terça-feira, 31 de julho de 2012

Em Cascavel, Família Croce completa participação no Brasileiro de Kart.


Lucca foi 8º na categoria Novatos, em seu primeiro ano no campeonato. Na Sênior A, Fernando terminou em 14º e Daniel teve de abandonar após um toque.

Após uma semana de muito trabalho, as corridas decisivas do Campeonato Brasileiro de Kart foram disputadas neste sábado (28), no kartódromo Delci Damian, em Cascavel (PR). Os três pilotos da família Croce não tiveram vida fácil, e quem saiu com o melhor resultado foi o estreante Lucca. Na categoria Novatos, ele saiu da 21ª posição na prova final e terminou em oitavo, em sua primeira vez no campeonato mais importante do país.

Fernando e Daniel, ambos da categoria Sênior A, sofreram com problemas de motores durante as corridas. Depois de dificuldades nas baterias classificatórias, Fernando conseguiu conquistar 10 posições na pré-final para terminar em 13º, posição em que largou na final. Porém, novamente com problemas de motor, o piloto teve seu rendimento comprometido e completou as 21 voltas com o 14º lugar.

Daniel, por sua vez, estava indo bem nas corridas, conseguindo terminar sempre entre os 10 primeiros, apesar de problemas no motor. Largando em oitavo na final, o piloto de Jaú vinha conquistando posições, mas ainda na primeira volta tomou um toque que encerrou sua participação na competição.

Lucca Croce

“Consegui escapar dos acidentes e fazer várias ultrapassagens durante a corrida. Fiquei preso atrás de alguns pilotos mais lentos e por isso não deu para ir mais para frente. Depois, tomei um toque que entortou um pouco meu kart, mas mesmo assim continuei virando bem. Foi um bom resultado para o primeiro ano e uma ótima experiência, pude aprender muito nesses dias em Cascavel”.


Fernando Croce

“O problema que tive no motor durante as classificatórias, e havia sido solucionado na pré-final, voltou para a final. No warm-up, já senti que não estava bom. Revisamos o conjunto de motor e carburador, mas nada foi encontrado. Na corrida, consegui desviar das confusões iniciais e subir algumas posições, mas o mau desempenho do motor impediu um resultado melhor. Nos primeiros treinos, no começo da semana, consegui andar muito bem e terminar sempre entre os primeiros, mas infelizmente não deu para repetir isso na final”.


Daniel Croce

“Estávamos com um ritmo forte em todas as corridas, e na final saia de uma boa posição. Fui para cima dos adversários logo no começo, porque sabia que os primeiros eram muito rápidos e, se abrissem uma boa vantagem, ia ficar difícil de alcançá-los. Porém, ainda na primeira volta, quando fui fazer uma ultrapassagem, tomei um toque que me jogou para fora da pista e acabou com toda uma semana de trabalho. Foi uma pena, porque tínhamos chances de conseguir um bom resultado. No Brasileiro, ter sorte é essencial e acho que faltou isso para mim”.

Fotos Flávio Quick – Fonte Eversports  

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Lewis Hamilton vence o GP da Hungria.


Sem muitas dificuldades o inglês Lewis Hamilton venceu neste domingo (29), o GP da Hungria. Largando na pole o piloto da McLaren dominou a prova em Hungaroring e voltou a ter chances na briga pelo título. Kimi Raikkonen chegou em segundo, conquistando seu quinto pódio na temporada e o francês Romain Grosjean completou a dobradinha da Lotus com a terceira posição.

Na largada as posições entre os primeiros colocados foram mantidas, destaque para o brasileiro Bruno Senna, que conseguiu ultrapassar o compatriota Felipe Massa e terminar a prova em sétimo com a Williams. O início da corrida foi complicado, pois um problema nas luzes que dão a largada, fez com que a mesma fosse abortada e os pilotos tiveram que dar mais uma volta de apresentação até finalmente largar.


Michael Schumacher ficou parado no grid e caiu para o último lugar, na tentativa de recuperação fez uma parada mais cedo e cometeu um erro, excedendo o limite de velocidade no pit, acabou recebendo uma punição de drive-through e teve sua corrida comprometida. Com uma estratégia diferente, alguns pilotos que brigavam pela vitória durante a primeira parada utilizaram compostos de pneus macios, outros os médios, porém pouca coisa mudou. Apenas Raikkonen que ficou mais tempo na pista até seu pit stop, levou vantagem nas trocas, ganhando as posições de Alonso e Grosjean.

Sebastian Vettel fez uma corrida discreta e ficou de fora do pódio, chegando em 4º com a RBR, já o líder do campeonato Fernando Alonso, apesar de ter chegado apenas em 5º, permanece com boa vantagem na tabela, agora são 40 pontos à frente do vice-líder Mark Webber. Jenson Button aproveitando o bom momento da McLaren fez uma estratégia de 3 paradas, vinha bem rápido e ganhando posições, porém perdeu muito tempo atrás do carro do brasileiro Bruno Senna e com isso não teve chances de lutar pelo pódio, terminando em 6º.


Felipe Massa que largou em sétimo, completou a prova em nono conquistando mais dois pontos, no entanto o resultado não é bom para quem vêm enfrentando dificuldades para permanecer na categoria e Nico Rosberg com a Mercedes foi apenas o décimo. A F1 dará uma pausa no mês de agosto e retorna após as férias de verão da Europa, o próximo compromisso será o GP da Itália previsto para o dia 9 de setembro.


Segue o resultado final do GP da Hungria:

1 - Lewis Hamilton (McLaren) 69 voltas
2 - Kimi Raikkonen (Lotus) a 1s032
3 - Romain Grosjean (Lotus) a 10s518
4 - Sebastian Vettel (RBR) a 11s614
5 - Fernando Alonso (Ferrari) a 26s653
6 - Jenson Button (McLaren) a 30s243
7 - Bruno Senna (Williams) a 33s899
8 - Mark Webber (RBR) a 34s458
9 - Felipe Massa (Ferrari) a 38s350
10 Nico Rosberg (Mercedes) a 51s234
11 Nico Hulkenberg (Force Índia) a 57s283
12 Paul di Resta (Force Índia) a 1:02s887
13 Pastor Maldonado (Williams) a 1:03s606
14 Sergio Perez (Sauber) a 1:04s494
15 Daniel Ricciardo (Toro Rosso) a 1 volta
16 Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) a 1 volta
17 Heikki Kovalainen (Caterham) a 1 volta
18 Kamui Kobayashi (Sauber) a 2 voltas
19 Vitaly Petrov (Caterham) a 2 voltas
20 Charles Pic (Marussia) a 2 voltas
21 Timo Glock (Marussia) a 3 voltas
22 Pedro de la Rosa (HRT) a 3 voltas
Fotos Getty e Sutton 

domingo, 29 de julho de 2012

Brasileiro de Kart: Rafael Suzuki termina em quinto lugar com a ART Grand Prix.


Após largar em 13º na bateria final, paulista imprimiu bom ritmo para garantir um lugar no pódio a três voltas do fim em Cascavel.

O 47º Campeonato Brasileiro de Kart, o principal do país, contou com mais de 200 pilotos na edição realizada em Cascavel (PR). Na categoria Graduados, foram 46 que disputaram nesta semana, mas apenas 34 puderam participar da final, neste sábado. Rafael Suzuki saiu do 13º posto no grid e, apesar de perder algumas posições na largada, o paulista fez bela corrida de recuperação e com seguidas ultrapassagens terminou em quinto lugar, garantindo um pódio para a ART Grand Prix. O vencedor da prova foi o paranaense Gabriel Casagrande.

A competição foi muito acirrada e o clima instável na cidade de Cascavel fez com que o resultado final fosse imprevisível. Rafael liderou o terceiro dos quatro treinos livres, realizado sob chuva, e foi o segundo melhor na tomada de tempos. Nas baterias classificatórias, andou em segundo lugar em ambas, mas na primeira teve um problema no escapamento e não pode terminar a prova, na segunda, confirmou a boa colocação. Na corrida pré-final, largou em 16º e completou em 13º, posição que largou neste sábado e terminou as 25 voltas em quinto lugar. Rafael correu pela equipe Sabiá Racing e com motores da RBC Preparações.


Corrida

“A largada foi confusa, a minha fila não largou bem e perdi algumas posições. Mas durante a prova tudo correu bem, o conjunto chassi-motor estava acertado e eu pude ultrapassar muitos karts, foi divertido”.

Avaliação

“Tivemos alguns problemas durante a semana e, o clima instável nos tirou um tempo de pista que era fundamental para acharmos um acerto para a pista seca. Melhoramos a cada dia e hoje estávamos em um ritmo competitivo. O abandono em uma das classificatórias custou caro, nós perdemos posições preciosas para o grid da final. Mas o saldo é muito positivo, vir de trás para terminar no top 5 foi uma recompensa para toda equipe”.

Confira o resultado da corrida final: (Top 10)

1 - Gabriel Casagrande (PR)
2 - Pedro H.C Saderi (PR)
3 - Yago Cesario Oliveira (GO)
4 - Guilherme Salas (SP)
5 - Rafael Suzuki (SP)
6 - John Louis (PR)
7 - Artur Fortunato (SP)
8 - Olin V.Galli (RJ)
9 - Italo Leão (DF)
10 Caio Becker (RJ)

Fotos Flávio Quick - Fonte Eversports

sábado, 28 de julho de 2012

Lewis Hamilton é pole para o GP da Hungria.


Com extrema facilidade o inglês Lewis Hamilton conquistou a pole para o GP da Hungria. Neste sábado o piloto da McLaren esteve sempre à frente de seus adversários e no final do treino de classificação fez uma volta perfeita marcando 1:20s953. O francês Romain Grosjean, da Lotus, foi o segundo e Sebastian Vettel, da RBR, o terceiro, tanto o inglês quanto o alemão não utilizaram os pneus macios no (Q1), diferentemente de Grosjean que gastou todos os jogos que tinha direito.


Jenson Button com a outra McLaren se recuperou em treinos de classificação e largará em quarto, Kimi Raikkonen, foi o quinto e a dupla da Ferrari com Fernando Alonso e Felipe Massa, foram sexto e sétimo respectivamente. Com um bom desempenho a equipe Williams colocou seus dois pilotos no (Q3), o venezuelano Pastor Maldonado largará em 8º e Bruno Senna em 9º, o brasileiro conseguiu passar para a parte final do treino de classificação pela primeira vez na temporada. Vale destacar que Bruno Senna esteve sempre entre os 10 melhores tempos em todos os treinos livres em Budapeste.


O alemão Nico Hulkenberg, novamente colocou a Force Índia no (Q3) e largará em 10º. Já o australiano Mark Webber, que havia conseguido o melhor tempo no último treino livre na Hungria, foi eliminado na segunda parte do treino e largará apenas em 11º, a surpresa deste sábado ficou com a eliminação da dupla da Mercedes, Rosberg foi o 13º e Schumacher apenas o 17º.


A Sauber teve um desempenho abaixo das expectativas e também não passou para o (Q3), o time suíço que têm um bom ritmo de corrida não consegue evoluir em treinos de classificação e com isso seus pilotos precisam sempre de uma estratégia diferente nas provas. O GP da Hungria será realizado neste domingo, a partir das 21:00 horas horário do Japão.

Confira o grid de largada para o GP da Hungria:

1 - Lewis Hamilton (McLaren) 1:20s953
2 - Romain Grosjean (Lotus) 1:21s366
3 - Sebastian Vettel (RBR) 1:21s416
4 - Jenson Button (McLaren) 1:21s583
5 - Kimi Raikkonen (Lotus) 1:21s730
6 - Fernando Alonso (Ferrari) 1:21s844
7 - Felipe Massa (Ferrari) 1:21s900
8 - Pastor Maldonado (Williams) 1:21s939
9 - Bruno Senna (Williams) 1:22s343
10 Nico Hulkenberg (Force Índia) 1:22s847

Eliminados na segunda parte do treino: (Q2)

11 Mark Webber (RBR) 1:21s715
12 Paul di Resta (Force Índia) 1:21s813
13 Nico Rosberg (Mercedes) 1:21s895
14 Sergio Perez (Sauber) 1:21s895
15 Kamui Kobayashi (Sauber) 1:22s300
16 Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) 1:22s380
17 Michael Schumacher (Mercedes) 1:22s723

Eliminados na primeira parte do treino: (Q1)

18 Daniel Ricciardo (Toro Rosso) 1:23s250
19 Heikki Kovalainen (Caterham) 1:23s576
20 Vitaly Petrov (Caterham) 1:24s167
21 Charles Pic (Marussia) 1:25s244
22 Timo Glock (Marussia) 1:25s476
23 Pedro de la Rosa (HRT) 1:25s916
24 Narain Karthikeyan (HRT) 1:26s178

Fotos Sutton 

Após acidente na largada, Rafael Suzuki larga em 13º na final do Brasileiro de Kart.


Largando no meio do grid, Rafael não teve como evitar toque na largada, quando um piloto rodou a sua frente, caiu para 29º e teve de fazer corrida de recuperação na bateria pré-final.

Largar no pelotão intermediário é sempre arriscado, já que é aonde acontece a maioria das confusões no início da corrida. E foi o que aconteceu na bateria pré-final da categoria Graduados no Campeonato Brasileiro de Kart, disputada nesta sexta-feira. Rafael Suzuki saia da 16ª posição quando um piloto rodou a sua frente e ele não pode evitar o toque. Com isso, caiu para a 29º e teve de fazer uma prova de recuperação, conquistando 16 posições para terminar em 13º. Essa será a posição de largada de Suzuki na bateria final.

As corridas que definem os campeões brasileiros serão disputadas neste sábado (28), no kartódromo Delci Damian, em Cascavel (PR). Após uma semana de clima instável, a previsão para amanhã é de chuva..

Decisão

“Acidentes de largada são imprevisíveis e hoje tive o azar de ter um kart a minha frente. Espero que amanhã eu tenha mais sorte na largada. Claro que não gostaria de estar largando em 13º, mas estou trabalhando para que possamos surpreender na final”.

Fonte Eversports - Foto Flávio Quick

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Hamilton lidera o 2º treino livre na Hungria.


Na segunda sessão de treinos livres para o GP da Hungria, o inglês Lewis Hamilton novamente foi o mais rápido, a chuva complicou a melhora dos tempos, porém a volta de Hamilton foi conquistada quando a pista estava seca. No início do treino por causa da previsão do tempo, os pilotos enfrentaram bastante tráfego, a boa notícia é que a dupla brasileira, Bruno Senna e Felipe Massa foram muito bem.

Kimi Raikkonen, foi o segundo com a Lotus e Bruno Senna que ficou de fora da sessão da manhã foi o terceiro com a Williams, ele foi um segundo mais rápido que o companheiro de equipe Pastor Maldonado. Felipe Massa, ficou com o quarto tempo e superou o líder do campeonato Fernando Alonso que foi o quinto. A RBR novamente não apresentou um bom resultado nesta sexta-feira, mas é muito cedo para tirar conclusões, Vettel foi o 8º e Webber apenas o 12º.


Michael Schumacher bem que tentou melhorar seu tempo com a pista molhada, no entanto utilizando os compostos intermediários ele acabou perdendo o controle do carro e bateu, fechando a sessão apenas em décimo. Kamui Kobayashi marcou boas voltas com a pista seca, mas no piso molhado o resultado não foi o esperado, o japonês marcou apenas o décimo quinto tempo.

Amanhã a partir das 18:00 horas horário do Japão, será realizado o último treino livre e às 21:00 horas o treino que define o grid de largada para a 11ª etapa da temporada 2012 da F1. A previsão do tempo para os treinos é de pista seca, já para a prova existe a possibilidade de chuva.

Segue o resultado do 2º treino livre na Hungria:

1 - Lewis Hamilton (McLaren) 1:21s995
2 - Kimi Raikkonen (Lotus) 1:22s180
3 - Bruno Senna (Williams) 1:22s253
4 - Felipe Massa (Ferrari) 1:22s417
5 - Fernando Alonso (Ferrari) 1:22s582
6 - Jenson Button (McLaren) 1:22s747
7 - Paul di Resta (Force Índia) 1:22s794
8 - Sebastian Vettel (RBR) 1:22s824
9 - Romain Grosjean (Lotus) 1:22s922
10 Michael Schumacher (Mercedes) 1:23s160
11 Nico Rosberg (Mercedes) 1:23s164
12 Pastor Maldonado (Williams) 1:23s337
13 Nico Hulkenberg (Force Índia) 1:23s713
14 Mark Webber (RBR) 1:23s814
15 Kamui Kobayashi (Sauber) 1:23s841
16 Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) 1:24s328
17 Daniel Ricciardo (Toro Rosso) 1:24s345
18 Sergio Perez (Sauber) 1:24s623
19 Vitaly Petrov (Caterham) 1:24s823
20 Heikki Kovalainen (Caterham) 1:25s220
21 Timo Glock (Marussia) 1:27s104
22 Pedro de la Rosa (HRT) 1:27s106
23 Charles Pic (Marussia) 1:27s185
24 Narain Karthikeyan (HRT) 1:27s822

Fotos Getty Imagens

Kart: Pedro Cardoso corre pela primeira vez no Canadá.


Pela equipe PSL Racing, brasiliense disputará duas competições em um único final de semana. O piloto Pedro Cardoso tem se destacado tanto em competições nacionais quanto internacionais nesta temporada. O brasiliense está na vice-liderança de duas categorias na Copa São Paulo de Kart e foi campeão no início do ano do Florida Winter Tour, nos Estados Unidos. Apesar de já ter corrido fora do Brasil algumas vezes, Pedro correrá pela primeira vez no Canadá, neste final de semana (28 e 29), em Trois Rivières.

No exterior, Pedro corre pela equipe canadense PSL Racing, então, está se sentindo “em casa” nesta estreia. O piloto de 13 anos irá disputar a categoria Rotax MiniMax. No Canadá, porém, a categoria tem o equipamento com uma configuração diferente, com o chassi grande - usado normalmente na Rotax Junior - e motor de MiniMax.

Cardoso disputará duas competições diferentes no mesmo evento. No sábado, acontece a Copa do Quebec, e no domingo, a última das quatro etapas do Eastern Canadian Karting Championship. Em ambos os dias o formato é o mesmo, com tomada de tempos, bateria pré-final e final.

Estreia no Canadá

“Viemos aqui para prestigiar o pessoal da PSL, como eles fizeram conosco quando o Andrew Campbell (chefe técnico da equipe) veio acompanhar o Campeonato Brasileiro, no Beto Carrero. Além disso, é mais uma experiência internacional, o que é sempre bom”.

Novos desafios

“O kart é um pouco diferente do que estou acostumado, mas me adaptei rapidamente ao equipamento e à pista, e consegui andar bem nos treinos livres. Espero que possamos fazer boas corridas no fim de semana”.

Foto Maurício Villela - Fonte Eversports

Hamilton lidera o 1º treino livre na Hungria.


McLaren dominou a primeira sessão de treinos livres para o GP da Hungria, com Lewis Hamilton em 1º e Jenson Button logo atrás, o líder do campeonato Fernando Alonso, colocou a Ferrari em terceiro, no entanto foi 5 décimos mais lento que Hamilton. Com pista seca os pilotos aproveitaram a sessão para testar novos pacotes aerodinâmicos, no caso da Lotus, o time testou o novo DRS duplo, que deverá ser usado apenas em setembro.

A equipe Mercedes ficou com o quarto tempo com Nico Rosberg e o sexto com Michael Schumacher, logo atrás do alemão veio o brasileiro Felipe Massa, que precisa se recuperar no campeonato para garantir uma vaga na categoria para o próximo ano. Já a RBR não foi bem, Mark Webber, foi apenas o 13º e Sebastian Vettel o 15º.


Pela Williams, o finlandês Valtteri Bottas, utilizou o carro de Bruno Senna, marcando o nono tempo, ficando à frente de Maldonado. Na segunda sessão que será realizada a partir das 21:00 horas horário do Japão, o piloto brasileiro voltará ao cockpit da Williams. Kamui Kobayashi, da Sauber fez um treino discreto e marcou apenas o 12º tempo.

Segue o resultado do 1º treino livre na Hungria:

1 - Lewis Hamilton (McLaren) 1:22s821
2 - Jenson Button (McLaren) 1:22s922
3 - Fernando Alonso (Ferrari) 1:23s397
4 - Nico Rosberg (Mercedes) 1:23s628
5 - Romain Grosjean (Lotus) 1:23s633
6 - Michael Schumacher (Mercedes) 1:23s845
7 - Felipe Massa (Ferrari) 1:23s904
8 - Kimi Raikkonen (Lotus) 1:23s983
9 - Valtteri Bottas (Williams) 1:24s152
10 Sergio Perez (Sauber) 1:24s268
11 Pastor Maldonado (Williams) 1:24s300
12 Kamui Kobayashi (Sauber) 1:24s394
13 Mark Webber (RBR) 1:24s546
14 Paul di Resta (Force Índia) 1:24s559
15 Sebastian Vettel (RBR) 1:24s608
16 Daniel Ricciardo (Toro Rosso) 1:25s354
17 Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) 1:25s559
18 Jules Bianchi (Force Índia) 1:25s715
19 Vitaly Petrov (Caterham) 1:26s440
20 Charles Pic (Marussia) 1:26s705
21 Heikki Kovalainen (Caterham) 1:26s755
22 Timo Glock (Marussia) 1:27s015
23 Pedro de la Rosa (HRT) 1:27s101
24 Dani Clos (HRT) 1:28s176
Fotos Getty Imagens

Após classificatórias, Rafael Suzuki larga em 16º na pré-final.


Piloto teve problemas com escapamento na primeira bateria, quando estava na segunda posição. Na outra corrida, conseguiu garantir um segundo lugar.

Após encontrar algumas dificuldades nos treinos livres disputados com pista seca, o início da fase decisiva do Campeonato Brasileiro de Kart foi bem melhor para Rafael Suzuki. Na tomada de tempos, o paulista conseguiu o 2º melhor tempo no geral, a 0.004 do primeiro. Por ter sido segundo no Grupo 2, Rafael foi posicionado no Grupo A para as duas baterias classificatórias.

Na disputa entre Grupo A e B, Suzuki largou em terceiro e logo assumiu a segunda posição. Na busca pelo primeiro lugar, conseguiu abrir uma vantagem segura do terceiro colocado, mas sofreu com a quebra de uma peça do escapamento. Para não agravar o problema, preferiu evitar as zebras da pista, o que o forçou a um erro e abandono na 10ª volta da corrida.

Na bateria do Grupo A contra C, Rafael saiu novamente em terceiro e, apesar de cair momentaneamente para quinto, recuperou as posições na volta seguinte para andar durante toda a prova na segunda posição, na qual terminou a corrida. Com a soma dos pontos das duas corridas, o paulista, que corre com os chassis da ART Grand Prix, largará da 16ª posição na bateria pré-final, que será realizada nesta sexta-feira e define o grid da corrida decisiva do campeonato. O campeão será o vencedor da corrida final no sábado.

Avaliação

“Conseguimos um ritmo bem melhor hoje, que nos permitiu ficar em segundo na tomada. Na primeira corrida vinha bem, mas tive um problema no escapamento que comprometeu a corrida. Na segunda, o ritmo também era bom, e consegui recuperar parte dos pontos perdidos na primeira classificatória”.

Pré-final

“Devido ao abandono em uma das corridas, vamos ter que largar de trás. Tínhamos tudo para largar na 1ª fila. Claro que complica não largar no pelotão da frente. O mais importante é fazer uma boa largada e não se envolver em acidentes na primeira volta. Se isso acontecer, confio no meu ritmo para ir pra frente e conseguir uma boa posição de largada na final”.

Confira o grid de largada da pré-final e os pontos que definiram as colocações:

1) Felipe Guimarães - 0 pontos
2) Guilherme Salas - 8
3) Yago Cesário - 9
4) Gabriel Casagrande - 11
5) Alain Sisdeli - 11
6) Ítalo Leão - 14
7) Pedro Guilherme - 15
8) Jonathan Louis - 17
9) Pedro Saderi - 19
10) André Pedralli - 19
11) Gustavo Myasava - 20
12) Rafael Smaniotto - 21
13) Henrique Zandavalli - 21
14) Gabriel Robe - 22
15) Joaquim Junqueira - 23
16) Rafael Suzuki - 24
17) Giovanni Tavares - 24
18) Leonardo Cruz - 24
19) Victor Miranda - 25
20) Victor Luz - 26
21) Lucas Nogueira - 28
22) Caio Becker - 30
23) Ariel Varella - 30
24) Artur Fortunato - 31
25) Fábio Raupp - 32
26) Matheus Jacques - 34
27) Matheus Rouver - 35
28) João Pedro Archer - 36
* os outros seis pilotos restantes serão definidos após bateria de repescagem nesta sexta-feira cedo.

Foto Flávio Quick

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Família Croce conclui treinos livres no Brasileiro de Kart.


Em Cascavel, Lucca, Daniel e Fernando estão se preparando para as bateria classificatórias do principal campeonato de kart do país. O 47º Campeonato Brasileiro de Kart está sendo realizado nesta semana, no kartódromo Delci Damian, em Cascavel (PR). Integrantes da família Croce, Lucca, Daniel e Fernando estão participando da disputa, e completaram nesta terça e quarta-feira quatro sessões de treinos livres.

Os pilotos se preparam para iniciar a fase decisiva do campeonato, que, nesta quinta-feira, realiza a tomada de tempos e a primeira bateria classificatória. Na categoria Novatos, Lucca terminou os quatro treinos em 6º, 4º, 2º e 11º, respectivamente, entre 26 adversários. Daniel foi 20º, 26º, 11º e 18º na Sênior A. Na mesma categoria, que conta com 28 concorrentes, Fernando marcou o 5º e o 6º tempo no primeiro dia de atividades. Nesta quarta-feira, o piloto acordou com um forte resfriado e preferiu se poupar para as decisões dos dias seguintes.


Lucca Croce

“Conseguimos andar bem tanto no seco quanto com pista molhada. O equipamento está bem acertado, estamos bem competitivos para as disputas das baterias classificatórias, e acho que temos boas chances de estar sempre entre os primeiros”.

Fernando Gomes Croce

“O kart estava muito bom nos treinos de terça-feira. Consegui marcar bons tempos, e só não baixei mais porque fui atrapalhado durante a segunda sessão. Senti apenas que a direção ficou um pouco pesada e a frente instável, mas nesta quinta-feira vou usar um novo chassi da Birel, que dizem que é melhor nesses quesitos, por ter um quadro mais leve. É uma aposta, mas a expectativa é largar na primeira ou segunda fila para a primeira bateria classificatória”.

Fonte Eversports – Fotos Calan Sanderson e Erno Drehmer  

Brasileiro de Kart: Matheus Iorio espera melhor rendimento na fase decisiva do campeonato.


Em quatro sessões de treinos livres, paulista buscou o acerto do kart e a adaptação aos pneus amarelos usados na categoria Sudam Junior. Estreando no Brasileiro de Kart, o piloto Matheus Iorio está competindo pela primeira vez na categoria Sudam Junior. Nos dois dias de atividades em Cascavel (PR), foram realizados quatro treinos livres.

O paulista de 15 anos usou as sessões de 25 minutos cada para se acostumar, principalmente, com os pneus amarelos (de compostos mais macios, que dão mais estabilidade, mas se desgastam mais rápido). Mais adaptado às características da nova categoria, Matheus conseguiu marcar o 14º tempo no treino com pista seca, e, quando chovia, terminou a segunda sessão em 10º lugar nesta quarta-feira (25). Amanhã serão realizadas a tomada de tempos e a primeira das duas baterias classificatórias.

Adaptação

“Sabíamos que na nova categoria enfrentaríamos algumas dificuldades e que seria necessária uma adaptação aos pneus amarelos. Ainda estamos acostumando com essa nova condição e aprendendo como tirar o melhor dos pneus, mas o kart está bom, e na chuva o ritmo está melhor do que no seco. Como a previsão para amanhã, quando vai começar a fase decisiva do campeonato, é de chuva, temos boas chances de conseguir andar entre os primeiros”.

Foto - Calan Sanderson - Fonte Eversports

quarta-feira, 25 de julho de 2012

José França acredita em bom resultado no Brasileiro de Kart.


Paulista competirá na categoria Super Sênior com chassi da ART Grand Prix e motores da RBC Preparações, na equipe Sabiá Racing.

José França é um kartista experiente. Corre desde 1996, tem em seu currículo títulos de campeonatos regionais, como a Copa São Paulo Light e o Paulista de Kart, e compete desde 2000 no Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira, o piloto inicia a disputa de mais uma edição do principal campeonato nacional da modalidade. A corrida que define o campeão acontece no sábado (29).

França estreará novos equipamentos no kartódromo de Cascavel (PR), palco da disputa, como o chassi da ART Grand Prix e motores preparados pela RBC. Por causa de seus compromissos profissionais, o empresário não está disputando nenhum campeonato na temporada, o piloto fez apenas algumas etapas do Light de Kart, em São Paulo, e correu no GP RBC, em Minas Gerais, onde ficou com a segunda colocação.

Apesar de ter feito poucos treinos preparatórios para o Brasileiro, o paulista está confiante em apresentar um bom desempenho durante a competição.

Expectativa

“Estrearemos chassis e motores novos em Cascavel. Nos testes que fizemos em Interlagos, o equipamento estava bom, então acredito que temos boas chances para o Brasileiro. A expectativa é conseguir ir bem nos treinos para largar na frente nas corridas classificatórias e na final”.

Foto Flávio Quick - Fonte Eversports  

terça-feira, 24 de julho de 2012

Fernando Alonso vence o GP da Alemanha.


Mais uma bela apresentação do bicampeão Fernando Alonso, o piloto da Ferrari caminha a passos largos rumo ao “tri”, neste último domingo (22), em Hockenheim, o espanhol venceu o GP da Alemanha de ponta à ponta e abriu 34 pontos de vantagem no campeonato. A 3ª vitória do piloto da Ferrari na temporada foi conquistada na pista onde aconteceu o famoso episódio da mudança de posição entre Alonso e Massa, em 2010.

Alonso foi perfeito em todo o final de semana, largou na pole e conseguiu aguentar a pressão de seus adversários, mesmo com um carro ainda instável, porém em constante evolução, o espanhol fez por merecer o status de melhor piloto do grid. Já seu companheiro de equipe o brasileiro Felipe Massa, se envolveu em um toque logo no início da prova e mais uma vez teve sua corrida comprometida, chegando apenas na 12ª posição.


Jenson Button, da McLaren, foi o segundo e o finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, o terceiro, o japonês Kamui Kobayashi, conseguiu seu melhor resultado na categoria ao chegar em quarto. O alemão Sebastian Vettel, da RBR, na pista foi o segundo, porém após a prova os comissários puniram o piloto alemão em 20 segundos, por julgar que a manobra de ultrapassagem sobre o Button foi “ilegal”, com isso o bicampeão caiu para a quinta colocação.

O mexicano Sergio Perez fez uma excelente corrida, pois largou em décimo sétimo e chegou em sexto, a estratégia da equipe Sauber foi surpreendente e colocou seus dois pilotos novamente na zona de pontuação. Agora o time suíço irá lutar para superar a equipe Mercedes no mundial de construtores. As chances de isto acontecer são boas, já que a dupla de pilotos da equipe alemã não tem tido bons resultados, na corrida deste domingo Schumacher largou em terceiro e terminou em sétimo, já Rosberg que largou na 21ª posição, conseguiu se recuperar e chegar em décimo.


Lewis Hamilton um dos candidatos ao título, não teve muita sorte na prova, logo no início teve um dos pneus do carro furado e caiu para o final do grid, perdeu muito tempo tentando se recuperar e acabou abandonando. Felipe Massa, foi outro piloto que a sorte não esteve à seu favor, bateu com o australiano Daniel Ricciardo, da Toro Rosso, quebrou o bico e com isso teve sua corrida prejudicada, além disso viu seu companheiro de equipe vencer mais uma vez.

Já Bruno Senna se chocou com a Lotus do francês Romain Grosjean, danificou o bico do carro e um dos pneus dianteiros, após a troca voltou em último e o máximo que conseguiu foi a décima sétima colocação. No próximo final de semana será realizado o GP da Hungria, 11ª etapa da temporada 2012 da F1.


Segue o resultado final do GP da Alemanha:

1 - Fernando Alonso (Ferrari) 67 voltas
2 - Jenson Button (McLaren) a 6s949
3 - Kimi Raikkonen (Lotus) a 16s409
4 - Kamui Kobayashi (Sauber) a 21s925
5 - Sebastian Vettel (RBR) a 23s732
6 - Sergio Perez (Sauber) a 27s896
7 - Michael Schumacher (Mercedes) a 28s960
8 - Mark Webber (RBR) a 46s900
9 - Nico Hulkenberg (Force Índia) a 48s100
10 Nico Rosberg (Mercedes) a 48s800
11 Paul di Resta (Force Índia) a 59s200
12 Felipe Massa (Ferrari) a 1:11s400
13 Daniel Ricciardo (Toro Rosso) a 1:16s800
14 Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) a 16s900
15 Pastor Maldonado (Williams) a 1 volta
16 Vitaly Petrov (Caterham) a 1 volta
17 Bruno Senna (Williams) a 1 volta
18 Romain Grosjean (Lotus) a 1 volta
19 Heikki Kovalainen (Caterham) a 2 voltas
20 Charles Pic (Marussia) a 2 voltas
21 Pedro de la Rosa (HRT) a 3 voltas
22 Timo Glock (Marussia) a 3 voltas
23 Narain Karthikeyan (HRT) a 3 voltas

Fotos Getty Imagens

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Kamui Kobayashi fala sobre o seu resultado no GP da Alemanha.


Após uma excelente prova, o japonês Kamui Kobayashi, da equipe Sauber, falou sobre seu desempenho durante o GP da Alemanha, prova disputada deste domingo (22), que teve a vitória do espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. Kobayashi, conseguiu a quarta colocação, depois que o alemão Sebastian Vettel, da RBR, foi punido pela direção de prova pela ultrapassagem ilegal sobre o inglês Jenson Button, da McLaren.

Como a temperatura da pista de Hockenheim foi alta em quase toda corrida, os compostos da Pirelli tiveram um ótimo desempenho no carro da Sauber, com isso Kobayashi conseguiu voltas rápidas tanto com os compostos macios quanto com os médios e o japonês fez apenas duas paradas conquistando seu melhor resultado na categoria.  

“Estou muito feliz pela equipe pois conseguimos novamente um bom resultado. Temos tido azar nas duas últimas corridas e também na classificação deste sábado. O desempenho do carro em pista seca foi muito forte, se nós tivéssemos classificado melhor poderíamos ter alcançado o pódio na corrida. No inicio da prova tivemos dificuldades com os médios, mas a estratégia era boa e marcamos pontos importantes no campeonato” - concluiu.  


Em Curitiba, Rafael Suzuki avalia como positiva estreia na Auto GP.


Piloto acertou sua participação na categoria para a sexta rodada dupla e saiu satisfeito com o aprendizado. A primeira participação de Rafael Suzuki na Auto GP ficou dentro das expectativas da equipe. O piloto foi convidado neste final de semana para disputar a sexta rodada dupla da temporada 2012, no autódromo de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, pela equipe Ombra Racing e avaliou como positiva sua participação na categoria. Neste domingo, Suzuki finalizou a segunda prova na sexta colocação. A vitória ficou novamente com o brasileiro Antônio Pizzonia.

Depois de conquistar um sétimo lugar na primeira corrida, o piloto largou da segunda posição, de acordo com o regulamento, que inverte a ordem dos oito primeiros colocados na corrida anterior. Logo após a largada, Suzuki ultrapassou o pole, mas perdeu a posição para o terceiro colocado. Ainda no primeiro trecho de prova, o piloto caiu para o quarto lugar, mas se manteve próximo dos ponteiros durante toda a corrida. Porém, quando fez a parada obrigatória perdeu alguns segundos a mais do que o normal e caiu para a sexta posição.

Apesar dos resultados, Suzuki saiu satisfeito com sua participação na Auto GP. Pela primeira vez na carreira, o piloto guiou um carro com cerca de 560 cavalos de potência.

Estreia

“Tive menos de dois dias para me adaptar ao carro, o que é muito pouco se considerarmos que os pilotos do grid são bastante experientes. Dei apenas 20 voltas antes da classificação e isso comprometeu um pouco nossa possibilidade de obter um bom resultado. O salto de potência entre um carro da F-3 Japonesa e da Auto GP é muito grande e requer algum tempo para o piloto se adaptar às características do modelo. O que mais impressiona é o freio. É muito eficiente e realmente segura o carro nas freadas fortes. A tocada muda muito, o carro tem mais pressão aerodinâmica e exige ainda mais da preparação física do piloto”.

Segunda corrida

“Na prova de hoje estava muito mais adaptado ao carro. Em um determinado momento da prova, estava tomando meio segundo dos líderes, o que é pouco se levarmos em conta nosso aprendizado com este carro. Óbvio que queríamos terminar entre os primeiros, mas não posso reclamar, já que minha participação foi fechada de última hora. De modo geral, gostei da oportunidade e acho que cumprimos os nossos objetivos”.

Resultado da segunda prova:

1 - Antônio Pizzonia - 23 voltas
2 - Chris Van der Drift
3 - Daniel de Jong
4 - Sergey Sirotkin
5 - Pal Varhaug
6 - Rafael Suzuki
7 - Max Snegirev
8 - Sergio Campana
9 - Franceso Dracone
10 Giuseppe Cipriani

Com câmbio quebrado, Nicolas termina em segundo na F-3 Sul-americana.


Em Curitiba, piloto liderava segunda prova da categoria com tranquilidade, mas câmbio quebrado no final tirou a vitória do carioca.

Nicolas Costa bem que tentou repetir a vitória da corrida de abertura da temporada 2012 da Fórmula 3 Sul-americana na segunda prova da rodada dupla, realizada neste domingo, no autódromo de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Porém, um problema no câmbio impediu a segunda vitória do carioca no seu final de semana de estreia na categoria. Fernando ‘Kid’ Resende foi o vencedor da prova. Mesmo com problemas, o resultado deixa Nicolas na liderança do campeonato, com 45 pontos.

Como foi o vencedor da primeira prova do ano, o carioca largou da oitava posição, já que o regulamento da F-3 determina que o resultado da primeira prova seja o grid de largada da segunda, mas de forma invertida entre os oito primeiros colocados. Com um ritmo forte desde o início, o carioca ultrapassou os sete adversários que estavam à sua frente, abriu uma grande vantagem, mas foi traído por um problema no câmbio, que diminuiu seu ritmo a duas voltas para o final.

Com isso, Nicolas perdeu a liderança da corrida, mas conseguiu terminar a prova na segunda posição, a apenas dois segundos do vencedor.

Resultado

“Foi uma pena ter esse problema no câmbio, já que nosso ritmo estava muito bom desde o início da prova. Abri 18 segundos de diferença em relação ao segundo colocado. Porém, são coisas que acontecem em uma corrida de automóvel. A relação piloto e máquina deve ser perfeita, mas não foi o que aconteceu dessa vez. De qualquer forma, sinto que realizei um bom trabalho e isso é o que importa para a equipe”.

Primeira rodada dupla

“Acho que foi muito bom ter estreado na F-3 Sul-americana. É um ritmo de corrida totalmente diferente das outras categorias de base. A prova é mais longa e cansativa e a tocada do carro é outra. No entanto, desde os primeiros treinos me adaptei rapidamente à categoria e os resultados mostraram que estamos no caminho certo”.

Resultado da segunda prova:

1- Fernando Resende (Cesário Fórmula) 26 voltas - 32m38s173
2 - Nicolas Costa (Hitech Racing) 32m40s128
3 - André Pedralli (Bassan Motorsport) 32m57s665
4 - Higor Hoffmann (Cesário Fórmula) 33m07s554
5 - Raphael Raucci (RR Racing Team) 33m24s748
6 - Lucas de La Veja (EMB Racing) 25 voltas
7 - Gabriel Casagrande (Hitech Racing) 20 voltas

Foto Bruno Terena  

domingo, 22 de julho de 2012

Auto GP: Rafael Suzuki completa primeira prova em 7º lugar em Curitiba.


Piloto vinha em quinto até perder duas posições no pit stop. Na corrida de domingo, paulista larga em segundo. Rafael Suzuki disputou sua primeira corrida da Auto GP neste sábado, em Curitiba (PR). Saindo do sétimo posto no grid, o piloto pulou para quinto na largada e manteve a posição com um bom ritmo até a parada no pit stop, na 13ª volta. Depois, voltou em oitavo para a pista, mas sofreu um pouco com o rendimento dos dois pneus trocados em sua parada, os mesmos usados na segunda metade do treino classificatório, quando deu mais voltas. 

Rafael ainda subiu uma posição e terminou as 23 voltas em sétimo. Com o resultado, Suzuki largará amanhã da primeira fila, na segunda posição, já que o grid é definido pela inversão dos oito primeiros colocados na corrida 1. Cada vez mais adaptado ao carro, Rafael acredita em um melhor resultado.

Corrida 1

“O primeiro stint era bom, mas perdemos um pouco de tempo nas últimas voltas antes do pit stop. Perdemos duas posições para os carros que pararam antes, e eu não consegui o mesmo ritmo com o segundo set de pneus. Mas de uma forma geral, para uma primeira experiência, foi um bom começo”.

Domingo

“Largando da primeira fila espero conseguir outra boa largada e pular na frente. Não quero me preocupar com os outros, pois sei que se tiver um ritmo bom, posso fazer uma boa corrida. Teremos que melhorar na estratégia do pit stop”.

Resultado da primeira corrida em Curitiba (10 primeiros)

1 - Antonio Pizzonia
2 - Pal Varhaug
3 - Sergey Sirotkin
4 - Daniel de Jong
5 - Cris Van Der Drift
6 - Adrian Quaife-Hobbs
7 - Rafael Suzuki
8 - Francesco Dracone
9 - Michele La Rosa
10 Max Snegirev  

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Largando em 7º, Rafael Suzuki conquista mais um pódio na F3 Japonesa.


Em Fuji, paulista destaca evolução do carro ao terminar novamente na 3ª posição após uma semana difícil. Piloto utiliza modelo 2008 dos chassis Dallara.

Superação. Essa palavra definiu o fim de semana de Rafael Suzuki na terceira etapa da Fórmula 3 Japonesa, disputada no tradicional circuito de Fuji Speedway. Após sofrer um acidente de kart no último domingo, que quase o impossibilitou de participar da rodada dupla, o paulista conquistou dois pódios. No sábado, saindo da 8ª posição, ele terminou a prova em 3º lugar. Neste domingo, largando em 7º, repetiu a dose e novamente subiu ao pódio na 3ª posição. O vencedor da prova foi Ryo Hirakawa, da equipe Hiroshima Toyopet, piloto que corre com o modelo F312.

Rafael fez uma boa largada, pulando para a quinta posição. Ainda na primeira volta, fez mais uma ultrapassagem. A terceira colocação foi conquistada após uma bela ultrapassagem sobre Hideki Yamauchi, no final da reta principal. Apesar do bom ritmo, os dois primeiros pilotos já haviam aberto uma boa vantagem.


Corrida

“Imprimi um ritmo forte no começo, pois não queria perder tempo em relação aos ponteiros. Isso afetou um pouco o rendimento dos pneus no final da prova, e, apesar do bom ritmo do carro, ficou difícil de alcançá-los, pois a diferença já era grande. Estou feliz com o resultado da etapa, especialmente depois de uma semana tão difícil”.

Evolução

“Desde o início da temporada, sabíamos que teríamos de trabalhar forte para acompanhar os novos Dallara F312 com o nosso F308, e é isso que temos feito. Além das evoluções naturais de um modelo novo, os 10 quilos adicionados ao meu carro e as restrições aerodinâmicas fazem o carro ficar completamente diferente do que anos anteriores. Mas o ritmo que apresentamos em Motegi, na terceira etapa, e os dois pódios aqui em Fuji comprovam que estamos tirando essa desvantagem”.

Resultado da 6ª etapa em Fuji

1 - Ryo Hirakawa (Hiroshima Toyopet F312)
2 - Yuichi Nakayama (Petronas Tom's F312)
3 - Rafael Suzuki (Mad Croc Toda F308)
4 - Hideki Yamauchi (B-Max F312)
5 - Richard Bradley (Petronas Tom's F312)
6 - Kazuki Hiramine (HFDP Racing F307)
7 - Matthew Howson (SGC by KCMG F308)
8 - Hiroshi Koizumi (Net Move F306)
9 - Gary Thompson (SGC by KCMG F307)
10 Daiki Sasaki (S Road NDDP Racing F307)
11 Tatsuru Noro (CMS Motorsports F306)
12 Katsuta Takamoto (TDP Spirit F307)
13 Motiyoshi Yoshida (B-Max F306)

domingo, 15 de julho de 2012

Paulo Victor Lima abandona prova final da Júnior Menor.


Piloto se envolveu em acidente ainda na primeira volta e não pôde completar a corrida devido aos problemas no kart.

A prova que definiu o campeão brasileiro da categoria Júnior Menor, realizada neste sábado no Kartódromo Internacional Beto Carrero World, em Penha, Santa Catarina, não foi das melhores para o piloto Paulo Victor Lima. O mineiro largou em sétimo e partiu com tudo para cima dos adversários. Porém, um acidente envolvendo os pilotos que estavam à sua frente impediu que Lima escapasse ileso ainda na primeira volta. Sem ter o que fazer, Lima foi atingido e não completou a prova. O brasiliense Pedro Cardoso se tornou campeão brasileiro da Júnior Menor.

Logo pela manhã, o piloto trocou o carburador, motor e mexeu no acerto do seu kart. Animado com as reais possibilidades de vitória, Lima não esperava que o acidente fosse tirar suas chances de obter um bom resultado. Agora, o piloto retorna à preparação para os campeonatos da Aldeia da Serra e de Belo Horizonte.

Acidente

“É frustrante não completar uma única volta na prova que define o título de campeão. Sei que são coisas de corrida, mas tínhamos grandes chances de chegar entre os primeiros. De qualquer forma, foi um prazer participar do Brasileiro. São pilotos de altíssimo nível e só pelo fato de estar aqui já é uma vitória. Agora vamos reforçar a preparação e partir para os próximos campeonatos”.

Fonte Eversports – Foto Maurício Villela