira corrida da Fórmula 3 Japonesa em Sugo foi tensa, muito disputada, mas terminou com saldo positivo para o piloto Rafael Suzuki. Assim como as duas sessões classificatórias, a prova válida pela sexta etapa foi disputada neste sábado (22).

Saindo do sétimo posto, o piloto da equipe Toda Racing fez uma ótima largada, e pulou para a quinta posição. Rafael, que corre com o defasado modelo de 2008 dos chassis Dallara, conseguiu superar adversários que correm com o atual modelo 2012 e travou intensa disputa com o líder do campeonato Ryo Hirakawa durante boa parte da prova. Em uma tentativa de se reaproximar do brasileiro, a três voltas do fim, acabou abandonando a disputa e abrindo brecha para Suzuki completar as 18 voltas com o quarto lugar.

Amanhã, Rafael larga da oitava posição na segunda prova e em quarto na terceira prova da rodada, em grid de largada definido pelo resultado da primeira corrida. A previsão do tempo indica possibilidade de chuva durante o dia. A vitória na 11ª etapa ficou com o japonês, Yuichi Nakayama, da equipe Petronas Tom's. 

Sábado

“O dia começou com mais uma classificação difícil. Novamente foi evidente a vantagem dos novos carros sob o nosso com pneus novos. Mas procuramos entender a realidade e pensamos em um bom acerto para corrida, que resultou numa melhora significativa no nosso ritmo”.

Corrida e avaliação

“Acabamos o dia satisfeitos com o resultado. Na largada, consegui tracionar muito bem e isso me permitiu ganhar posições fundamentais. Mesmo sem referências por não termos testado aqui com pista seca, todos da equipe fizeram novamente um ótimo trabalho e eu estou feliz por ter conseguido tirar o máximo do carro hoje”.

Foto Junya Sasaki

sábado, 22 de setembro de 2012

Lewis Hamilton é pole para o GP de Cingapura.



A equipe McLaren conquistou neste sábado (22), no circuito de Marina Bay, em Cingapura, a 4ª pole consecutiva na temporada, o inglês Lewis Hamilton, cravou a melhor volta do dia em 1:46s362, colocando meio segundo sobre Pastor Maldonado, da Williams. 

Apesar de ter dominado todas as três sessões de treinos livres, o alemão Sebastian Vettel, da RBR, “não contava” com o impressionante desempenho do inglês Lewis Hamilton, que com folgas dominou a classificação, nem com a volta voadora de Maldonado no fim.


Jenson Button colocou a outra McLaren, à frente do líder do campeonato Fernando Alonso, que foi apenas o quinto, mas em condições de corrida o espanhol é um dos favoritos a vitória, além de contar com a sorte de campeão que sempre está ao seu lado. O escocês Paul di Resta, confirmou o excelente desempenho nos treinos e largará em sexto com a Force Índia.


Mark Webber com a outra RBR, foi apenas o sétimo, seguido pelo francês Romain Grosjean, em oitavo com a Lotus. Já a dupla da Mercedes, passou para o (Q1), porém, não saiu dos boxes para poupar pneus para a corrida, com isso Schumacher e Rosberg, largará em nono e décimo respectivamente.

Na classificação deste sábado a surpresa ficou com a eliminação do finlandês Kimi Raikkonen, da parte final do treino, o piloto da Lotus largará na 12ª colocação e do japonês Kamui Kobayashi, que foi eliminado ainda no (Q3), o piloto da Sauber foi apenas o décimo oitavo, ficando uma posição atrás do brasileiro Bruno Senna, que bateu durante o (Q2), quebrando a suspensão traseira de sua Williams.


Felipe Massa não repetiu as boas atuações das últimas classificações e largará em 13°, o piloto da Ferrari reclamou muito de falta de aderência nos pneus traseiros de seu carro, que comprometeu sua posição de largada. Com isso a dupla brasileira terá que fazer um corrida de recuperação para sair de Cingapura, pelo menos na zona de pontuação.

O GP de Cingapura acontece neste domingo, a partir das 21:00 horas, horário do Japão.

Confira o grid de largada para o GP de Cingapura:

1 - Lewis Hamilton (McLaren) 1:46s362
2 - Pastor Maldonado (Williams) 1:46s804
3 - Sebastian Vettel (RBR) 1:46s905
4 - Jenson Button (McLaren) 1:46s939
5 - Fernando Alonso (Ferrari) 1:47s216
6 - Paul di Resta (Force Índia) 1:47s241
7 - Mark Webber (RBR) 1:47s475
8 - Romain Grosjean (Lotus) 1:47s788
9 - Michael Schumacher (Mercedes) sem tempo
10 Nico Rosberg (Mercedes) sem tempo

Eliminados na segunda parte do treino: (Q2)

11 Nico Hulkenberg (Force Índia) 1:47s975
12 Kimi Raikkonen (Lotus) 1:48s261
13 Felipe Massa (Ferrari) 1:48s344
14 Sergio Perez (Sauber) 1:48s505
15 Daniel Ricciardo (Toro Rosso) 1:48s774
16 Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) 1:48s849
17 Bruno Senna (Williams) sem tempo

Eliminados na primeira parte do treino: (Q1)

18 Kamui Kobayashi (Sauber) 1:49s933
19 Vitaly Petrov (Caterham) 1:50s846
20 Heikki Kovalainen (Caterham) 1:51s137
21 Timo Glock (Marussia) 1:51s370
22 Charles Pic (Marussia) 1:51s762
23 Narain Karthikeyan (HRT) 1:52s372
24 Pedro de la Rosa (HRT) 1:53s355

Fotos Getty Imagens e Sutton